Covid-19: o que cada marca fez para ajudar cliente

Destacamos o que os principais fabricantes fizeram para facilitar os serviços de manutenção de automóveis

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Covid-19: o que cada marca fez para ajudar cliente
André Deliberato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Com a crise causada pelo novo coronavírus (Covid-19), muitas empresas têm agido de maneira pró-ativa em benefício do cliente. Muitas marcas, inclusive, têm feito medidas em benefício de consumidores mais antigos - afinal, também é importante manter a fidelidade.

Em época de pandemia mundial, algumas marcas de carros, motos e comerciais leves decidiram adiar ou antecipar planos de manutenção, oferecer certos tipos de gratuidades e até disponibilizar serviços delivery de maneira gratuita para beneficiar sua clientela.

A Webmotors também adotou medidas para facilitar a vida de quem quer comprar seu carro. A maior plataforma de venda de veículos do Brasil lançou recentemente um programa de compra e venda online chamado Car Delivery.

A Anfavea, associação que reúne a cúpula das fabricantes de automóveis no Brasil, também se manifestou a respeito. A entidade sugeriu ao governo manter as oficinas das concessionárias abertas para atendimento de veículos essenciais no combate à epidemia.

Mas o que especificamente as marcas fizeram? Relacionamos uma lista com ações dos fabricantes que ajudam na necessidade de respeitarmos a quarentena e as orientações da OMS.

Veja nosso vídeo de como higienizar o carro

 Reveja nosso vídeo de como higienizar o carro para combater o coronavírus
Legenda: Reveja nosso vídeo de como higienizar o carro para combater o coronavírus
Crédito: Bufalos/WM1

FCA (Fiat, Chrysler, Jeep e Dodge)

A rede FCA, capitaneada pela Fiat no Brasil, criou até um "plantão" oficial em seu site para destacar as medidas tomadas para enfrentar a crise. A marca afirma no começo do comunicado que todo e qualquer veículo do grupo FCA terá ampliada sua garantia, assim como seus prazos e quilometragens previstos no plano de revisões.

Além disso, a empresa disponibilizou um programa de suporte aos esforços federais e estaduais na luta contra a Covid-19, incluindo um hospital de campanha (em Betim-MG), produção de ventiladores pulmonares, produção e doação de equipamentos médicos, empréstimo de 125 automóveis para transporte de médicos, pacientes e equipamentos e até doação de ambulâncias.

Chevrolet

A marca dona do carro mais vendido do país criou até uma página chamada "Fique em casa". Neste link, a empresa destaca que todos os caminhos para chegar até ela podem ser feitos de modo remoto e online.

Outra coisa: segundo a GM, veículos com garantias com vencimento entre 1° de março e 30 de junho de 2020 terão extensão do prazo por três meses - e ressalta que vai continuar avaliando a situação da pandemia para, se for o caso, poder adotar novas medidas.

A marca também fez extensões de quilometragem por até três mil quilômetros. E recomenda que os carros sejam ligados por pelo menos 10 minutos uma vez por semana para melhor seu funcionamento.

Ford

Diretamente aos clientes, a marca avisou que vai oferecer adiamento de parcelas de financiamentos - para quem fez o plano de pagamentos pela Ford Credit, há possibilidade de postergação de até três parcelas para o final do contrato.

A montadora também fez algumas alterações nos serviços de manutenção. Entre elas, mudanças nos prazos de revisões, adequação das oficinas, assistência 24 horas e prioridades para alguma categorias profissionais.

Hyundai

A Hyundai faz até um cadastro em seu site antes de repassar as informações sobre a pandemia. Uma vez dentro do acesso feito pela página, é possível ver dicas de como higienizar o carro.

A empresa também disponibilizou sistemas de transporte solidário a pessoas com mais de 60 anos e profissionais de saúde em algumas cidades. E também estendeu a garantia e concedeu os mesmos descontos em ofertas de clientes para pessoas que não tenham modelos da marca.

No caso das revisões, os veículos com manutenção agendada a partir de 10 de abril, estarão assegurados até 30 de abril. A tolerância de quilometragem também será ampliada em 2 mil km.

Kia

A marca coreana dobrou os limites de quilometragem para revisões de seus automóveis de passeio: de 1.500 km para até 3.000 km. E triplicou para o comercial leve Bongo K2500, de 500 km para até 1.500 km.

Já a regra de tempo corrido, atualmente de 12 meses a partir da compra ou última revisão, terá acréscimo de três meses para toda a linha.

Renault

A Renault destaca na página principal de seu site que seus produtos podem ser comprados online, sem a necessidade de sair de casa. Para quem já for cliente, todas as revisões que venceriam a partir de 10 de março poderão ser realizadas até 30 de abril - e, se necessário, essa data ainda pode ser prorrogada.

icon photo
Legenda: Muitos fabricantes pararam por causa da pandemia do novo coronavírus
Crédito: iStock

PSA Peugeot Citroën

Assim como algumas marcas citadas, a dupla francesa destaca na capa de seus sites que seus carros podem ser comprados online. Além disso, desde o último dia 17 de março, a tolerância do plano de manutenção pode ser adiada em até 3 mil km ou 3 meses, sem perder a garantia.

Fora isso, o atendimento nas concessionárias que ainda estiverem abertas é feito de forma individual e separados a cada 30 minutos.

Toyota e Lexus

As marcas estenderam a garantia e o vencimento das revisões dos seus automóveis. Modelos com vencimento em março e abril de 2020 terão até três meses a mais no prazo para revisões obrigatórias ou garantia contratual.

No caso da Toyota, a tolerância aumentou de 1.000 km para 3.000 km. Para a Lexus, a garantia de 48 meses ganha dois meses a mais.

Nissan

A Nissan é a única entre as principais marcas japonesas que criou uma divisão em seu site oficial para falar diretamente sobre o novo coronavírus. Existe até uma lista de perguntas e respostas a respeito do tema.

Entre os destaques, a marca explica que todo atendimento está sendo feito online e que quase todas as concessionárias estão fechadas. Mas é possível fechar a compra de um carro de forma digital.

Além disso, a marca flexibilizou o serviço de manutenção dos veículos: a nova tolerância para execução passa a ser de 3.000 km tendo como base a marca de 10.000 km, ou três meses levando em conta o prazo oficial de 12 meses - ou o que ocorrer primeiro.

Caoa Chery

A Caoa Chery diz que a garantia de seus veículos pode ser estendida por dois meses ou 2.000 km de acordo com cada caso. Com isso, as manutenções periódicas terão carência até 30 de abril de 2020, podendo ser estendida em função da evolução da doença no país.

JAC

A marca chinesa diz que todas as suas oficinas estão abertas com descontos especiais e serviço de leva e traz, além de atendimento online.

BMW

O fabricante vai aumentar a tolerância para realização das manutenções em prazos de 30 dias ou 1.200 km - e que, para os veículos que tiverem o término da garantia neste período de quarentena, ela poderá ser estendida, caso necessário.

Mercedes-Benz

A alemã estendeu oficialmente o prazo de garantia de seus produtos por três meses. Além disso, aumentou a tolerância para realização das manutenções periódicas, que era de 30 dias ou 1.000 km, e agora passa para 90 dias ou 3.000 km.

Volvo

A sueca Volvo disponibiliza canais de atendimento online, extensão de garantias (por dois meses ou 2.000 km) e empréstimo de carros para profissionais de saúde.

Comentários