Mercedes GLC ganha versão AMG e cara de mau

SUV derivado do Classe C ganha motor V8 biturbo de 510 cv para bater Porsche Macan Turbo

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Mercedes GLC ganha versão AMG e cara de mau
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Lançado no Brasil há cerca de um ano como substituto do GLK, o Mercedes-Benz GLC finalmente vai ganhar tratamento da divisão esportiva AMG, inicialmente na Europa. A montadora alemã acaba de apresentar a dupla GLC 63 AMG e GLC 63 AMG Coupé, que estará em exibição este mês no Salão de Nova York, nos Estados Unidos. As vendas na mercado europeu começam em junho, com entrega das primeiras unidades em setembro. Os preços ainda não foram anunciados.

 Mercedes-AMG GLC 63 e Coupé
Legenda: Mercedes-AMG GLC 63 e Coupé
Crédito: Mercedes-AMG GLC 63 e Coupé

As duas versões do SUV de luxo trazem de série tração integral e motor V8 4.0 biturbo  feito a mão, que rende 475 cv de potência e 66,3 kgfm de torque, batendo com uma margem de 35 cv seu concorrente direto da Porsche, o Macan Turbo.

Como em outros carros AMG, tanto o GLC convencional quanto o cupê também vão contar com uma opção ainda mais potente, que traz a letra “S” no emblema e eleva a cavalaria a 510 cv. Independentemente da configuração, o câmbio é sempre o automatizado de dupla embreagem, com sete marchas.

Os números de desempenho ainda não foram revelados, mas, como em outros modelos da marca, a velocidade máxima é limitada eletronicamente a 250 km/h.

icon photo
Legenda: Mercedes-AMG 63 S
Crédito: Mercedes-AMG 63 S

Mas o GLC AMG não se diferencia das demais versões apenas pelo motor mais potente.  Também tem cara de mau, exibindo a grade de frisos verticais cromados ladeando a estrela ao centro, no mesmo estilo do AMG GT. Para-choques dianteiro e traseiro são mais encorpados, o escapamento traz ponteira dupla em cada extremidade e as rodas, como não poderia deixar de ser, são enormes, de 20 polegadas.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors