Volks foi a que mais cresceu no trimestre

Só quatro montadoras aumentaram a participação no mercado este ano. Além da Volks, GM, Citroën e Peugeot ampliaram a fatia do bolo.
  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Volks foi a que mais cresceu no trimestre
Auto Informe
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- A Volkswagen não só conquistou a liderança de vendas no primeiro trimestre, como foi a montadora que mais ganhou mercado no período. O balanço final de vendas dos três primeiros meses do ano mostra que a empresa deu um “salto” em participação do mercado, com um ganho de 2,17 pontos percentuais em relação obtido no ano de 2005. A Volks fechou o ano passado com uma participação de 22,01%. Nesse ano, a parte conquistada pela marca alemã é de 24,19%. Nenhuma montadora chegou a um resultado tão expressivo.

A Fiat, líder no ano passado, perdeu mercado nesse ano. A montadora italiana terminou 2005 com 23,59% das vendas. Nesses primeiros três meses de 2006, a marca tem 22,91%, perdeu, portanto, 0,68 ponto percentual da fatia do bolo.

A GM, terceira colocada nas vendas, vem tendo um bom desempenho nesse ano. Em 2005 conquistou 21,29% do mercado, nesse ano a montadora estadunidense conquistou mais 0,22 ponto percentual e está com 21,51% de participação.

A Ford não está conseguindo manter o ritmo de crescimento dos últimos anos. Depois de fechar 2005 com 12,38% de participação, a marca perdeu 0,55 ponto percentual e está com apenas 11,83% do bolo do mercado.

Novas montadoras

Os destaques entre as novas montadoras – aquelas que começaram a produzir no Brasil a partir de 1998 – são Peugeot e Citroën, que pertencem ao mesmo grupo PSA. A Peugeot ganhou 0,4 ponto percentual e conquistou a quinta colocação em vendas nesse ano. Em 2005 a Peugeot tinha 3,1% de participação e fechou o primeiro trimestre com 3,5%. A Citroën ganhou 0,27 ponto percentual, crescendo 1,59% para 1,86%.

Depois do tremendo sucesso no ano passado, quando ficou em quinto lugar, a Toyota decepciona nesse ano e perde 0,39 ponto do mercado. No ano passado a japonesa fechou com 3,55% do bolo, mas terminou o primeiro trimestre com 3,16%.

A outra japonesa, a Honda, também perdeu mercado. Apesar de conquistar o melhor desempenho histórico de vendas em março, a Honda fechou o trimestre com 3,10% de participação, ante 3,33% no ano passado.

O desempenho individual das montadoras nos permite tirar algumas conclusões. Para Cláudio De Simone, do Departamento de Pesquisas da Agência AutoInforme, é clara a relação entre crescimento da participação nas vendas e o lançamento de novos produtos no mercado:

“As montadoras que inovaram, que fizeram lançamentos e colocaram no mercado mais opções para o consumidor, foram as que tiveram os maiores crescimentos nas vendas no primeiro trimestre do ano”, disse. Ele enumera: a Volks lançou o Gol Geração 4 e o Cross Fox. A GM encerrou o ano passado com o Vectra fazendo sucesso, a Peugeot lançou a perua 206 e mudou toda a linha 206 passando para flex com motor 1.5 e a Citroën lançou o C3 nacional flex no fim do ano passado. Neste ano veio o C3 1.4 e a versão especial Seleção da Picasso

A Fiat fez um lançamento importante no final do ano, a minivan Idea, mas o Palio começa a ficar velho e a Fiat ainda sofre as conseqüências das vendas antecipadas feitas em dezembro, num “esforço” da rede para conquistar a liderança em 2005.

A Ford, depois do sucesso do Ecosport e do Fiesta sedã, se acomodou e não lançou nada de novo desde o ano passado.

A Renault é outra montadora que está estacionada. A única novidade é o Mégane novo, mas o recém lançamento ainda não foi suficiente para a marca começar a crescer nesse primeiro trimestre.

___________________________________
E-mail: joelleite@autoinforme.com.br

Joel Leite é diretor da agência de notícias especializada no setor automotivo AutoInforme. Produz e apresenta o quadro sobre automóveis no programa Shop Tour e fornece informações para vários veículos de comunicação. É especialista no mercado de automóveis desde 1984, quando começou no Jornal do Carro do Jornal da Tarde. Joel é formado em jornalismo pela Faculdade Cásper Líbero e pós-graduado em Comunicação e Semiótica.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors