Cópias são raridade no Salão de Pequim

Mercado chinês amadurece e 'plágios' são difíceis de acha no evento

  1. Home
  2. Salões
  3. Cópias são raridade no Salão de Pequim
Lukas Kenji
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


(Pequim, China) Quando se fala em um salão de automóveis na China, as primeiras imagens que vêm a cabeça são de cópias. Mas a edição 2016 do Salão de Pequim surpreendeu. São raros os modelos que não têm vergonha de serem legítimas cópias.

O mercado chinês parece mais maduro e a prova está nos produtos destinados ao mercado interno. Eles esbanjam brilho, materiais cromados, carroceria imponente e grande – quanto maiores, melhores – e carregam ótima qualidade de acabamento.

Foi difícil, mas conseguimos encontrar uma cópia perfeita, o Venucia e30. O elétrico é igualzinho ao Nissan Leaf. Não só o desenho do compacto foi copiado, mas também o funcionamento de recarga do veículo que é feito ao plugar o cabo de energia onde seria a grade.

Fora esse, encontramos apenas veículos, digamos, com forte inspirações. Um deles é da Leopaard CS10, que não tem vergonha de imitar os veículos da Land Rover até no logo verde da grade. Por dentro, o desenho também é bastante parecido.

icon photo
Legenda: 940x576 5228dfdb 2899 4044 8640 5070ee038a40 0

Outro veículo é da BYD, marca de elétricos que já marcou presença no Brasil. O nome dele, no entanto, é uma incógnita porque é simplesmente um ideograma chinês. Dá uma olhada na parte traseira dele. Lembra ou não o Ford EcoSport?

Viagem a convite da Lifan Motors do Brasil.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors