Fiat mostra motor Firefly turbo com até 180 cv

Propulsor 1.0 terá 120 cv e 19,3 kgf.m de torque; 1.3 terá 180 cv e 27,5 kgf.m de torque

  1. Home
  2. Notícias
  3. Fiat mostra motor Firefly turbo com até 180 cv
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A era de motores turbo nos carros compactos da Fiat finalmente vão voltar. Depois do lendário Uno Turbo, a FCA (Fiat Chrysler Automobiles) deverá apostar novamente em motores sobrealimentados, mas dessa vez por razões mais racionais do que emocionais.

De acordo com o site alemão "Motor Talk", a FCA apresentou no Simpósio de Motores de Viena as primeiras unidades dos motores Firefly turbo. No caso do 1.0 a potência foi elevada para 120 cv e 19,3 kgf.m de torque, enquanto o 1.3 turbinado chegou aos 180 cv e 27,5 kgf.m, mais do que alguns esportivos do mercado.

Os motores turbos são versões dos blocos que já conhecemos, a família GSE, abreviação de Global Small Engine Family (Família de Pequenos Motores Globais) e apelidados de "Firefly". Desde 2016 os motores 1.0 e 1.3 são feitos no Brasil, com estreia no Uno e aplicação no Mobi, Argo e Cronos. Porém, a partir de agora, todo o restante da linha de motores da Fiat deve mudar.

A marca ainda não anunciou quais os veículos utilizarão os motores GSE turbinados, porém, no Brasil, o 1.3 deverá substituir o 1.8 e.TorQ, podendo ser aplicado em Argo, Cronos, Toro e Strada, porém, provavelmente, com redução de potência para aumentar as questões de durabilidade. Na linha Jeep, o modelo poderia ser aplicado no Renegade e quem sabe até no Compass.

Em termos de mudanças técnicas, os motores com turbocompressor são dotados de injeção direta de combustível com pressão de até 200 bar, quatro válvulas por cilindro, controle variável de válvulas e coletor de escape integrado na cabeça do cilindro. Dessa maneira, a fase de aquecimento de combustível é menor, associada aos pequenos virabrequins, o atrito é reduzido, gerando economia de combustível.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors