Piloto brasileiro admite privilégios de Schumacher, mas diz compreender

Rubinho nega tratamento igual e se diz satisfeito
  1. Home
  2. Salões
  3. Piloto brasileiro admite privilégios de Schumacher, mas diz compreender
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Rubens Barrichello agradeceu hoje, 21 de março, em São Paulo, o apoio do público brasileiro, mostrando ainda estar hipnotizado com o sucesso que está fazendo desde que foi contratado pela Ferrari. Seu objetivo este ano é apenas vencer algumas provas, segundo afirma.

Barrichello não acredita que possa conquistar o título neste ano: "O Schumacher trouxe vida para a Ferrari e está procurando por um título há muito tempo. Seria demais exigir exatamente o mesmo tipo de tratamento porque estou chegando agora", comentou.

Para Rubinho, a Ferrari encontrou o equilíbrio que procurava há mais de 20 anos. "Podemos dizer que este é o melhor início de ano da história da equipe desde 1979, quando o Jody Scheckter conquistou o último título e pilotos pela equipe", disse.

A nova pista: mais seletiva

Ao falar sobre o circuito paulistano, disse acreditar que os pilotos mais experientes terão dificuldades em Interlagos. "As mudanças no circuito e o recapeamento da pista provocaram alterações até mesmo em algumas curvas. O S do Senna, por exemplo, sofreu uma elevação de 40 cms. Acho que pilotos como o Jenson Button, da Williams, que jamais correu por aqui, sentirão muito mais facilidade em se adaptar com o circuito", explicou Barrichello.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors