Conceitos dão pistas sobre os planos das marcas

Picapes e crossovers são os queridinhos entre os projetistas das montadoras
  1. Home
  2. São Paulo
  3. Conceitos dão pistas sobre os planos das marcas
Lukas Kenji
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


Além de ser marcado pelos crossovers, o 28º Salão do Automóvel, realizado entre os dias 30 de outubro e 9 de novembro também será lembrado como o salão dos conceitos. E não estamos falando daqueles protótipos que você vê hoje e nunca mais vai ouvir falar deles. Os três modelos que encabeçam a lista foram feitos especialmente para o Brasil e confirmam o que as montadoras estão preparando para o mercado nacional.

IMAGE

RENAULT DUSTER OROCH

O conceito baseado no utilitário Duster é uma clara mensagem de que a Renault vai ter um representante no agitado segmento das picapes. O presidente da marca no País, Olivier Murguet, deu pistas de que o veículo será importante rumo aos 8% de participação de mercado que a empresa deseja abocanhar até 2016.

Em relação ao Duster, a picape conceito só herdou a grande carroceria – a Renault projetou o carro para ter a utilidade de uma picape e o espaço de um SUV. De resto, o Oroch é mais moderno, agressivo e tecnológico.

Além duas câmeras traseiras feitas para filmar atividades de lazer, o modelo entrega teto panorâmico, raques de teto, e rodas de 18 polegadas. Chama atenção o santatônio elaborado para abrigar pranchas de kitesurf, que agregam aspecto futurista à caçamba.

IMAGE

FIAT FCC4

Muito mais cara de protótipo tem o Fiat FCC4, símbolo de aceno da marca à categoria de picapes médias. O produto deve ter plataforma global, seguindo a tendência da recém-criada Fiat Chrysler Automobiles.

“O FCC4 foi totalmente desenvolvido no Brasil e, como todo carro conceito, serve para apresentar algumas tendências da marca e também para testar a reação do consumidor para as linhas apresentadas”, corroborou o diretor comercial da Fiat do Brasil, Lelio Ramos.

O protótipo é uma mistura de picape com sedã. A carroceria une para-brisa, área envidraçada lateral e o vidro traseiro. Não foram poupados investimentos em LEDs, que perpetuam tanto a parte frontal, quanto a traseira do veículo.

IMAGE

NISSAN KICKS

Em 2012 foi o Extrem. Em 2014, a vez é do Kicks e a Nissan vai chegando à fórmula final do crossover que vai construir em sua fábrica em Resende, Rio de Janeiro, em 2016.

O modelo já apresenta aspecto mais próximo a de um carro de rua do que de um excêntrico protótipo. Carrega em dois componentes, por exemplo, linhas que estão sendo disseminadas na nova identidade visual da marca. São eles a grade cromada em “V” e as lanternas traseiras no formato de lâminas afiadas.

Chamam atenção ainda a caixa de rodas de linhas profundas, o spoiler traseiro proeminente do teto em amarelo, além do amplo difusor e da dupla saída de ar.

IMAGE

RENAULT KWID

A Renault aparece novamente no Top 5 dos conceitos do salão por conta do Kwid, um protótipo de carroceria parruda que carrega um drone acoplado no teto. O pequeno avião não-tripulado e comandado por meio de controle remoto possui uma câmera de alta definição que visa mostrar aos ocupantes a situação do trânsito, detectar obstáculos no caminho ou simplesmente registrar uma bela paisagem.

Outro detalhe interessante do conceito são suas portas, que, quando abertas, dão a impressão de que o veículo trata-se de um grande besouro. A parte interna também é um show à parte. O habitáculo compota três lugares na parte da frente, sendo que o condutor fica no meio. O volante tem formato de manche e o acabamento é permeado por um material branco entrelaçado, que dá ares de estrutura artesanal.

IMAGE

MITSUBISHI CONCEPT GC PHEV

O conceito da Mitsubishi ganha destaque por ter uma carroceria feita de uma única estrutura, sem encaixes – não há coluna central. Ecologicamente correto, o Concept GC PHEV tem tecnologia híbrida, formada por um motor 3.0 V6 supercharged a gasolina de 340 cv e um propulsor elétrico de 95 cv.

Segundo a fabricante, o veículo é capaz de produzir energia elétrica para uma casa por até um dia inteiro. Se o motor for utilizado como gerador, a capacidade aumenta para 13 dias.

Mas como todo Mitsubishi que se preza, o protótipo tem tração nas quatro rodas de 22 polegadas. O veículo ditará tendências para o futuro da marca, como a mesa sensível ao toque localizada no centro da cabine. O componente funciona como um tablete e permite programar uma a rota, acessar a internet e exibir filmes.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors