Indy 500 - Wheldon vence edição histórica após acidente na última volta

A vitória ficou com Dan Wheldon, segunda dele na Indy 500. O piloto britânico disputa apenas esta etapa
  1. Home
  2. Salões
  3. Indy 500 - Wheldon vence edição histórica após acidente na última volta
Autoracing
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Um final incrível marcou a 95ª edição das 500 Milhas de Indianapolis, prova que comemorou em 2011 o seu centenário. Com vários pilotos na briga devido a estratégias diferenciadas, o resultado só foi definido pouco antes da bandeirada.

A vitória ficou com Dan Wheldon, segunda dele na Indy 500. O piloto britânico está fora da temporada regular da Formula Indy e disputa apenas esta etapa, pela equipe do amigo Bryan Herta.

Quem estava com a vitoria nas mãos era J.R. Hildebrand. O piloto da Panther assumiu a liderança a três voltas do final, após pit stop de Bertrand Baguette Rahal. No entanto, na curva 4 da última volta, ele perdeu o controle do seu Dallara-Honda e foi para o muro. Ainda assim chegou em segundo, se arrastado pela pista.

Graham Rahal obteve o terceiro lugar com o carro da Ganassi. O quarto colocado foi Tony Kanaan KV, que fez uma grande corrida com várias ultrapassagens, tendo largado em 22º e caído de sexto para 24º após seu segundo pit stop, após ser atrapalhado por Pippa Mann Conquest. Oriol Servia Newman/Haas foi o quinto.

Os carros da Ganassi dominaram boa parte da corrida e pareciam aposta certa para a vitória. Scott Dixon se alternou na liderança com o pole Alex Tagliani Sam Schmidt Motorsports na primeira parte da corrida e Dario Franchitti logo chegou nessa briga após sua segunda parada.

A partir daí os dois passaram a dominar, com Oriol Servia também aparecendo ocasionalmete em primeiro. Franchitti liderava até ser chamado aos boxes durante a última bandeira amarela, estratégia que se mostrou errada já que nas últimas voltas ele se arrastava pela pista. Acabou em 12º, ao contrário de Hildebrand, que tinha a mesma estratégia.

Dixon parou em bandeira verde a cerca de 20 voltas do final, juntamente com rivais como Kanaan, Rahal, Servia e Wheldon. Acabou em sexto, tendo sido menos rápido do que eles nas voltas finais.

Bertrand Baguette ainda chegou em sétimo, seguido por Tomas Scheckter KV/SH e Marco Andretti Andretti. Danica Patrick Andretti, a décima colocada, liderou por algumas voltas antes de ser superada por Baguette.

Fora Kanaan, os demais brasileiros não tiveram muito destaque. Vitor Meira Foyt chegou a andar entre os oito primeiros, mas perdeu tempo nos boxes e acabou em 15º. Helio Castroneves Penske jamais andou entre os primeiros colocados, chegou a perder uma roda na pista e terminou em 17º. Bia Figueiredo Dreyer & Reinbold ficou em 21º.

A corrida teve seis bandeiras amarelas. Bateram Takuma Sato KV, EJ Viso KV, Jay Howard Rahal/Schmidt que perdeu uma roda, James Hinchcliffe Newman/Haas, Tagliani e Townsend Bell Sam Schmidt com Ryan Briscoe Penske. Will Power Penske foi outro que ficou sem uma roda.

A sexta etapa da Formula Indy acontece dentro de duas semanas. Será uma rodada dupla no Texas Motor Speedway.

Resultado – Indianapolis 500 Mile Race
1 Dan Wheldon
2 JR Hildebrand
3 Graham Rahal
4 Tony Kanaan
5 Scott Dixon
6 Oriol Servia
7 Bertrand Baguette
8 Tomas Scheckter
9 Marco Andretti
10 Danica Patrick
11 Ed Carpenter
12 Dario Franchitti
13 Charlie Kimball
14 Will Power
15 Vitor Meira
16 Justin Wilson
17 Helio Castroneves
18 Buddy Rice
19 Alex Lloyd
20 Pippa Mann
21 Bia Figueiredo
22 John Andretti
23 Ryan Hunter-Reay
24 Davey Hamilton
25 Paul Tracy
26 Townsend Bell
27 Ryan Briscoe
28 Alex Tagliani
29 James Hinchcliffe
30 Jay Howard
31 Simona de Silvestro
32 EJ Viso
33 Takuma Sato

Chevrolet Camaro tem edição histórica

No dia 30 de maio de 1911, Arthur Chevrolet competiu na edição inaugural das 500 Milhas de Indianápolis. Cem anos depois, um Chevrolet Camaro SS Conversível estará à frente da edição 2011 das 500 Milhas de Indianápolis, uma vez que a marca Chevrolet e a emblemática corrida completam seus centenários – e iniciam a contagem regressiva do retorno da Chevrolet à IndyCar em 2012.

“Antes da Chevrolet ser uma marca, Louis Chevrolet e seus irmãos construíram um nome como pilotos de carro de corrida”, declarou Jim Campbell, vice-presidente da GM para Veículos de Alto Desempenho e Motores Esportivos. “Após a Chevrolet ter se transformado numa empresa fabricante de automóveis, Louis e seus irmãos continuaram a correr na Indy”.

“Essa história inclui alguns dos carros mais populares que serviram como Safety Car nas 500 Milhas de Indianápolis, assim como muitas bandeiras quadriculadas venceram sob o poder da Chevrolet,” disse Campbell. “Com um novo motor de corrida Chevrolet disputando a categoria no próximo ano, a relação entre a Indy e Chevrolet está esquentando novamente.”

As opiniões expressas nesta matéria são de responsabilidade de seu autor e não refletem, necessariamente, a opinião do site WebMotors.

Gosta de esportivos?

Então veja as ofertas para o lendário automóvel no WebMotors:

Mercedes-Benz C AMG

BMW M3

BMW M5

Maserati Quattroporte

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors