BMW i3 e i8 chegam este ano ao Brasil

Monovolume desembarca em setembro e estreia linha de elétricos da marca no país
  1. Home
  2. Salões
  3. BMW i3 e i8 chegam este ano ao Brasil
Rodrigo Ferreira
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


A BMW confirmou no Salão de Detroit a data de chegada da família de carros elétricos i ao Brasil para setembro. O primeiro a desembarcar será o i3, monovolume de entrada e precursor da linha eficiente da marca alemã. O preço ainda é um mistério, mas ficará entre R$ 100 mil e R$ 200 mil, adianta a BMW. 

 

A plataforma do i3 é feita de fibra de carbono e alumínio, o que contribuiu para o baixo peso do modelo. O seu motor elétrico, carregado por baterias de íon de lítio, é capaz de gerar 125 kW, algo em torno de 170 cavalos de potência máxima. Já o torque, que costuma ser o ponto alto dos elétricos, ficou a razoáveis 25,5 kgfm. A notícia boa, neste caso, é que o torque máximo já é conseguido assim que se pisa no acelerador.

 

A BMW disponibilizará opcionalmente pontos de recarga para serem instaladas nas casas dos clientes. O equipamento permite reduzir o tempo total de recarga das baterias para cinco horas. No modo normal, espetado em uma tomada 220 cv, são necessárias oito horas. A empresa afirma ainda que pontos semi-públicos serão instalados em alguns locais das grandes capitais, como aeroportos e shoppings.

 

A princípio o i3 será oferecido em algumas poucas capitais. O número exato ainda não foi definido. Por enquanto, as duas confirmadas são as cidades de São Paulo e Rio de Janeiro. 

 

Esportivo híbrido 

 

O i8, que foi a grande estrela da marca no último Salão de Frankfurt, também virá ao Brasil. O modelo deverá chegar ao mercado no fim do ano. O preço ainda não foi definido. A expectativa é que o modelo seja atração da marca no Salão do Automóvel.

 

Maior que o i3 e com pegada esportiva, o i8 combina um motor elétrico Plug-In a um propulsor a combustão de 1.5L de três cilindros turboalimentado, que rende 231 cv. Juntos, o conjunto entrega 362 cv de potência máxima. Enquanto as rodas dianteiras são empurradas pelo motor elétrico o conjunto traseiro se encarrega da tração traseira.

 

Com toda essa cavalaria, o i8 é capaz de acelerar de 0 a 100 km/h em apenas 4,4 segundos. A velocidade máxima é limitada eletronicamente a 250 km/h. A carroceria, que emprega materiais nobres como fibra de carbono e alumínio de alta resistência, ficou 50% mais leve do que m conjunto convencional.

 

Os números de desempenho impressionam para um híbrido, mas é a aliança com o baixo consumo de combustivel que torna o i8 único. O consumo combinado pode chegar a 40 km/l.

 

Viagem à convite da BMW

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors