No mercado de usados, um ano para ser esquecido

Por exemplo: um Focus 2007/2008, comprado por R$ 47 mil em 2008, recebeu um oferta de R$ 27 mil
  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. No mercado de usados, um ano para ser esquecido
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

2009 vai ficar na história para o mercado de usados. Nunca o setor sofreu tanto. A crise derrubou os preços, que não devem voltar aos níveis de 2008. Se a crise afetou o mercado de novos, o de usados ela destruiu.

A crise decretou o fim de uma era onde o carro usado era visto quase como um investimento, por causa da sua valorização. No mínimo, o comprador sabia que não perderia muito dinheiro na hora da revenda. Hoje essa situação se inverteu.

Muita gente desistiu de vender o seu carro porque não concordou com os valores oferecidos. O lojista jogava o preço lá em baixo porque não tinha capital de giro para deixar o produto parado na loja. Comprar um carro era um risco; ninguém sabia quando iria girar o estoque, quando venderia o carro e a que preço.O preço oferecido pelos lojistas era quase um desrespeito ao dono do carro:

Por exemplo: um Focus 2007/2008, comprado por R$ 47 mil em outubro de 2008, recebeu um oferta de R$ 27 mil.

Claro que a maioria não vendeu, ficou com o carro esperando melhor oportunidade. E isso paralisou o mercado. Quem precisou vender de qualquer jeito, perdeu dinheiro.

Somente no fim do ano é que o mercado começou a dar sinais de estabilidade, com a crise finalmente controlada e o mercado de novos fechando o ano em crescimento.

Mas os preços se estabilizaram lá em baixo. Nunca o carro usado desvalorizou tanto como em 2009. Na média, os preços caíram 6%, sem contar que já vinham de uma queda de 7% no ano passado.

________________________________
Joel Leite joelleite@autoinforme.com.br é diretor da Agência AutoInforme, especializada no setor automobilístico, que fornece informações para vários veículos de comunicação. Produz e apresenta o Boletim AutoInforme, das rádios Bandeirantes, Band News e Sul América Trânsito. É formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero e pós-graduado em Semiótica e Meio Ambiente.

Leia outras colunas de Joel Leite aqui

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors