Pedidos para Papai Noel

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Pedidos para Papai Noel
Nelson Piquet
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Pilotos em geral, quando começam suas carreiras, acreditam em duas coisas. Que vão chegar à Formula 1 e que Papai Noel existe. Mas o tempo passa e a realidade é dura: chegar à categoria máxima do automobilismo depende muito mais do que de uma simples crença ou de um bom velhinho que não tem tanta força assim para atender a todos os pedidos.

Entra ano, sai ano e ainda tem um punhado de gente acreditando nas duas coisas, mesmo quando já passaram muito da idade. Não importa. O que vale é a força que nos leva adiante, que nos torna capazes dos feitos mais admiráveis, nos momentos aparentemente mais impossíveis.

Vejam a Ferrari, por exemplo. A toda poderosa equipe que não recebeu o presente de ter o Schumacão continuando, mas não teve vergonha nenhuma de pedir que o Massa siga correspondendo, que o Räikkönen sorria mais e, dizem as más línguas, que beba menos, que a vantagem de conhecer os pneus Bridgestone possa ser decisiva e assim por diante. Outra coisa que ela não pode esquecer é que tem muito mais gente também pedindo coisas e a história já provou que pedido contra nunca é atendido.

Então, se você é um daqueles que já abriram os seus presentes na noite do dia 24 ou deixaram para fazê-lo na manhã do dia 25, não custa nada ter feito o ritual da maneira correta. Porque, se você não tiver recebido exatamente o pedido pretendido, faça de tudo para que tenha sido apenas um esquecimento passageiro e acredite que aquilo que espera ainda está por vir.

Acelerando fundo

Ainda vai dar pano para manga a polêmica da suspeita sobre certas equipes leia-se Toro Rosso e Super Aguri de usarem, em 2007, modelos que não passam de evoluções dos modelos 2006 de, respectivamente, Red Bull e Honda. A Spyker já reclamou e foi apoiada pela Sauber-BMW. E, como diz o ditado, “a situação vai piorar antes de melhorar”, já que em 2008 o regulamento muda e libera esse uso de “chassis de cliente”.

Começa nessa terça feira a famosa regata Sydney Hobart, 628 milhas náuticas em uma linha praticamente reta na direção sul, da Austrália até a ilha da Tasmânia. São 79 barcos inscritos com tamanhos variando de 33 até 100 pés em busca do troféu. Todos já temendo a previsão do tempo que promete muito vento forte e de proa, sinônimo de impossibilidade de quebra de recorde de percurso e de muito desconforto a bordo.

Estatisticamente falando

A estatística é por definição uma das ciências matemáticas relativas à coleta, análise, interpretação e apresentação de dados. Para os americanos do norte pode ser simplesmente traduzida como mania e, para o automobilismo, é uma maneira de até mesmo justificar atuações. No final do ano é também um jeito de lembrarmos melhor do que passou nas pistas, por exemplo.

Desde 1997 o pessoal do site Speedonline vem fazendo uma tabela que recolhe todos os desempenhos dos pilotos brasileiros em torneios, disputas e campeonatos internacionais. É uma maneira simpática de irmos vendo, ano após ano, como é que os nossos representantes têm honrado nossa bandeira e cores pelas pistas do mundo.

Em 2006 o Brasil recolheu 92 vitórias, 86 pole positions, 56 voltas mais rápidas e 12 títulos. Um ano que mostrou o maior número de pilotos 154 a 132 em 2001 competindo em torneios internacionais fácil de explicar, já que os Campeonatos Sul e Pan-americano de Kart foram realizados aqui, mas que ainda perde para 1999 em número de poles 111 a 89 e para 2002 132 a 92 em número de vitórias. O bom das estatísticas é que estão aí para servir de desafio e ser modificadas.
_______________________________

Receba as notícias mais quentes e boletins de manutenção de seu carro. Clique aqui e cadastre-se na Agenda do Carro!
_______________________________

E-mail: Comente esta coluna

Nelson Piquet é tricampeão mundial de Fórmula 1 e o primeiro campeão da Era Turbo da competição. Participou de 204 provas, com 23 vitórias. Atualmente se dedica à administração de suas empresas e à carreira esportiva do filho, Nelson Ângelo Piquet, o Nelsinho, além de ser colunista do WebMotors.

Envie essa coluna para uma amigoa

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors