Câmera de ré vira item obrigatório nos EUA

A partir de 1º de maio, todos os veículos leves vendidos no país têm de sair da fábrica com o equipamento

  1. Home
  2. Notícias
  3. Câmera de ré vira item obrigatório nos EUA
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Item opcional ou equipamento de série nas versões mais caras de alguns modelos, a câmera de ré por muitos é considerada um "extra", substituindo ou atuando em conjunto com os sensores traseiros de estacionamento, quando disponíveis.

Porém, nos Estados Unidos, a câmera traseira, que exibe a imagem na tela da central multimídia para facilitar a manobra de estacionamento, é item de segurança que inclusive se tornou obrigatório. Desde 1º de maio, todos os automóveis novos produzidos e comercializados no país têm de trazer o equipamento de série. Isso vale para os chamados veículos leves - carros, SUVs, minivans, picapes, furgões e camionetas.

 Central multimídia tem tela de 7 polegadas sensível ao toque.
Legenda: Central multimídia tem tela de 7 polegadas sensível ao toque.
Crédito: Divulgação

A norma foi criada em 2014, por determinação da NHTSA, a agência federal de segurança no trânsito dos EUA, em conjunto com o DoT, o Departamento Federal de Transportes do governo norte-americano. As montadoras tiveram cerca de quatro anos para se prepararem para a obrigatoriedade.

Além de ajudar a manobrar o veículo, a câmera de ré ajuda a avistar animais ou crianças pequenas na hora de movimentar o veículo, um dos principais argumentos para torná-la item obrigatório para homologar um carro zero nos Estados Unidos.

icon photo
Legenda: Renault Kwid Intense
Crédito: Renault Kwid Intense

No Brasil, o equipamento pode ser comprado à parte, como acessório, e já vem incluída em alguns modelos de central multimídia adquiridas no "aftermarket". Atualmente, o carro zero-quilômetro mais acessível no país com a câmera é o Renault Kwid Intense, com preço sugerido de R$ 40.990.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors