Produção brasileira é a que mais cresceu em 2005

Com aumento de produção de 9,1% em 2005, Brasil ficou na frente da China (9%) e da Coréia (6,6%); só os três cresceram em 2005 entre os dez maiores
  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Produção brasileira é a que mais cresceu em 2005
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Os pessimistas de plantão – que não são raros – vão ter que engolir seco ao conferir o balanço da indústria automobilística de 2005. A produção mundial de veículos cresceu 3,1% em relação a 2004, mas os maiores mercados – Estados Unidos, Europa e Japão - apresentaram retração, enquanto os pequenos da América e Ásia tiveram crescimento expressivo. Mas o mais surpreendente para quem passou o ano reclamando e ainda reclama da situação econômica do país e das dificuldades do setor foi o desempenho do Brasil no cenário mundial. Com um aumento de produção de 9,1% o Brasil foi o país cuja indústria automobilística mais cresceu percentualmente em relação ao ano anterior, entre os dez maiores fabricantes do mundo. Depois do Brasil vieram a China, que cresceu 9% em relação a 2004, e a Coréia do Sul, com 6,6%.

Esses três países foram os únicos entre os “dez mais” que cresceram em comparação com 2004. No que se refere à participação no mercado mundial, as posições entre Brasil e China se inverteram, uma vez que os chineses têm produção maior que a do Brasil: a China aumentou em 0,47 ponto percentual sua participação na produção de veículos, passando de 8,1% 5.234.496 unidades para 8,6% 5.707.688 e subindo um degrau no ranking, desbancando a Alemanha e tornando-se o terceiro maior produtor mundial. A Alemanha manteve-se estável em volume de vendas, mas caiu para a quarta posição no ranking.

Com uma produção de 2.528.300 unidades, o Brasil encerrou o ano de 2005 com 3,8% do bolo do mercado mundial, um crescimento de 0,21 ponto percentual em relação ao ano passado.

Os outros sete países da lista dos “dez mais” do ranking registraram queda de produção no ano passado, a começar pelos Estados Unidos. Os estadunidenses continuam líderes mundiais, mas tiveram uma pequena queda de 0,1%. Isso significou, porém, uma perda de 0,56 ponto percentual na participação mundial. Mantendo a segunda colocação no ranking, o Japão cresceu abaixo da média do mercado: apenas 2,7% em 2004 e, portanto, também perdeu participação.

A Coréia do Sul subiu da sexta para a quinta posição no ranking e a França caiu, ficando agora em sexto lugar. Em sétimo lugar aparece o Canadá, que mesmo vendendo menos ganhou uma posição, isto porque a Espanha desabou: vendeu 9,1% menos e ficou em oitavo em 2005. Depois do Brasil, em nono lugar, vem o Reino Unido, bem distante em volume de produção: 1.803.049 unidades.

Fora da lista dos “Dez Mais” houve crescimento muito acima da média em países da América e Ásia, mas são números poucos significativos, pois são produções pequenas.

Veja o ranking mundial de produção de 2005. Observe que o Brasil perde para a Espanha e para o Canadá por poucas unidades: cerca de 140 mil veículos. Como o Brasil está crescendo este ano cerca de 8% em relação a 2005, é possível que feche 2006 avançando duas posições no ranking, como sétimo maior produtor mundial de veículos, uma conquista que seria inédita.

Os dez maiores fabricantes mundiais de veículos
Por ordem de crescimento em 2005 em relação a 2004


Posição no rankingPaísProdução 2004Produção 2005Variação %
9Brasil2.317.2272.528.3009,1
3China5.234.4965.707.6889,0
5Coréia do Sul3.469.4643.699.3506,6
4Alemanha5.275.2075.437.8923,1
2Japão10.511.51810.799.2992,7
1Estados Unidos11.989.38711.980.912-0,1
7Canadá2.711.5362.688.363-0,9
10Reino Unido1.856.5391.803.049-2,9
6França3.665.9903.549.008-3,2
8Espanha2.937.3972.669.767-9,1


Clique aqui para ver a tabela de produção mundial

Fonte: AutoInforme / Oica

_______________________________
E-mail: Comente esta coluna

Joel Leite joelleite@autoinforme.com.br é diretor da agência de notícias especializada no setor automotivo AutoInforme. Produz e apresenta o quadro sobre automóveis no programa Shop Tour e fornece informações para vários veículos de comunicação. É especialista no mercado de automóveis desde 1984, quando começou no Jornal do Carro do Jornal da Tarde. Joel é formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero e pós-graduado em Comunicação e Semiótica.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors