Renault: quase 40% das vendas do Kwid são on-line

Site permite fazer todo o processo de compra de forma digital. Mais de 5,1 mil unidades já foram vendidas dessa maneira

  1. Home
  2. Notícias
  3. Renault: quase 40% das vendas do Kwid são on-line
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

No ar desde 11 de janeiro, a plataforma de venda on-line do Kwid, chamada de K-Commerce pela Renault, já soma 5.106 unidades comercializadas de forma totalmente digital, de acordo com a montadora. Esse número corresponde a 37% de todos os emplacamentos do hatch em 2018 e, de acordo com Luiz Pedrucci, presidente da Renault do Brasil, estão em crescimento. A empresa divulgou os resultados para a imprensa especializada nesta sexta-feira (27), destacando que cerca de 70% do total correspondem a transações feitas a partir de dispositvos móveis, ou seja, smartphones ou tablets.

icon photo
Legenda: Renault Kwid Intense
Crédito: Divulgação

Disponível no endereço eletrônico loja.renault.com.br, o site K-Commerce foi lançado pela Renault no começo deste ano após o sucesso da pré-venda do subcompacto, realizada totalmente em plataforma digital e que se estendeu de junho a agosto de 2017. A fabricante não divulga números, mas diz que o volume de reservas, feitas mediante pagamento de sinal de R$ 1.000, parcelados em três vezes, foi quatro vezes maior que a expectativa inicial da companhia. A demanda foi realmente grande, gerando filas de espera e reclamações de clientes no SAC da empresa e nas redes sociais.

"Cerca de 99% dos carros no período de pré-venda foram entregues dentro do prazo acertado com os clientes, ainda que a espera tenha sido maior que o desejado por eles. O lançamento do Kwid criou muita expectativa e ansiedade, porém monitoramos as reclamações e ajustamos a produção", justificou Pedrucci, anunciando que no estado de São Paulo o prazo para a entrega dos carros adquiridos via K-Commerce é de oito dias após fechar o negócio. Para outros estados, a estimativa pode variar, informou o executivo.

 Renault Kwid Intense
Legenda: Renault Kwid Intense
Crédito: Divulgação

As versões e os preços são os mesmos praticados nas concessionárias físicas da Renault. A plataforma on-line escolher a configuração, a cor e a modalidade de compra, que pode ser financiada. No site, dá também para financiar via Banco Renault, apontando a entrada e o número de parcelas desejados, além de pré-avaliação de carro usado como parte do pagamento. A análise de crédito e a eventual aprovação acontecem on-line e no final do processo a plataforma emite o boleto para pagamento da entrada. Com tudo certo, o cliente escolhe a concessionária onde deseja retirar o veículo.

De acordo com o presidente da Renault, se na entrega do usado houver uma redução no valor definido na pré-avaliação, por conta das condições do veículo, será emitido boleto complementar com a diferença a ser paga na entrada. "Estamos fazendo os ajustes finos, a pré-avaliação do usado é uma estimativa que deve ou não ser confirmada presencialmente", explicou.

icon photo
Legenda: Renault Kwid Intense
Crédito: Divulgação

Atualmente, a plataforma de venda on-line oferece opções que inicialmente não estavam disponíveis, como informar a quilometragem do carro usado, chat para esclarecimento de dúvidas, novas condições de financiamento e vídeo explicando o passo a passo para fechar a compra.

De acordo com Luiz Pedrucci, a Renault e a SAP, contratada para desenvolver a plataforma, a cada duas semanas promovem atualizações no site, atendendo demandas dos clientes e utilizando inteligência artificial. "Aprimoramos a plataforma a cada 15 dias, com o feedback dos clientes e colaboração da nossa rede de concessionários. A gente aprende o que o cliente deseja", avaliou, destacando que futuramente o K-Commerce deve agregar mais funcionalidades, como escolha de acessórios e contratação de seguro. "Vamos agregar naturalmente cada vez mais opções", promete.

A marca também avalia a venda digital do Kwid para empresas - hoje, o K-Commerce está disponível exclusivamente para clientes pessoa física. O executivo também informa que atualmente não há planos de comercializar outros modelos da Renault nessa modalidade.

VÍDEO RELACIONADO

Comentários