Stellantis confirma novo C3 para o 2º semestre

O modelo é desenvolvido em parceria com a filial indiana da Citroën e será produzido na fábrica de Porto Real (RJ)

  1. Home
  2. Últimas notícias
  3. Stellantis confirma novo C3 para o 2º semestre
Guilherme Silva
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Stellantis, empresa formada após a fusão da Fiat Chrysler Automóveis com o Grupo PSA, celebra nesta segunda-feira (1º) os 20 anos da fábrica de Porto Real (RJ), responsável pela produção de carros das marcas francesas Citroën e Peugeot. No dia 1º de fevereiro de 2001, a unidade começou a produzir os modelos Peugeot 206 e Citroën Xsara Picasso. No ano seguinte, o Grupo PSA iniciou a fabricação de motores.

Stellantis Portoreal Medium
Fábrica das francesas Peugeot e Citroën, em Porto Real (RJ), comemora 20 anos de existência
Crédito: Divulgação

No comunicado divulgado pela assessoria de imprensa da Stellantis também foi anunciada a produção, em Porto Real, do primeiro modelo da nova família de veículos derivados da plataforma modular global CMP. Cerca de R$ 220 milhões foram investidos na fábrica desde 2019.

O modelo a que se refere o comunicado da Stellantis, e que será lançado no segundo semestre, em outubro, éo novo C3, que será um hatch altinho, desenvolvido em parceria com a filial indiana da Citroën - e que já teve imagens de projeções divulgadas pelo blog Indian Autos Blog.

Esse carro, inclusive, já é testado no Brasil e o WM1 até já mostrou o flagra de um protótipo bastante camuflado em uma rodovia em Minas Gerais.

Flagrante Novo Citroën C3 Marca D'agua
Novo Citroën C3 já é testado no Brasil e foi flagrado em rodovia de Minas Gerais todo camuflado
Crédito: Bruno Martins

“Ao longo dessas duas décadas, a fábrica de Porto Real tem recebido investimentos constantes em processos e sistema de produção e no desenvolvimento de pessoas e talentos, a fim de levar o melhor em qualidade a seus consumidores”, afirmou o presidente (COO) da Stellantis para a América do Sul, Antonio Filosa. “Além disso, com sua grande vocação exportadora, ela tem gerado importantes divisas para a região Sul Fluminense e para o País, sendo ainda um importante polo gerador de renda e de emprego para toda a cadeia automotiva local", acrescentou Filosa.

Rival de Honda WR-V e outros

Ainda chamado de Projeto CC21, o novo C3 é um projeto de baixo custo para mercados emergentes, derivado de uma variante simplificada da plataforma modular CMP, que é a base do novo Peugeot 208 fabricado na Argentina e na Europa.

O modelo terá uma estilo mais altinho, com porte parecido com o do Honda WR-V, por exemplo. A carroceria terá elementos estéticos, como molduras nas caixas de roda e racks no teto, para parecer com um pequeno SUV/crossover que ficará posicionado abaixo do C4 Cactus.

As motorizações desse modelo ainda são mantidas em segredo, mas poderá estrear no Brasil o 1.2 turbo de três cilindros, que estava previsto para chegar por aqui no ano passado no novo Peugeot 208. Presente em modelos da PSA na Europa, esse motor entrega 130 cv de potência com gasolina.

Outra possibilidade é a utilização do Firefly 1.0 turbo, com potência estimada em 120 cv, que a Fiat já produz em Minas Gerais. Essa solução poderia ser colocada em prática com a fusão da PSA com a FCA, que originou a Stellantis, o que resulta em redução de custos, uma vez que o motor 1.2 turbo é importado.

Já o veterano 1.6 aspirado de até 122 cv tem chances de ser mantido em versões mais baratas do novo carro.

Mais dois modelos

Além do hatch altinho, a nova plataforma também dará origem a outros dois carros inéditos que serão desenvolvidos para a América Latina: um sedã, provavelmente para competir com Chevrolet Onix Plus e Volkswagen Virtus, e um SUV para ocupar o lugar da minivan aventureira C3 Aircross.

Comentários