Rali da Argentina: Grönhölm vence de novo

Após grande recuperação, finlandês conquista 15ª vitória da carreira
  1. Home
  2. Salões
  3. Rali da Argentina: Grönhölm vence de novo
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O Rali da Argentina, 5ª etapa do Campeonato Mundial de Rali FIA, foi um show do finlandês Marcus Grönhölm e seu Peugeot 206 WRC, vitoriosos na única prova realizada em continente americano.

Logo no começo do rali Grönhölm pulou na ponta, e tudo se encaminhava para mais uma vitória tranqüila. Entretanto, no rali não há muitas certezas e, após cometer um erro, o finlandês acertou uma pedra na 9ª especial, perdendo a roda traseira esquerda e caindo para a 6ª posição.

Grönhölm conseguiu se recuperar, vencendo 12 das 23 especiais 2 foram canceladas do rali, e encostou no estoniano Markko Martin, da Ford, que ocupava a 1ª posição, após o espanhol Carlos Sainz, da Citroën, ter sido penalizado em 1 minuto. Sainz havia pulado na ponta logo após o erro de Grönhölm.

Markko Martin, no entanto, teve problemas com seu Focus WRC e abandonou a prova, deixando a vitória nas mãos de Grönhölm – a 15ª em sua carreira –, que agora soma 30 pontos e está em 2º no campeonato de pilotos.

Seu companheiro de equipe, o inglês Richard Burns, terminou em terceiro e continua em primeiro no campeonato, com 31 pontos.

O finlandês Harri Rovänpera, que também corre pela Peugeot, terminou em 4º. A equipe lidera entre os construtores, com 65 pontos.

A Citroën, que ocupa o segundo lugar entre os construtores, com 52 pontos, sai do rali da Argentina com saldo negativo. Carlos Sainz chegou em 2º lugar, mas perdeu a vitória por ter chegado mais cedo do que o determinado na área de serviço. O escocês Colin McRae viu seu Xsara WRC pegar fogo ainda durante o primeiro dia de prova e o francês Sebastien Loeb abandonou a prova após rodar na 20ª especial.

Na Ford a batalha ainda é por melhorar a confiabilidade do novo Focus WRC. Markko Martin abandonou com problemas na pressão do óleo e os jovens François Duval, da Bélgica, e Mikko Hirvonen, finlandês, tinham como objetivo ganhar experiência e terminar a prova. Duval chegou em 8º e conseguiu um ponto para a equipe, que está em terceiro no campeonato, com 29 pontos.

O finlandês Tommi Makinen, tetracampeão mundial na categoria, da Subaru, ainda deve uma performance digna nesta temporada. Makinen abandonou o rali da Argentina no segundo dia de prova, com problemas na caixa de câmbio. Com apenas um 2º lugar na Suécia, um 8º na Turquia e o 7º na Nova Zelândia, Makinen tem 11 pontos e ocupa a 8ª colocação no campeonato.

O único consolo para a Subaru foi o 5º lugar do norueguês Petter Solberg, que está em 6º no campeonato, com 13 pontos. A equipe está em 4º, atrás da Ford, com 27.

A Skoda está preparando a substituição do Octavia WRC pelo novo Fabia WRC, o que deve ocorrer no segundo semestre deste ano. E as expectativas são boas, já que o modelo atual tem mostrado confiabilidade e resistência como pontos fortes.

O francês Didier Auriol e o finlandês Toni Gardemeister terminaram em 6º e 7º, respectivamente, e garantiram valiosos pontos para o time, que está em 5º no campeonato, com 19 pontos.

Já a Hyundai teve outro rali ruim. Após o bom resultado do ano passado, quando terminou em 5º, a equipe está sofrendo com falta de resistência de seus Accent WRC. Na Argentina o alemão Armin Schwarz chegou a andar à frente dos Skoda, mas, a exemplo de seu companheiro de equipe, o belga Freddy Loix, abandonou a prova. A Hyundai tem apenas 03 pontos no campeonato.

A próxima etapa do Campeonato Mundial de Rali será realizada na Grécia, entre os dias 4 e 8 de junho.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors