Volkswagen é investigada novamente por fraude

Marca teria falsificado resultados das emissões de poluentes, agora em motores 1.2 diesel

  1. Home
  2. Notícias
  3. Volkswagen é investigada novamente por fraude
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O escândalo do dieselgate volta a assombrar a Volkswagen. Agora o jornal alemão Bild am Sonntag traz a notícia que a Autoridade Federal de Transportes Motorizados da Alemanha (KBA) está investigando uma possível nova fraude envolvendo motores 1.2 litro diesel do grupo, que supostamente passaram por softwares para falsificar os números de emissão de poluentes. Ainda segundo a publicação, os promotores estão preparando acusações contra executivos que afirmaram, em 2016, que essa motorização não havia sido afetada.

O órgão responsável afirma que há cerca de 370 mil veículos sob suspeita. O Ministério dos Transportes da Alemanha controla as ações da KBA e, segundo o governo, as investigações ainda não foram concluídas. Por outro lado, um porta-voz da VW teria dito que o controle de qualidade interno para modelos dotados do motor EA189, código para o 1.2 TDI, revelou irregularidades que estão sendo examinadas. O atual CEO da VW, Hebert Diess, disse recentemente que 90% dos automóveis afetados pelo dieselgate passaram por recall e a maioria dos processos na justiça foram resolvidos.

DIESELGATE

O episódio que ficou conhecido como dieselgate veio a público em setembro de 2015. Na ocasião, o motor 2.0 turbodiesel usado, principalmente, na Amarok foi o estopim do escândalo. Segundo admitiu a própria Volkswagen, afetou cerca de 11 milhões de automóveis e utilitários da Volks e de outras marcas do grupo automotivo em diferentes países.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors