O projeto COSY

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. O projeto COSY
Karina Autopress
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Complex Solid State Reactions for Energy Efficient Hydrogen Storage, ou reações complexas em estado sólido para armazenamento energeticamente eficiente de hidrogênio, é o quase pomposo, mas correto nome que os cientistas europeus dão a um novo projeto que visa encolher os sistemas de armazenamento de hidrogênio por meio do desenvolvimento de compostos de vários hidretos de metais leves nano-estruturados.

Pesquisadores já conseguiram algum êxito com hidretos de magnésio em escala nano, mas ele não funciona devido à sua alta temperatura de catálise. Hidretos de metais leves são materiais sólidos que quimicamente ligam átomos de hidrogênio e posteriormente os soltam quando aquecidos.

A idéia é da Rede de Treinamento de Pesquisas Marie Curie, da União Européia, junta cientistas de 13 instituições de pesquisas de vários países europeus e vem ao encontro de um objetivo do departamento ministério de energia americano de atingir altas densidades de materiais. Atualmente, não existem materiais que possuam uma capacidade de armazenamento suficientemente alta, e sejam suficientemente leves, para serem usados em veículos comerciais. O projeto está centrado no Centro de Pesquisas GKSS em Geesthatch, na Alemanha.

Os compostos hidretos reagentes permitem uma maior capacidade de armazenamento e evitam várias dificuldades relacionadas a materiais, inclusive problemas de segurança, como os encontrados no armazenamento a alta pressão de hidrogênio gasoso ou líquido, a baixas temperaturas.

O COSY estuda a produção de hidretos e compostos de metais leves de forma econômica, como caracterizar as micro e nano estruturas daí geradas, e como avaliar e otimizar a termodinâmica e a cinética dos processos de absorção e soltura.

As maiores dúvidas a respeito do projeto europeu vêm do Japão, país no qual resultados de pesquisas de veículos a células de combustível são pouquíssimo divulgados.

Pesquisadores da Universidade Nacional de Yokohama acham que um método melhor de armazenar hidrogênio seria por meio de hidretos orgânicos, cuja eficiência energética seria mais adequada a uma aplicação veicular. Seus colegas da Universidade de Keio, em Tóquio, acham que estas pesquisas ainda estão muito no início, e que as montadoras precisam de tecnologia aplicável já.

Leia outras colunas de José Luiz Vieira aqui
________________________________

Receba as notícias mais quentes e boletins de manutenção de seu carro. Clique aqui e cadastre-se na Agenda do Carro!
________________________________

E-mail: Comente esta coluna

Envie essa coluna para uma amigoa
________________________________
José Luiz Vieira é engenheiro automobilístico e jornalista, diretor de redação da revista Carga & Transporte e do site TechTalk www.techtalk.com.br, sócio-proprietário da empresa JLV Consultoria e um dos mais respeitados jornalistas especializados em automóveis do Brasil. Trabalhou como piloto de testes em várias fábricas e foi diretor de redação da revista Motor3. E-mail: joseluiz@jlvconsultoria.com.br

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors