Mitsubishi admite que fraudou testes de economia

Cerca de 625 mil veículos vendidos tiveram testes alterados
  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Mitsubishi admite que fraudou testes de economia
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

IMAGE

A Mitsubishi admitiu que alterou testes de eficiencia energética de modelos compactos vendidos no Japão. Depois do escândalo da Volkswagen no ano passado, a marca japonesa declarou que fraudou os teste de cerca de 625 mil veículos, após investigação interna.

Produzidos na fábrica de Yokohama, os modelos envolvidos são os chamados Kei cars, compactos com motores de cilindrada inferior a 660 cilindradas.

157 mil desses modelos são da Mitsubishi (eK wagon e eK Space) e 468 mil são da Nissan (Dayz e Dayx Roox), porém produzidos pela Mitsubishi.

A investigação começou após a Nissan reportar inconsistências nos números de consumo dos modelos vendidos. A fraude está ligada a alteração na pressão dos pneus dos modelos durante os testes. Todos os modelos envolvidos tiveram sua produção paralizada imediantamente.

Após o anuncio, o valor da Mitsubishi na bolsa de Tóqui diminui em 15%, representando desvalorização de 1,2 bilhões de dólares. 

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors