Kwid vai melhor que Onix e Ka em teste de impacto

Hatch da Renault levou três estrelas na proteção para adultos e crianças em avaliação do Latin NCAP

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Kwid vai melhor que Onix e Ka em teste de impacto
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A nova rodada de testes de impacto do Latin NCAP, órgão de segurança viária responsável por avaliar carros vendidos na América Latina, Caribe e Brasil, deu três estrelas de cinco possíveis tanto na proteção para adultos quanto para crianças do recém lançado Renault Kwid. O subcompato somou 28,85 pontos de 24 máximos no primeiro quesito e 33,87 de 49 no segundo e, com isso, teve melhor desempenho que Chevrolet Onix e Ford Ka, respectivamente primeiro e terceiro colocados na lista dos veículos mais vendidos no acumulado do ano. O Chevrolet zerou a nota para adultos e o Ford, também.

Dono do 14º lugar entre os mais vendidos em outubro, o Kwid brasileiro também foi melhor avaliado que sua versão indiana, que levou zero para ocupantes adultos em teste realizado em 2016 pelo Global NCAP. O hatch produzido e vendido aqui recebeu reforços estruturais e quatro airbags de série desde a versão básica (os dois dianteiros obrigatórios, mais dois laterais), contra nenhum no Kwid de entrada indiano.

Com essas melhorias, o hatch da Renault se deu melhor justamente no quesito onde Onix e Ka foram mal: o teste de colisão lateral. Apesar disso, de acordo com o Latin NCAP, a proteção contra impatos laterais é "marginal" e "fraca no peito do adulto, porém suficiente para alcançar as três estrelas sólidas deste ocupante".

icon photo
Legenda: Crash Test Latin NCAP Renault Kwid 16 novembro 2017
Crédito: Crash Test Latin NCAP Renault Kwid 16 novembro 2017

Ainda de acordo com os responsáveis pelo teste, a estrutura do Kwid evitou o avanço excessivo da barreira de impacto lateral e isso, somado à presença dos airbags extras, " conseguiu manter as lesões dos adultos por baixo da alta probabilidade de risco de vida".

O carro, como de praxe em todas as avaliações do Latin NCAP, também foi submetido a teste de impacto frontal, no qual apresentou proteção "adequada". Quanto aos passageiros infantis, tanto na batida lateral quanto na frontal o Kwid também foi "adequado". Contribuiu para isso a oferta de série de ganchos Isofix, embora o órgão destaque a falta de cinto de segurança de três pontos em todas as posições do banco traseiro, além da impossibilidade de se desligar o airbag frontal do passageiro para possibilitar a instalação de cadeirinha infantil naquele assento. Por isso, as três estrelas para crianças.

icon photo
Legenda: Crash Test Latin NCAP Renault Kwid 16 novembro 2017
Crédito: Crash Test Latin NCAP Renault Kwid 16 novembro 2017

O Kwid também perdeu pontos no geral por não oferecer controles de tração e estabilidade, que serão obrigatórios no Brasil a partir de 2020 para projetos novos de veículos e a contar de 2022 para todos os modelos de automóveis comercializados no país.

"É bom ver quão rápido podem reagir os fabricantes em relação com o primeiro Kwid avaliado (versão fabricada na Índia e testada pelo Global NCAP) e esse Kwid brasileiro de três estrelas. É alentador ver os fabricantes respondendo aos testes do Latin NCAP e do Global NCAP, bem como às preferências dos consumidores por uma maior segurança, mesmo nos modelos mais acessíveis", opinou Alejandro Furas, secretário geral do Latin NCAP.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors