Muscle cars vão mal em testes de impacto

Instituição norte-americana testou Camaro, Mustang e Challenger
  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Muscle cars vão mal em testes de impacto
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

É comum carros de passeio fazerem testes de impacto, mas raramente os esportivos estão na relação de modelos passíveis desta avaliação. Pois a organização norte-americana IIHS (Instituto de Seguradoras para Segurança nas Estradas) bancou uma análise dos lendários Chevrolet Camaro, Dodge Challenger e Ford Mustang. O resultado não foi dos mais satisfatórios.

O representante da marca azul oval foi o melhor do trio, mas não conseguiu se classificar para a lista dos mais seguros, chamada de Top Safety Pick. Para entrar no grupo que conta com 65 modelos um veículo precisa tirar boas notas em testes de colisão frontal, lateral parcial, contenção de cabeça e bancos, resistência do teto e prevenção de acidentes frontais.

O Mustang foi bem em todos os quesitos com exceção ao impacto lateral, cujo recebeu avaliação considerada apenas como “aceitável”. Já o rival Camaro vacilou em relação à resistência do teto e no teste que afere sistemas de prevenção de acidentes. O Challenger, por sua vez, foi o pior do teste. A pior avaliação foi a de colisão frontal, na qual teve proteção considerada “marginal”.

“Esses modelos têm muita potência e podem atinger velocidades altíssimas. Por isso esperávamos que  eles tivessem uma forte proteção, porém nenhum entrou na lista dos mais seguros”, lamentou o presidente do IIHS, Adrian Lund.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors