Brasileiros não têm bom dia no mundial de rali na Argentina

Marcos Moraes, Dimas Matos e Carlos Ambrósio caíram; Sylvio Barros fez prova perfeita
  1. Home
  2. Salões
  3. Brasileiros não têm bom dia no mundial de rali na Argentina
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- A quarta-feira não foi boa para os brasileiros que estão disputando na categoria motos o Por Las Pampas Rally, prova válida pelo Campeonato Mundial de Rally Cross Country que está sendo realizada na região de La Cumbre, na Argentina. Na etapa mais longa da competição, com 645 km cronometrados e 806 no total, com direito a duas paradas neutralizadas, Marcos Moraes, Dimas Mattos e Carlos Ambrósio caíram e José Hélio e Ramon Volkart não largaram. Sylvio Barros foi o único que não teve problemas e fez uma prova perfeita.

Sylvio Pódium Racing agora é o melhor entre os seis brasileiros que participam da competição. Ele terminou o dia na oitava posição e está em nono nos resultados gerais acumulados desde o primeiro dia de prova, na segunda-feira. Ele foi o único entre os colegas que não teve problemas na etapa e completou o trecho em 7h01min19, 44min39 atrás do vencedor do dia, o chileno Carlo de Gavardo 6h16min40. Já Marcos Moraes, Dimas Mattos e Carlos Ambrósio não tiveram a mesma sorte. Eles caíram durante o primeiro trecho cronometrado, antes da parada do neutralizado.

Dimas ASW Rally Team estava inconformado. Segundo o piloto, ao tirar uma das mãos do guidão para arrumar um fio solto no painel de navegação da moto, ele passou reto numa curva, perdeu o controle e caiu numa vala. Quando levantou, não sabia para que lado estava indo. Por precaução, foi andando bem devagar pelo canto da estrada e só percebeu que estava do lado contrário quando viu um outro piloto vindo em sua direção. Dimas estava em oitavo até terça-feira e tinha chances reais de brigar pelas primeiras colocações. Ele reclamava apenas de dores no ombro esquerdo, mas nada grave segundo ele.

Marcos Moraes Dunas Race/Bike Box também sofreu uma queda durante a primeira etapa. Segundo Moraes, estava numa curva e tocou no freio, a moto escorregou e perdeu o controle, batendo o capacete no road book painel de comandos de navegação, que ficou bastante danificado. Como o painel leva, entre outros itens, a planilha – espécie de mapa com a direção a seguir -, Moraes rodou mais de 100 km navegando com a planilha na mão para chegar ao ponto neutralizado, onde havia assistência mecânica.

Os pilotos tinham uma hora para percorrer o trecho neutralizado, tempo suficiente para um breve descanso, reabastecimento e fazer a manutenção das máquinas. Com a moto recuperada do tombo, Marcos saiu para a segunda parte do dia. Novamente completou o trecho enfrentando problemas. Desta vez o banco da moto se soltou, bem como um tanque de combustível reserva que leva na parte traseira da motocicleta. Mais uma vez fez a manutenção e continuou na prova. Carlos Ambrósio Pódium Racing levou dois tombos ainda na primeira etapa.

Após o susto, os quatro pilotos brasileiros conseguiram concluir os três trechos do percurso cronometrado mais longo do mundial na Argentina e chegaram bem a La Cumbre, pequena cidade turística que está sendo usada como base do Las Pampas.

Quem não teve história para contar foi José Hélio, que nem chegou a largar nesta quarta-feira. Ainda sentindo dores de uma queda que sofreu no dia anterior e alegando problemas com os equipamentos de navegação, o piloto preferiu não correr. Ramon Volkart também ficou em La Cumbre. Na terça-feira ele passou mal durante a etapa e preferiu descansar.

Nesta quinta-feira os competidores vão enfrentar mais 425 km de trechos cronometrados.

Resultado da etapa de quarta-feira
1. Carlo de Gavardo Chile – KTM 450 – 6h16min40
2. Alfie Cox África do Sul – KTM 660 – a 3min59
3. Marek Dabrowski Polônia – KTM 660 - a 10min33
8. Sylvio Barros Brasil – KTM 525 – a 44min39
12. Carlos Ambrósio Brasil – Yamaha WR 450 – a 1h11min26
13. Dimas Mattos Brasil – KTM 625 – a 1h23min30
22. Marcos Moraes Brasil – Yamaha WR 450 – a 2h33min03


Resultados acumulados
1. Alfie Cox – 12h18min12
2. Carlo de Gavardo – a 3 segundos
3. Lee Palmer – a 11min20
9. Sylvio Barros – a1h04min02
12. Carlos Abrósio – a 1h38min06
13. Dimas Mattos – a 1h38min06
19. Marcos Moraes – a 3h38min44
24. José Hélio – a 48h07min01 teve penalização de 41 horas


Fonte: Vipcomm

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors