Renault oficializa ameaça de abandonar a F1

Marca diz não querer se envolver em um campeonato com regulamentos diferentes
  1. Home
  2. Salões
  3. Renault oficializa ameaça de abandonar a F1
Autoracing
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A equipe Renault se juntou à Ferrari na ameaça de não se inscrever no campeonato de 2010 devido à introdução das regras do limite orçamentário.

Apenas um dia depois da histórica marca italiana afirmar que não vai continuar na Fórmula 1 se o regulamento permanecer inalterado, a montadora francesa divulgou uma declaração dizendo que está "reconsiderando sua inscrição" no campeonato do próximo ano.

A Renault também deixou claro que está insatisfeita com a maneira como as regras do limite de orçamento foram introduzidas pela FIA, sem consultar as equipes, afirmando que quaisquer mudanças devem ser realizadas de maneira progressiva.

"Existe frustração pelo fato das propostas construtivas da FOTA, incluindo grandes medidas de corte de custos a serem adotadas progressivamente entre 2009 e 2012, que foram cuidadosamente construídas pelos membros da FOTA, terem sido completamente ignoradas sem nenhuma forma de consulta por parte da FIA com as equipes", disse a Renault em uma declaração.

"Deve ser destacado que a FOTA estabeleceu o mesmo, talvez até mais baixo, objetivo financeiro da FIA, mas a Renault acredita fortemente que isso deve ser introduzido por meio de um procedimento diferente concordado por todas as partes".

"A decisão da FIA de introduzir dois conjuntos de regulamentos técnicos na temporada 2010 da Fórmula 1 fizeram com que o Grupo Renault reconsiderasse sua inscrição no Campeonato Mundial de Fórmula 1 do próximo ano".

"A Renault também acredita ser fundamental que o governo da categoria seja coordenado com um espírito de consulta com todas as partes FIA, FOM, FOTA a fim de alcançar um melhor equilíbrio entre os custos e os rendimentos. A Renault também possui a visão firme de que todas as participantes do Campeonato Mundial devem aceitar e operar sob o mesmo regulamento".

O chefe da Renault, Flavio Briatore, declarou que sua equipe se recusou a aceitar o "governo unilateral" da FIA na categoria. "Nossa meta é reduzir custos mantendo os altos padrões que tornam a Fórmula 1 uma das marcas de maior prestígio do mercado", disse ele. "Queremos alcançar isso de uma maneira coordenada com as entidades regulatória e comercial, e nos recusamos a aceitar o governo unilateral exercido pela FIA".

"Se as decisões anunciadas pelo Conselho Mundial no dia 29 de abril de 2009 não forem revisadas, não temos escolha, a não ser abandonar o Campeonato Mundial de Fórmula 1 no final de 2009".

O presidente da equipe Renault, Bernard Rey, acrescentou: "A Renault sempre considerou a Fórmula 1 o topo do automobilismo e o estágio perfeito para demonstrar excelência técnica. Continuamos comprometidos com a categoria, porém não podemos nos envolver em um campeonato que opere com dois conjuntos de regulamentos diferentes, e se tais regras forem adotadas, seremos forçados a sair no final desta temporada".
Siga a gente no Twitter! Novidades, segredos e muito mais: www.twitter.com/WebMotors

Gosta de esportivos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas:

Aston Martin

Porsche

Ferrari

Lamborghini

Leia também:

Porsche Targa completa renovação do 911

FortuneSport Rt.S e Rt.R, as estrelas de uma nova marca

Maybach Exelero está à venda por € 5 milhões

D&H Falen, demônio escocês de 800 cv

Nissan Tiida SL

Lobini H1

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors