Pára, mundo!

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Pára, mundo!
Nelson Piquet
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Sexta-feira que vem, dia 9, o mundo inteiro começa a dar uma paradinha com a partida de abertura do Campeonato Mundial de Futebol 2006. Começa parando por partes: Alemanha, Croácia, Polônia, Equador, depois param Inglaterra, Paraguai, Suécia, Trinidad e Tobago, Argentina, Costa do Marfim, Holanda, Sérvia e Montenegro, México, Irã, Angola, Portugal, Itália, Gana, Estados Unidos, República Checa, Austrália e Japão.

Aí, treme, Pátria Amada! Dia 13 param Brasil e Croácia. Bilhões de pessoas em um mundo cheio de problemas param para vibrar, torcer, gritar, chorar, rir, se emocionar, resmungar, xingar, lavar a alma ou arrancar os cabelos. É o esporte mais difundido em todo o planeta que vai passar um mês inteiro com os seus movimentos de rotação e translação tendo que acompanhar o ritmo dos torcedores.

Os outros esportes também vão ter que ajustar os seus relógios para o Horário da Bola, que, mais do que qualquer horário de verão jamais sonhou, mexe fundo com todos. O Brasil entra em campo no belo Olympiastadion para tentar mais um título, o sexto da sua inigualável performance, e sonha, igual aos outros, em mostrar o seu talento. Todos unidos em um movimento muito bem coordenado que, se fosse mais vezes e melhor usado, teria um efeito do qual não esqueceríamos jamais. Nem mesmo durante os quatro anos de espera para a próxima Copa.

Acelerando fundo
Campeonato Mundial de Turismo da FIA em Oschersleben foi de domínio da BMW, que fez dobradinha na corrida um e 1º na corrida dois. O brasileiro Farfus fez um belo 2º na prova dois e aumentou ainda mais o interesse para a próxima prova, que vai ser realizada em Curitiba no dia 2 de julho.

Na etapa da Grécia o Acropolis do Mundial de Rali, finalmente uma vitória do Gronholm Ford Focus, com o Sebastien Loeb Citroën Xsara "apenas" em 2º. Bom para o esporte.

A IRL saiu de Indianápolis e foi para o tradicional, bonito e difícil circuito de Watkins Glen. Os brasileiros, nos treinos com chuva, foram, isso mesmo, os três mais rápidos. Na prova, cheia de alternativas, batidas e saídas de pista, com pista alternando entre molhada, seca e molhada de novo, terminaram em 2º Vitor Meira, 5º Felipe Giaffone, 7º Helinho Castroneves e 11º Tony Kanaan. A vitória ficou com Scott Dixon.

Continua dando pano para manga a história do Schumacão em Mônaco. Hmmmm... Tá com cheiro de ter mais coisa diferente no ar.

O Touareg começa a incomodar
Os Tuaregues, os "Homens de Azul", os "Falantes de Tamashek", os "Livres", são um grupo étnico que vive no Saara. Desse nobre povo, a Volkswagen pegou emprestado o nome para o seu 4x4, que tem como meta dominar as provas de Rali Todo Terreno, disputadas exatamente nos desertos tão conhecidos por seus homônimos. Até este final de semana, porém, os VW Touareg não tinham ainda vencido nenhuma prova, no habitat típico dos tuaregues, quando os Mitsubishi Pajero estavam presentes. Mas, como sempre tem a primeira vez, foi na etapa do rali da Tunísia que um VW Touareg venceu, com o sul africano Giniel De Villiers, deixando em 2º o favorito Stephane Peterhansel Mitsubishi Pajero e em 3º o meu amigo Jean-Louis Schlesser, que, com o seu solitário Buggy Schlesser Ford, continua desafiando as grandes fabricantes. Atrás desses três chegaram, pela ordem, dois Mitsubishi Pajero, um VW Touareg e mais um Mitsubishi Pajero! Em 8º lugar chegou a dupla brasileira Nobre/Palu de BMW X5, belo resultado para o Palmeirinha.
_______________________________
E-mail: Comente esta coluna

Nelson Piquet é tricampeão mundial de Fórmula 1 e o primeiro campeão da Era Turbo da competição. Participou de 204 provas, com 23 vitórias. Atualmente se dedica à administração de suas empresas e à carreira esportiva do filho, Nelson Ângelo Piquet, o Nelsinho, além de ser colunista do WebMotors.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors