Primeiras impressões: novo Hyundai i30

Aceleramos a versão mais básica da nova geração do hatch, que ainda não é vendida no Brasil

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Primeiras impressões: novo Hyundai i30
Motoring
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Normalmente, um veículo de teste de longa duração se transforma no queridinho da equipe, como foi o caso do Hyundai i30 Active, que impressionou pelos próprios méritos, requinte e dinâmica de condução. Durante este período, houve apenas duas questões importantes.

icon photo
Legenda: Novo Hyundai i30 2018
Crédito: Novo Hyundai i30 2018

Onde o motor perde pontos, porém, é no consumo de combustível. O melhor que eu consegui alcançar ao longo de três ou quatro dias de deslocamento, e em um loop de teste a 60 km, quase todos em estradas rurais, foi de 10,3 km/l

Uma delas é a falta de frenagem de emergência autônoma, o que, a princípio, não deixa de ser mais uma preocupação do que uma necessidade angustiante de que o carro me ajude no trabalho de frenagem.

A outra questão está relacionada ao motor de quatro cilindros aspirado. Claro que há razoável disponibilidade de torque para circular pela cidade, e a energia gerada pelo motor 2.0 é silenciosa e despreocupada a 1.500 rpm. No entanto, há certa fraqueza ao chegar próximo dos limites. De modo geral, torna-se estridente em rotações mais elevadas.

Onde o motor perde pontos, porém, é no consumo de combustível. O melhor que eu consegui alcançar ao longo de três ou quatro dias de deslocamento, e em um loop de teste a 60 km, quase todos em estradas rurais, foi de 10,3 km/l. Em um tráfego pesado, o resultado aumentou para 9,1 km/l, maior do que alguns SUVs de motores diesel avaliados no passado.  Outro membro da equipe depois de dois dias navegando em estradas rurais reportou 14,7 km/l.

icon photo
Legenda: Novo Hyundai i30 2018
Crédito: Novo Hyundai i30 2018

icon photo
Legenda: Novo Hyundai i30 2018
Crédito: Novo Hyundai i30 2018

Enquanto o motor puxa bem o suficiente em baixas rotações, ocorre um choque na curva entre potência e torque a 3.000 rpm, quando o acelerador está totalmente aberto. No entanto, como não é um motor turbinado, o resultado aparece sem quaisquer características de entrega de energia indesejada.

A força é jogada para as rodas dianteiras por uma transmissão automática de seis marchas, que se desloca e permite selecionar marchas em velocidades que seriam, em outros modelos, uma tarefa impossível – não permitida pelo conjunto mecânico.

Já é amplamente conhecido que é padrão da Hyundai que todos os seus produtos saiam de fábrica com a configuração de suspensão adaptada ao ambiente do mercado local. Isto significa que o i30 atual tem o comportamento de um típico hatch, com manobras bem sintonizadas e com a aderência de um hot hatch, firme em velocidade excessiva na entrada de uma curva, com pouca sugestão de saídas de frente ou de traseira. A direção é altamente comunicativa e precisa.

icon photo
Legenda: Novo Hyundai i30 2018
Crédito: Novo Hyundai i30 2018

icon photo
Legenda: Novo Hyundai i30 2018
Crédito: Novo Hyundai i30 2018

​Outro ponto a se destacar é a excelente plataforma sobre a qual é montado o novo i30. Na realidade, há precisamente um giro de torque zero e os controles de tração e estabilidade caminham numa linha tênue, mantendo a dosagem de torque e potência sob controle, sem podar o desempenho excessivamente. Resumindo, é um carro pequeno, surpreendentemente ágil e dinâmico.

É também um carro de passeio confortável, que transmite os ruídos causados pelo vento nas estradas. A 100 km/h, o motor bate aproximadamente 2.100 rpm e, nesta velocidade, é difícil escolher entre o ruído causado pela rodovia e o barulho do motor.

VÍDEO RELACIONADO

Do outro lado da moeda dinâmica, além do conforto, também é excepcional a destreza do i30 ao encarar uma curva. Ainda que muito bem controlado, pode levar uma surra sobre asfalto irregular e lombadas sem que os ocupantes sofram hemorragia interna ou enjoos causados pelos movimentos da carroceria.

icon photo
Legenda: Novo Hyundai i30 2018
Crédito: Novo Hyundai i30 2018

À noite, os faróis de halogêneo lançam um feixe amarelo ao longo da estrada. Eles são adequados, mas não é tudo aquilo, como se costuma dizer. Essa é uma lacuna entre o modelo de entrada e as séries Premium.

A ergonomia para o motorista, no entanto, poderia ser mais intuitiva. Minha esposa teve um "momento de jornalista do automobilismo" ao sentar-se no banco do motorista onde passou 10 segundos procurando o botão de partida

Atrás do volante, os instrumentos do i30 são de fácil compreensão, incluindo o computador de bordo. Os controles exigem pouca familiaridade para o manuseio. Os elogios foram particularmente dirigidos ao piloto automático, telefone e áudio, localizados no volante. O sistema Apple CarPlay e o rádio digital são de excelente funcionamento, também. Eu não me preocupei em parear o telefone através do Bluetooth. Simplesmente ativei o CarPlay via USB. Em suma, sob o ponto de vista de praticidade, o Hyundai i30 é só elogios.

Então, se você é o tipo de pessoa que muda a casa a cada dois fins de semana, não transporte a máquina de lavar louça e a secadora de roupas na parte traseira do i30. Contrate um utilitário. Para qualquer outra situação, o i30 é excelente

A ergonomia para o motorista, no entanto, poderia ser mais intuitiva. Minha esposa teve um "momento de jornalista do automobilismo" ao sentar-se no banco do motorista onde passou 10 segundos procurando o botão de partida. Não existe. O i30 depende de um antiquado cilindro de fechadura com uma chave inserida para iniciar o motor.

icon photo
Legenda: Novo Hyundai i30 2018
Crédito: Novo Hyundai i30 2018

icon photo
Legenda: Novo Hyundai i30 2018
Crédito: Novo Hyundai i30 2018

Achei que os bancos dianteiros fossem, por via-de-regra, confortáveis, com amortecimento de alta densidade nos apoios laterais para segurança e proteção dos ocupantes em curvas de alta força G. Na parte traseira há acomodação suficiente para pessoas adultas, especialmente para os mais altos, porém, a falta de ventilação ajustável deixa a desejar – embora para ser imparcial, não há muitos carros deste segmento entregando este tipo de recurso.

As crianças ficaram frustradas quando deixadas na escola, porque não conseguiam retirar suas bolsas do generoso porta-malas (395 litros) do i30 – até que eu percebesse o botão de bloqueio/desbloqueio no painel central. Por falar no porta-malas, há um item sobressalente de tamanho real (um pneu Kumho 205/55 R16) em uma roda de liga leve sob o assoalho.

Atrás do volante, os instrumentos do i30 são de fácil compreensão, incluindo o computador de bordo. Os controles exigem pouca familiaridade para o manuseio

Os assentos rebatíveis 60/40 dobram-se para frente, mas deixam um degrau no piso do porta-malas para a parte traseiro dos assentos, o que impõe um limite inferior quanto ao volume que o i30 pode acomodar. Qualquer coisa pesada e grande estará girando precariamente em torno da base deste degrau quando freios e acelerador forem acionados.

Então, se você é o tipo de pessoa que muda a casa a cada dois fins de semana, não transporte a máquina de lavar louça e a secadora de roupas na parte traseira do i30. Contrate um utilitário. Para qualquer outra situação, o i30 é excelente.

icon photo
Legenda: Novo Hyundai i30 2018
Crédito: Novo Hyundai i30 2018

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors