Puma volta com peso de Kwid e preço de R$ 150 mil

Versão moderna do cupê dos anos 70 chega em dezembro com motor flex de 183 cv e carroceria de fibra de vidro

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Puma volta com peso de Kwid e preço de R$ 150 mil
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Famosa marca do cupê dos anos 1970 que leva o mesmo nome, a Puma está voltando ao mercado, com inspiração no passado e tecnologias da atualidade. O esportivo volta à vida na forma do GT Luminari, que será lançado em dezembro com produção limitada a dez unidades, cada uma com preço de R$ 150 mil. O carro será homologado para rodar normalmente em vias públicas.

icon photo
Legenda: Puma GT Luminari 2018
Crédito: Puma GT Luminari 2018

A nova geração do Puma tem carroceria targa, com teto removível, e principalmente na parte lateral traseira traz várias referências ao modelo original, como a entrada de ar com três fendas em forma de guelra de peixe depois das portas - cujo desenho também lembra o do Puma clássico.

Com design assinado por Du Oliveira, o GT Luminari troca o chassi e a mecânica Volkswagen utilizados no passado por uma estrutura tubular de aço carbono, com motor instalado na posição central-traseira, entre os dois assentos e o eixo traseiro, em posição transversal.

icon photo
Legenda: Puma GT Luminari 2018
Crédito: Puma GT Luminari 2018

Trata-se de uma unidade de quatro cilindros 2.4 flex, aspirada, que rende 183 cv de potência e 25 kgf.m de torque, com transmissão manual de cinco marchas.

A porência de fato não é das maiores para um carro com pretensões esportivas, mas o pulo do gato do GT Luminari é o baixo peso, graças à carroceria de fibra de vidro, como no Puma original, com partes de fibra de carbono. O Luminari pesa apenas 915 kg, quase o mesmo que o Renault Kwid, A relação peso/potência é de exatos 5 kg/cv, o que certamente garante agilidade ao cupê - números de aceleração e velocidade máxima ainda não foram divulgados.

icon photo
Legenda: Puma GT Luminari 2018
Crédito: Puma GT Luminari 2018

As rodas de liga leve de 17 polegadas com cinco raios lembram as originais, enquanto as suspensões são independentes na dianteira e na traseira, usando o sistema "duplo A", de braços triangulares, muito utilizado nas pistas.

A cabine de dois lugares traz quadro de instrumentos completo, com mostradores analógicos, com ar-condicionado e central multimídia com tela sensível ao toque.

icon photo
Legenda: Puma GT Luminari 2018
Crédito: Puma GT Luminari 2018

O nome Luminari é uma referência às sílabas iniciais dos sobrenomes dos sócios da Puma atual: Luis Roberto Alves da Costa, Milton Masteguin, Mario Cesar Camargo Filho e Rino Malzoni.

A compra poderá ser parcelada em 15 vezes de R$ 10 mil e as revisões do GT Luminari serão realizadas na própria fábrica.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors