Novo Fiat Doblò será feito na Argentina em 2022

Consultoria automotiva afirma que furgão deixará de ser fabricado no Brasil para dar lugar a novo modelo

  1. Home
  2. Segredos
  3. Novo Fiat Doblò será feito na Argentina em 2022
Guilherme Silva
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Fabricado no Brasil há 20 anos, o Fiat Doblò terá a produção encerrada em Betim (MG) para dar lugar a uma nova geração que será feita na Argentina. A informação foi divulgada pela consultoria IHS Markit, que tem acesso a informações sobre a indústria automotiva e plataformas em diversos países.

Fiat Doblo Cargo 2015 1280 06
Nova geração do Fiat Doblò Cargo vendida na Europa poderá ser feita na Argentina

A IHS Markit afirma que a Stellantis (empresa formada pela fusão da Fiat Chrysler Automóveis com a PSA Peugeot Citroën) tem planos de produzir um veículo utilitário na Argentina para comercializá-lo na América Latina a partir do ano que vem.

A fábrica da PSA em El Palomar, na região metropolitana da capital Buenos Aires, seria o local escolhido por já ser utilizada para a fabricação dos veteranos furgões Citroën Berlingo e Peugeot Partner. A unidade, que atualmente também produz o hatch Peugeot 208, tem capacidade para fabricar 140 mil veículos por ano, mas está parcialmente ociosa após o fim da produção dos médios Citroën C4 Lounge e Peugeot 408.

Apesar de as informações serem escassas, os rumores levam a crer que a nova geração do Fiat Doblò, comercializada atualmente na Europa, será o veículo dessa estratégia da Stellantis. Segundo os documentos da IHS Markit, o modelo já tem data de produção estipulada para meados de 2022 com término em 2028.

Com o novo Doblò, a Fiat se reposicionaria no segmento de veículos comerciais na América Latina. Atualmente, a marca vende o Fiorino, que será reestilizado em breve, e a versão furgão do velho Doblò – além da van Ducato e da picape compacta Strada Endurance.

Fiat Doblo 2015 1280 1e
Versão de passageiros pode levar até sete ocupantes

Vale lembrar que a atual geração do Doblò, lançada em 2010, já é vista como um veículo ultrapassado na Europa. O modelo é produzido na Turquia. Devido a essa defasagem, existe a possibilidade de a Stellantis criar um utilitário a partir da plataforma EMP2 da PSA para disponibilizar modelos das três marcas do grupo (Fiat, Citroën e Peugeot).

Independentemente da origem do novo furgão, o substituto do Doblò deverá ser oferecido em configurações de sete lugares para o transporte de passageiros e de furgão de cargas.

Velho Doblò

No Brasil, o antigo Doblò é vendido nas versões Essence de sete lugares (R$ 115.990 / R$ 124.504 SP) e Cargo (R$ 116.780 / R$ 120.738 SP), ambas equipadas com o motor E-torQ 1.8 flex de 131 cv e câmbio manual de cinco marchas.

Segundo o relatório de julho da Fenabrave (associação de concessionários), o modelo registrou 988 emplacamentos, totalizando 4.289 unidades no acumulado do ano (na soma das duas versões).

Comentários