SUV da Aston Martin não terá versão elétrica

Possivelmente chamado de Varekai, utilitário usará motores V8 e V12 a gasolina

  1. Home
  2. Notícias
  3. SUV da Aston Martin não terá versão elétrica
Marcelo Monegato
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Os planos da Aston Martin mudaram. A marca inglesa desistiu da ideia de oferecer uma motorização totalmente elétrica para seu futuro SUV que estreia em 2019. A confirmação foi dada por Andy Palmer, CEO da fabricante, ao site Automotive News. Palmer ainda descartou que o modelo tenha versões diesel e plug-in híbrida. De acordo com o executivo, o primeiro está com os dias contados e o segundo é complexo e caro fazer um carro com duas fontes de potência.

 Aston Martin Dbx Concept 12
Legenda: Aston Martin Dbx Concept 12
Crédito: Divulgação

A ideia do SUV ecologicamente correto surgiu em 2015 quando a marca antecipou as linhas do novo produto com o conceito DBX e anunciou a motorização 100% elétrica. O utilitário, por sua vez, usará motores a gasolina: o V12 5.2 e/ou o V8 4.0 de origem AMG, ambos biturbinados. Independentemente do coração, o futuro Aston Martin – que pode ser chamar Varekai – vai enfrentar a forte concorrência: o inédito Rolls-Royce Cullinan, Lamborghini Urus e Bentley Bentayga.

 Aston Martin Dbx Concept 11
Legenda: Aston Martin Dbx Concept 11
Crédito: Divulgação

O projeto de um carro movido a baterias ficará por conta do RapidE, uma variante elétrica do sedã que vai chegar ao mercado em 2019 e a Lagonda, nome que foi revivido no último motorshow suíço e que terá a função do que a i é para a BMW, uma sub-marca elétrica.

VÍDEO RELACIONADO

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors