Os carros mais vendidos de maio por segmento

Vendas se recuperam ante abril e Chevrolet domina mercado mais uma vez, liderando categorias de hatches, sedãs e SUVs

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Os carros mais vendidos de maio por segmento
André Deliberato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

As vendas de carros em maio melhoraram em relação a abril, mas seguem em nível baixo devido à crise causada pela pandemia do novo coronavírus. Precisamos, no entanto, sempre salientar que há uma estimativa de que esses números possam ser pelo menos 30% melhores, já que muitos carros foram comprados e não emplacados pela falta de oferta do serviço de emplacamento.

Segundo relatório divulgado nesta semana pela Fenabrave (associação das concessionárias), houve aumento de 11,6% nas vendas na comparação com abril, mas queda de 75% no comparativo com maio do ano passado - isso quando consideramos carros, comerciais leves, motos, caminhões e ônibus.

Segundo o presidente da entidade, Alarico Assumpção Júnior, a abertura de algumas concessionárias em determinados estados e o retorno de funcionamento de parte dos Detrans (incluindo o de São Paulo) resultaram em uma pequena melhora no setor da distribuição.

Abaixo, seguimos com nosso ranking tradicional de carros mais vendidos: apontamos quem foi o líder das cinco principais categorias do mercado nacional de carros, hatches, sedãs, SUVs, picapes e esportivos.

Hatch: Chevrolet Onix

Mesmo neste momento de grave crise, o Chevrolet Onix segue inabalável como carro mais vendido do Brasil - e obviamente o líder entre todos os hatches do mercado. Em maio, foram 3.296 unidades vendidas e emplacadas, 1.000 a mais que o segundo colocado, o Hyundai HB20 (que no mês passado vendeu e emplacou 2.218 unidades).

O terceiro colocado é um carro que surpreendeu porque não costumava ficar perto do pódio: o Kwid, que teve 1.818 registros. A sequência atrás do carrinho da Renault também foi inesperada, com Fiat Argo (1.768) e só depois o Ford Ka (1.719), que briga lá em cima com Onix e HB20, mas ficou em 5º em maio.

Chevrolet Onix vermelho em movimento na estrada com sol baixo atrás de uma plantação de eucalliptos
icon photo
Legenda: Chevrolet Onix não perdeu a majestade e foi o carro mais vendido do Brasil em maio. Como sempre
Crédito: Divulgação

Sedã: Chevrolet Onix Plus

O Onix Plus manteve mais uma vez o posto de sedã mais vendido do Brasil. Ele ocupa essa posição desde seu segundo mês cheio de vendas, que foi em novembro do ano passado. No acumulado do ano, também é o segundo carro mais vendido de todo o mercado, atrás somente de sua versão hatch.

Em maio, foram 1.681 licenciamentos - embora seja sempre importante registrar que a Fenabrave contabiliza a nova geração do carro e também o antigo Prisma, agora chamado Joy Plus - que responde por cerca de 20% das vendas totais.

Na lista de carros com três-volumes, o segundo colocado foi o Toyota Corolla, que vendeu 1.374 unidades, e o terceiro foi o Volkswagen Virtus, com 962 emplacamentos. O Ford Ka Sedan, que normalmente ocupa a terceira posição, seguiu a queda do hatch e ficou com a 9ª posição entre os sedãs, com somente 432 unidades. Hyundai HB20S e Honda Civic foram o 4º e 5º, respectivamente.

Chevrolet Onix Plus Premier 2020
icon photo
Legenda: Onix Plus foi o grande lançamento da Chevrolet em 2019 e já é o segundo carro mais vendido do Brasil
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

SUV: Chevrolet Tracker

O Chevrolet Tracker, que já havia sido o líder dessa categoria no mês passado, terminou o mês de maio mais uma vez na liderança, provando que a marca não quer mais brincar neste segmento. Lançado em março com a promessa de assumir essa medalha de ouro, ele teve 1.564 registros de vendas no mês passado.

Na prática, outra vez, a Chevrolet - que também é líder de vendas entre todas as marcas no país - fez "barba, cabelo e bigode": garantiu a liderança das três principais categorias (hatches, sedãs e SUVs) do mercado em maio.

Na segunda colocação entre os SUVs, ficou o Jeep Renegade, com 1.293 registros. Já o terceiro colocado foi o "irmão maior" Compass, com 1.255 emplacamentos, seguido por Hyundai Creta (1.123), em quarto, e pelo surpreendente novo Renault Duster (1.015), na quinta posição.

icon photo
Legenda: Chevrolet Tracker seguirá como líder da categoria ao longo dos próximos meses?
Crédito: Bufalos/WM1

Picape: Fiat Strada

A picapinha da Fiat, mesmo prestes a mudar de geração, foi o modelo mais vendido no segmento de comerciais leves em maio, retomando a posição perdida para a Toyota Hilux em abril. Foram 1.983 unidades vendidas e emplacadas no mês passado.

Na segunda colocação vem a Fiat Toro, que teve 1.662 unidades, e depois a Hilux, em terceiro, com 1.444 licenciamentos. A Ford Ranger foi a quarta dessa vez, com exatos 1.400 registros, seguida pela Chevrolet S10, a quinta, com 1.267 vendas registradas. A Saveiro, que costuma ficar no pódio perto de Strada, Toro e Hilux, foi somente a 7ª no mês passado, com 676 emplacamentos.

icon photo
Legenda: Fiat Strada: 95% de seus emplacamentos são vendas diretas. Nova geração chega no fim de junho
Crédito: Divulgação

Esportivo: Porsche 911

O segmento de alto luxo segue aquecido e quem mantém a liderança da categoria é o Porsche 911, que teve 62 unidades vendidas e emplacadas no mês passado. O segundo colocado foi o Porsche Boxster, com 16 emplacamentos, e o terceiro o Ford Mustang, com 12 registros.

No acumulado do ano, o 911 lidera com 374 unidades, seguido por Mustang (149) e Boxster (144). Sensação do ano passado, o BMW Z4 segue na quarta colocação no geral: vendeu 11 unidades em maio (4ª colocação no mês) e já acumula 74 unidades em todo o ano.

É importante destacar que nessa categoria levamos em consideração somente modelos "nascidos" esportivos. Não consideramos, por exemplo, versões esportivas feitas em cima de carros que já existem, como BMW M3, Renault Sandero RS ou Audi RS6, entre outros.

icon photo
Legenda: Porsche 911 Carrera foi o esportivo mais vendido de maio de 2020
Crédito: Divulgação
Comentários