Provamos: VW Taos é "mais do mesmo". Isso é ótimo

Aceleramos o recém-lançado SUV médio da Volks, que chega ao mercado este mês com preços entre R$ 154.990 e R$ 181.790

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Provamos: VW Taos é "mais do mesmo". Isso é ótimo
André Deliberato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Depois de muitas prévias, revelações picotadas e anúncios, finalmente conseguimos acelerar o VW Taos, novo SUV médio do mercado brasileiro, que conforme noticiamos há alguns dias, chega ao mercado nas próximas semanas por valores que partem de R$ 154.990 na versão de entrada Comfortline e chegam a R$ 181.790 na mais cara, Highline.

E atenção quem esperava surpresas ou novidades bombásticas: o Taos não tem nada disso. Agora, para quem estimava que ele fosse um "mini-Tiguan" ou "Big-T-Cross" com o mesmo arrojo dinâmico, estilo sóbrio e a seriedade que um SUV alemão promete oferecer: tiro na mosca! O Taos é exatamente isso. Um "mais do mesmo" do que já conhecemos da Volks, com muita tecnologia, conforto e espaço.

VW Taos: exatamente aquilo que esperávamos!

Abaixo, vamos falar ligeiramente sobre as impressões que tivemos do carro em um contato com o modelo na pista fechada a Goodyear, em Americana, no interior de SP. É importante destacar que faremos uma avaliação inicial, uma espécie de "primeiras impressões", já que não pudemos (ainda) acelerar o VW Taos por mais tempo, como sempre fazemos.

As primeiras sensações a bordo do SUV são boas - como indicava o feeling que senti quando o conheci de forma estática no QG da Volks, em fevereiro. Acústica interna caprichada, revestimento de cabine bem cuidado e mimos espalhados para todos os ocupantes são suas principais virtudes para fazer sucesso em nosso país.

Por aqui, o Taos compete com Jeep Compass - o grande líder da categoria e que também mudou recentemente - e contra outros modelos como Toyota Corolla CrossFord TerritoryChevrolet EquinoxPeugeot 3008Caoa Chery Tiggo 7Hyundai Tucson e até contra modelos importados como Kia Sportage e Honda CR-V, entre outros utilitários desta faixa de preço.

Você que teve a oportunidade de guiar o Tiguan com motor 250 TSI, que saiu de linha para a chegada do VW Taos, saiba que o SUV que acaba de estrear em nosso mercado é uma espécie de evolução daquilo que você já guiou - é menor, mas extremamente confortável, tem o maior porta-malas do segmento e carrega uma série de recursos eletrônicos que o Tiguan não conseguia oferecer.

Agora, para você que teve a chance de guiar um T-Cross com esse mesmo conjunto 1.4 250 TSI - de até 150 cv e 25,5 kgf.m de torque -, saiba que a sensação de guiar o Taos é muito parecida, com a diferença de que neste novo SUV a suspensão traseira é independente do tipo multilink, algo que reflete no comportamento do carro em termos de conforto e desempenho.

O VW Taos com esse motor 1.4 consegue acelerar de 0 a 100 km/h em 9,3 segundos. O SUV é comandado por uma caixa de câmbio automática de seis marchas e tem tração 4x2 dianteira. O consumo, segundo a Volks, é de 6,8 km/l na cidade e 8,5 km/l na estrada com etanol; e de 10,2 km/l e 12,2 km/l, respectivamente, com gasolina. Em nossas medições, embora rápidas, fizemos 8 km/l com gasolina.

Refinado e bem equipado

Por dentro, silêncio, luxo e muitos mimos. Muitos mesmo, principalmente no Highline, que testamos. Mas é importante salientar que a versão Comfortline, de entrada, vem com bancos parcialmente em tecido e com painel digital sem personalização atrás do volante, além de dois alto-falantes a menos e alguns outros equipamentos.

Mas vamos focar no VW Taos Highline. O carro te "abraça". Os bancos são confortáveis, têm função de aquecimento e, no do motorista, há ajuste elétrico - o do passageiro é manual. Os retrovisores têm ajuste remoto e também podem ser aquecidos em dias mais frios. São três entradas USB-C, bancos traseiros bipartidos com descansa-braço central e duas zonas de atuação do ar-condicionado.

Direção elétrica, botão de partida com chave presencial, sistema start-stop (que pode ser desligado somente pela central multimídia) e freio de estacionamento eletrônico são outros dos mimos, assim como o seletor de modo de condução e a charmosíssima grade frontal que tem um LED que integra os faróis, que é exclusiva da configuração topo de linha, assim como os faróis com função matricial.

A VW Play é a mesma que já conhecíamos de Nivus e T-Cross: completa, tem tela de 10 polegadas em HD com conexão para CarPlay sem fio - embora com Android Auto via cabo -, interação com apps e reprodutores de vídeo de iPods/iPads e conexão à internet graças à conexão com o smartphone. É uma das melhores que já foram lançadas em nosso país.

Volkswagen Taos
Volkswagen Taos chega às lojas em junho e será mais uma pedra no sapato do Jeep Compass
Crédito: Divulgação

Semi-autônomo e seguro

Outra coisa surpreendente no Taos, embora ele cobre por isso, são os equipamentos de segurança e de auxílio ao motorista. A Volks fez demonstrações com engenheiros e bonecos para mostrar como funciona o sistema de frenagem autônoma, que para totalmente o carro sem atuação do motorista caso os sensores detectem objetos que possam cruzar sua frente - carros, pessoas ou até animais.

Além disso, vem com controle de cruzeiro adaptativo (o famoso ACC, que adapta a velocidade do VW Taos de acordo com o veículo à frente, que pode até parar e fazer curvas mais leves); seis airbags; Isofix; assistente de partida em rampa; controle de tração e estabilidade; alerta de frenagem de emergência e frenagem automática pós-colisão, fora um sistema indicador da pressão dos pneus, sensores de estacionamento dianteiro e traseiro; sensores de chuva e crepuscular e câmera de ré.

Ah, o Taos vem também com um excelente assistente traseiro para saídas de vaga - que para o carro automaticamente caso o motorista não perceba a presença de um obstáculo -, detector de fadiga (que funciona em acordo com as respostas "atrasadas" do motorista) e, claro, um alerta de presença no ponto cego, algo já bem comum em carros desse valor.

Espaçoso, seguro, completo e semi-autônomo, o Taos chega com armas para ser a referência do segmento, embora sua disputa com o Jeep Compass seja afiada, já que ambos oferecem itens sedutores para os compradores dessa categoria. O Taos, em resumo, traz exatamente aquilo que um SUV da Volks consegue oferecer. O "mais do mesmo" com uma nova roupagem. E isso é ótimo.

Taos terá apenas duas versões de acabamento, ambas com motor 1.4 turbo, câmbio automático e faróis full-LED
Crédito: Divulgação
Comentários