Brasil pode ter compacto de subsidiária da Volks

Segundo publicação, a Skoda, marca europeia do Grupo VW, vai projetar compacto para países emergentes, que chega em 2020

  1. Home
  2. Segredos
  3. Brasil pode ter compacto de subsidiária da Volks
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

A Skoda, subsidiária  europeia do Grupo Volkswagen, assim como a espanhola Seat, será responsável por projetar um novo compacto para marcas do Grupo a ser comercializado em mercados emergentes como Índia e Brasil. A notícia foi publicada nesta quinta-feira pelo "AutoNews", que cita Thomas Sedran, diretor de estratégia da Volkswagen, como responsável pela informação.

icon photo
Legenda: Skoda Citigo up
Crédito: Skoda Citigo up

O lançamento desse carro acessível está previsto para 2020. O projeto inicialmente seria tocado em parceria com a indiana Tata, que ofereceu a matriz AMP para a construção do compacto, ideia que acabou sendo rejeitada pela Skoda, sobretudo por conta do investimento extra para atender os requisitos europeus relativos a emissões e testes de impacto.

Além disso, ainda não há mais detalhes sobre o novo carro "para as massas". A Skoda já tem a sua versão do nosso conhecido Up, chamada na República Checa de Citigo (fotos acima e abaixo) - basicamente, é o Up, mas com novos nome  e logotipo, além da dianteira diferente.

icon photo
Legenda: Skoda Citigo up
Crédito: Skoda Citigo up

O Up e o Citigo são montados sobre a matriz NSF, também conhecida como PQ12, e aí começa o terreno para as especulações. O novo subcompacto pode ser a nova geração do Up ou até a próxima geração do Gol - ou as duas coisas.

A Volkswagen do Brasil anunciou recentemente, por meio de David Powels, presidente e CEO da companhia, que vai atualizar todo o portfólio atual em "três anos, três anos e meio". Essa renovação vai incluir a família Gol, hoje formada por hatch, sedã (Voyage) e picape (Saveiro) e construída sobre a base PQ24, a mesma utilizada no Polo de quarta geração.

icon photo
Legenda: Skoda Citigo up
Crédito: Skoda Citigo up

Faria sentido apelar para a base do Up, construído em Taubaté (SP), para projetar a nova geração do Gol. A matriz NSF traz os reforços estruturais necessários para bom desempenho nos "crash-tests" (o Up levou cinco estrelas de um total de cinco em teste do Latin NCap), mas sem a complexidade e o alto custo da base modular MQB usada no Golf e no Polo de sexta geração, que chega às concessionárias em novembro, com fabricação na planta de São Bernardo do Campo (SP).

Além disso, recentemente a "Autobild" publicou a informação que a VW autorizou a produção de um SUV compacto derivado do Up, a ser baseado no conceito Taigun, exibido no Brasil no Salão do Automóvel de São Paulo em 2012.

A Volkswagen já anunciou que a matriz MQB dará origem a "pelo menos" outros três modelos derivados do Polo, igualmente com produção em São Bernardo: o sedã Virtus, que será lançado no primeiro trimestre de 2018, um SUV compacto baseado no conceito T-Cross Breeze (maior que o Taigun) e uma picape (que pode ser a sucessora da Saveiro ou um modelo inédito, para concorrer com a Fiat Toro).

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors