Série 1 terá mais espaço para passageiros e malas

Utilizando motor 2.0 turbo de quatro cilindros, M135i vai entregar mais de 300 cv

  1. Home
  2. Notícias
  3. Série 1 terá mais espaço para passageiros e malas
Vinícius Montoia
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A terceira geração do BMW Série 1 vai ser apresentada, primeiramente, através do modelo M135i xDrive. O modelo será apresentado em setembro durante o salão de Frankfurt, mas deve chegar ao mercado europeu antes do final do ano. Ele substituirá o M140i com tração integral.

icon photo
Legenda: Modelo será apresentado no Salão de Frankfurt

Nas fotos o novo Série 1 está em testes no sul da França, em Miramas, onde a marca bávara tem uma pista para levar os carros ao limite. A informação passada para a imprensa especializada é que o hatch terá, apesar da tração dianteira, a "dinâmica de um genuíno BMW e terá um características individuais."

 Ao invés de utilizar o motor 3.0 de seis cilindros em linha, hatch passa a ter o 2.0 de quatro cilindros em posição transversal
Legenda: Ao invés de utilizar o motor 3.0 de seis cilindros em linha, hatch passa a ter o 2.0 de quatro cilindros em posição transversal

Foram cinco anos de desenvolvimento para produzir o que virá a ser um hatch com refinamento na agilidade e dinâmica com tração na dianteira. Por isso, uma nova arquitetura foi desenvolvida para tornar esse BMW tão interessante quanto os de tração traseira. "O novo BMW Série 1 vai estabelecer novos padrões no segmento compacto premium em termos de dirigibilidade, enquanto também oferece mais espaço interno", garantiu a marca alemã. A fabricante afirmou que o sistema xDrive, com tração inteligente nas quatro rodas, continuará presente no modelo.

 Porta-malas ganhou 20 litros, totalizando 380 litros de capacidade
Legenda: Porta-malas ganhou 20 litros, totalizando 380 litros de capacidade

Assim como os concorrentes Audi A3 e Mercedes-Benz Classe A, o Série 1 passa a adotar um sistema mais voltado para tração dianteira. Ou seja, o novo Série 1 2020 não vai mais ser uma versão mais curta do Série 3 com tração traseira, mas passa a ter a plataforma FAAR de tração dianteira, uma evolução do chassi UKL que sustenta todos os modelos da Mini e o BMW Série 2 Active Tourer.

 Propulsor 2.0 turbo a gasolina vai entregar mais de 300 cv
Legenda: Propulsor 2.0 turbo a gasolina vai entregar mais de 300 cv

Essa plataforma, FAAR, já está presente no X1 e no Mini Countryman e é de aço de ultrarresistência, capaz de aumentar o espaço interno e reduzir custos de produção. E apesar de alegar uma dirigibilidade incrível, pesquisas feitas pela BMW apontam que os consumidores do hatch colocam em primeiro lugar o menor tamanho e a praticidade de trafegar com o veículo.

Contudo, as vantagens de se ter um veículo de tração dianteira, como o menor espaço necessário para o duto central e poder encaixar o motor de quatro cilindros em posição transversal, não parecem ter dado ao Série 1 tanto espaço assim. O crescimento aconteceu apenas para quem vai atrás, com 3,3 cm de espaço a mais para as pernas, 1,9 cm a mais para cabeça e 20 litros a mais para o porta-malas, totalizando 380 litros.

 Hatch ficou mais espaçoso para quem vai atrás, proporcionando 3,3 cm a mais para as pernas
Legenda: Hatch ficou mais espaçoso para quem vai atrás, proporcionando 3,3 cm a mais para as pernas

O M135i vai utilizar o mesmo motor do X2 M135i, propulsor 2.0 turbo a gasolina que entrega 301 cv e 45 kgfm de torque. O X2, nessa configuração, alcançando os 100 km/h em apenas 4,9 segundos. Não sabemos se o novo Série 1 vai ser mais rápido que o atual M140i, que utiliza motor com seis cilindros em linha 3.0 turbo e chega aos 100 km/h, partindo da inércia, em 4,6 segundos. Mas a marca aposta na tecnologia de escorregamento limitado para atingir números melhores. Que setembro chegue logo para comprovarmos.

 

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors