Nissan confirma venda do elétrico Leaf no Brasil

Modelo 100% elétrico rodava no País por meio de parcerias privadas. Ele tem autonomia para rodar cerca de 321 km

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Nissan confirma venda do elétrico Leaf no Brasil
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Nissan anunciou oficialmente a venda do Leaf no Brasil, nesta sexta-feira (9). Elétrico mais vendido do mundo, o modelo também está confirmado em outros sete mercados na América Latina. São eles Argentina, Chile, Colômbia, Costa Rica, Equador, Uruguai e Porto Rico.

A primeira geração do modelo, lançado em 2010, já podia ser vista em algumas cidades brasileiras por meio de parcerias privadas. Roda como táxi em capitais como Rio de Janeiro e São Paulo, além de ser frota de algumas empresas de energia.

Pensado e projetado para rivalizar com o recém-lançado Tesla Model 3 e com o Chevrolet Bolt no segmento de elétricos mais acessíveis, o Leaf ganhou um visual mais esguio, esportivo e aerodinâmico, com pintura em dois tons, lanternas traseiras parecidas com as do SUV Kicks e dianteira com faróis de LEDs.

O modelo carrega motor elétrico que rende 150 cv de potência e 32,6 kgf.m de torque máximo. Nos Estados Unidos, tem preço de tabela a partir de US$ 29.990, cerca de R$ 97,5 mil, em conversão direta. A Nissan, no entanto, ainda não divulgou o preço oficial do modelo por aqui.

No exterior, o Leaf tem duas versões de baterias. A primeira tem equipamentos de 40 kWh, que proporcionam autonomia de cerca de 241 km com uma carga completa. A outra opção tem baterias com 60 kWh, para rodar cerca de 321 km até acabar a carga - essas são estimativas no ciclo norte-americano de consumo, enquanto a Nissan anuncia até 400 km no ciclo japonês.

A carga das baterias em uma tomada convencional leva cerca de oito horas, mas com carregador rápido o tempo cai para 40 minutos, com 80% da carga.

Uma das novas características do elétrico da Nissan é a função e-Pedal, que, ao apertar de um botão, faz o carro desacelerar até a imobilidade bastando tirar o pé do pedal do acelerador - o freio convencional continua ativo, caso seja preciso usá-lo. Ao aliviar o pé do acelerador, o carro já começa a reduzir a velocidade.

Além disso, o novo Leaf tem recursos de condução semiautônoma como ACC (controle de cruzeiro adaptativo) e sistema de estacionamento semiautomático.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors