Volkswagen lamenta morte do ex-CEO Ferdinand Piëch

Marca alemã presta homenagens ao ex-presidente da empresa, que também era neto de Ferdinand Porsche, criador do Fusca

  1. Home
  2. Pit-Stop
  3. Volkswagen lamenta morte do ex-CEO Ferdinand Piëch
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O Grupo Volkswagen soltou um comunicado na manhã desta terça-feira (27) lamentando o falecimento de Ferdinand Piëch, ex-presidente e CEO do conglomerado alemão, que também era neto de ninguém menos que Ferdinand Porsche, o criador do Fusca.

Piëch começou sua carreira na Audi, em 1972, assumiu o posto de CEO da marca das quatro argolas em 1988 e tomou posto de CEO de todo o Grupo Volkswagen em 1993 - até, em 2002, ser eleito o chairman do quadro de supervisão do conselho da marca, posto em que ficou até 2015, quando se aposentou. Ele faleceu aos 82 anos, mas a causa não foi divulgada.

Ferdinand Piëch era engenheiro e, segundo a marca, foi o maior responsável pela implementação da técnica de construção modular dos automóveis - atualmente, vale lembrar, quase todos os carros do grupo alemão são feitos sobre a base de duas plataformas modulares, MQB e MLB.

Foi dentro de seu mandato, também, que a Volks - em um único ano - passou a ser dona de marcas de luxo como Bentley, Lamborghini e Bugatti (1998).

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors