Sertões 2009: Carlos Sainz é bicampeão dos carros e Zé Hélio o penta nas motos

Entre os carros, piloto espanhol venceu o emocionante duelo interno da equipe Volkswagen e terminou os 5.056 quilômetros apenas 1min04s9 a frente
  1. Home
  2. Salões
  3. Sertões 2009: Carlos Sainz é bicampeão dos carros e Zé Hélio o penta nas motos
Autoracing
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- A 17ª edição do Rally Internacional dos Serões foi a mais difícil de sua história. Esta é a opinião unânime de pilotos e navegadores que participaram da competição, entre 23 de junho e 3 de julho. Diante de tal cenário, o topo do pódio talvez não pudesse ter sido ocupado por outro competidor: ninguém menos do que o espanhol Carlos Sainz, bicampeão mundial de rally de velocidade e uma das maiores lendas do esporte de todos os tempos. Ao lado do navegador, o também espanhol Lucas Senra, Sainz terminou a corrida com uma vantagem mínima: 1min04s9 à frente da dupla formada pelo catarense Nasser Al-Attiyah e o alemão Timo Gottschalk, seus colegas na equipe Volkswagen, onde também pilotam o sofisticado Touareg Race 2.

Ao longo dos dez dias de competição, Sainz se revezou na liderança com o catarense Nasser Al-Attiyah por nada menos que quatro vezes e até somou um número de vitórias nas etapas menor do que o seu concorrente 6 a 4. Essa alternância no posto de líder foi em parte resultado das variação no tipo de piso encontrado pelos competidores, que apresentavam desempenho melhor ou pior que o rival de acordo com suas características de pilotagem. Em um dos dias de competição, a diferença entre eles chegou a ser de meros 3s9, depois de mais de três mil quilômetros de corrida. O espanhol conseguiu assumir a ponta definitivamente somente na penúltima etapa.

A derrota para Sainz, no entanto, não incomodou o segundo colocado: "O Rally dos Sertões foi minha primeira prova com a Volkswagen e estou mais do que feliz com o resultado", definiu Nasser Al-Attiya. "Gostaria de agradecer a equipe pois me permitiu uma grande estréia. Graças a esse espírito de equipe e ao meu navegador, com quem me dei bem desde o começo, acho que é possível também realizar o sonho de vencer o Rally Dakar", completou Al-Attiya.

Resultado – Carros

1º - Carlos Sainz/ Lucas Cruz Senra, Race Touareg 2 – 29h16min40s1
2º - Nasser Al-Attiyah/ Timo Gottschalk, Race Touareg 2 – 29h17min49s5
3º - Jean Azevedo/ Youssef Haddad, Mitsubishi L200 Evolution – 33h09min42s8
4º - Roberto Reijers/ Rogério Almeida, Ford Ranger – 34h52min01s7
5º - Felipe Bibas/ Emerson Cavassin, Mitsubishi L200 Evolution – 35h08min33s3
6º - Maurício Neves/ Eduardo Bampi, Race Touareg 2 – 35h16min40s3
7º - Luiz Facco/ Sílvio Deusdará, Mitsubishi L200 RS – 35h38min09s4
8º - Richard Vaders/ José Antônio Spacassassi, Sherpa – 37h04min06s2
9º - Jarbas Caiado de Castro/ Wallace Von Schimidt, Sherpa 2 – 37h07min59s7
10º - Romeu Franciosi/ Deco Muniz, Sherpa – 38h16min40s9

Motos

Sempre listado entre os favoritos à vitória entre motos antes mesmo do início da 17ª edição do Rally Internacional dos Sertões, o paulista Zé Hélio, de Honda CRF 450X, não decepcionou a conquistou o título da competição. Vencedor de sete das dez etapas disputadas em 2009, o piloto confirmou a sua quinta conquista.

"Foi um rally muito duro, de mais de cinco mil quilômetros. Acho que foi o Rally dos Sertões mais difícil de todos, bastante exigente em todos os aspectos. Mas isso é normal, é a evolução. Todos evoluem, pilotos, equipamentos e os próprios roteiros. Foi muito bom o percurso, redondinho, curti bastante. A conquista também é especial, pois sinto que me superei, que amadureci como piloto. Foi um rally que exigiu muito de navegação e fiz isso o tempo todo”, desabafou o pentacampeão.

Resultado – Motos

1º - Zé Hélio, Honda CRF 450X – 34h17min57s5
2º - Denisio do Nascimento Deni, Honda CRF 450X – 35h17min10s6
3º - Juca Bala, KTM EXC 450R – 35h46min47s1
4º - Sérgio Augusto Klaumann Guto, Yamaha WR 450F –36h42min11s4
5º - Jacek Czachor, KTM 690 Rally – 37h14min28s2
6º - Rodolpho Mattheis, KTM 450 ECX – 37h14min38s9
7º - João Ricardo Geaquinto Jotão, KTM EXC – 38h16min51s0
8º - Sergio Ferraz Ribeiro Filho Serginho, KTM ECX 530 – 38h18min26s0
9º - Dimas Mattos, KTM 690 Rally – 38h18min45s0
10º - Ezair Rodrigo Bossa Maninho, KTM XCW 450 – 38h56min25s5

Caminhões

Após liderar a maior parte do Rally dos Sertões, o trio Edu Piano/Sólon Mendes/Davi Fonseca perdeu a liderança da competição nas últimas rodadas para Amable Barrasa/Guilherme Petrini Signoretti/Raphael Bettoni. A diferença de Amable para Piano era de 1min11seg até o último dia. No entanto, Edu Piano e sua equipe conseguiram se superar nas dunas da Capital Potiguar e sair de Natal com o terceiro título do Rally dos Sertões.

Com mais de quatro minutos de vantagem na etapa desta sexta-feira, Piano comemorou a vitória mais suada de sua carreira. "É o nosso terceiro título. Nos outros dois anos foi muito diferente, pois conseguimos abrir uma hora de vantagem no meio da competição. Em 2009 perdemos a liderança na etapa das areias, em Barra BA, mas conseguimos nos recuperar no final", comenta o piloto tricampeão.

Na categoria TR2, para caminhões pesados, quem se deu bem foi o trio formado por Guido Salvini/Weidner Moreira/Fernando Chwaigert Ventania, que não precisou disputar o último dia do rally para se sagrar campeão, além de conquistar o terceiro posto na classificação geral. "Como tínhamos mais de cinco horas de vantagem não precisamos correr esta última etapa para ficar com o título", comemorou o navegador Weidner Moreira.

Resultado – Caminhões

1º Edu Piano/ Davi Fonseca/ Sólon Mendes, Ford F4000 , 26h33min54s30
2º Amable Barrasa/ Guilherme Petrine/ Raphael Bettoni, Ford F4000 , 26h37min15s00
3º Guido Salvini/ Weidner Moreira/ Fernando Chwaigert, Mercedes-Benz Atego 1725 , 32h07min25s70
4º Ulysses Marinzeck/ Evandro Luiz/ Jose de Carvalho, Ford 1722E Cargo , 35h13min28s30
5º André Azevedo/ Maykel Justo/ Ronaldo Pinto, Mercedes-Benz Ateto 1725 , 50h02min45s50

Quadriciclos

A disputa entre os quadriciclos na 17ª edição do Rally Internacional dos Sertões não apresentou surpresas em sua reta final. Cristiano Batista, de Suzuki 450, que dominou a primeira metade da competição, conseguiu administrar a vantagem com calma e competência e confirmou o título, em Natal RN.

Poupando o equipamento para não correr riscos, Batista colocou a estratégia na estrada para a segunda metade da disputa. Mesmo assim, o piloto fechou os 5.056 quilômetros com vantagem de 24min40s2 para Carlo Collet Cam-Am Renegade, o segundo colocado.

Resultado - Quadriciclos

1º - Cristiano Sousa Batista, Suzuki 450 , 40h40min08s8
2º - Carlo Collet, Can-am Renegade , 41h04min49s0
3º - Bruno Leão Sperancini, Can-Am Renegade , 46h19min34s5
4º - José Demontier Tier, Suzuki LTR 450 , 50h44min54s5
5º - Giovani Vassopoli, Yamaha Raptor 700 , 53h59min44s8
6º - Heronaldo de Andrade Marinho, Yamaha Raptor 700 , 60h00min37s2
7º - Márcio de Oliveiro, KTM 525 XC , 61h54min16s2
8º - Rodrigo Varela Varelinha, Can-Am DS450 , 66h05min09s2

Siga a gente no Twitter! Novidades, segredos e muito mais: www.twitter.com/WebMotors

Gosta de esportivos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas:

Aston Martin

Porsche

Ferrari

Lamborghini

Leia também:

Porsche Targa completa renovação do 911

FortuneSport Rt.S e Rt.R, as estrelas de uma nova marca

Maybach Exelero está à venda por € 5 milhões

D&H Falen, demônio escocês de 800 cv

Nissan Tiida SL

Lobini H1

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors