Logo WM1

O canal de notícias da Webmotors

Limpar buscar

Caoa desiste de comprar Ford no ABC paulista

Informação foi revelada pelo governador de São Paulo, João Doria, que também afirmou que a sede está na mira de chineses

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Caoa desiste de comprar Ford no ABC paulista
André Deliberato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Pelo andar da carruagem, o local onde até 2019 funcionava a fábrica da Ford em São Bernardo do Campo (SP) caminha para se tornar um grande condomínio residencial. O Grupo Caoa desistiu oficialmente da compra do espaço - que fica localizado no bairro do Taboão.

As informações são do governador João Doria, que confirmou a desistência da empresa - o Grupo Caoa estudava erguer uma nova linha de montagem lá. Doria, contudo, garante que há sondagens de grupos chineses para a compra da sede do ABC Paulista.

"Não é fácil vender uma fábrica pronta. É mais fácil você fazer uma nova do que se desfazer de uma que já existe, porque ela precisa ser muito ajustada. Uma coisa é você fazer um terno, outra é precisar vender um que já está pronto para um número diferente”, comparou.

Quem leva?

O governador também disse que a fábrica da Ford está sendo observada por dois grupos de investidores chineses, mas preferiu não identificá-los. "Há dois fabricantes chineses, mas não vamos propagá-los até para que possam seguir as análises com tranquilidade, sem pressão", afirmou.

A Ford deixou de operar em São Bernardo no dia 20 de outubro de 2019, após mais de 52 anos de funcionamento. A marca saiu do segmento de caminhões na América do Sul como parte de sua estratégia global. O local abrigava boa parte da produção de veículos de carga da empresa, além do New Fiesta em um passado recente.

O Sindicato dos Metalúrgicos do ABC, à época, informou que cerca de 650 funcionários seriam desligados da fábrica. Já os cerca de 1.000 trabalhadores da parte administrativa continuariam por lá até serem transferidos para uma nova sede, na capital, a partir do próximo mês de abril.

Com informações da Agência Brasil

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors