Novo Versa é visto em testes no Brasil

Modelo será importado do México a partir do segundo trimestre para brigar com os compactos premium

  1. Home
  2. Segredos
  3. Novo Versa é visto em testes no Brasil
Renan Rodrigues
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Não é mais novidade que o novo Nissan Versa chegará ao Brasil esse ano. O lançamento já foi confirmado pelo presidente da marca, Marco Silva, que promete a chegada para o segundo trimestre. Agora, unidades de testes do sedã foram flagradas.

As fotos foram enviadas por Paulo Hessel, que avistou os modelos em Embu Guaçu, região metropolitana de São Paulo. A segunda geração do sedã será importada do México e terá mais requintes que o modelo atual, o que irá elevar seu preço - o modelo brigará com os chamados compactos premium VW Virtus, Fiat Cronos, Honda City etc.

Novo Nissan Versa visto de traseira na cor branca e com camuflagem zebrada nas laterais e na tampa do porta-malas
icon photo
Legenda: Novo Versa é visto na região metropolitana de São Paulo com disfarces
Crédito: Paulo Hessel

Por conta disso, o nosso Versa continuará sendo fabricado e mudará de nome, passando a se chamar V-Drive. A estratégia é similar a usada pela Chevrolet nos atuais Onix Plus e Joy Plus, a geração anterior da linha compacta que foca especialmente em frotistas e motoristas de aplicativos.

Nissan Versa 2020 no estande da marca japonesa no Salão de LOs Angeles na cor vermelha de frente com faróis com cortes retos e alongados e grade com moldura cromada em V
icon photo
Legenda: Novo Versa apareceu no Salão de Los Angeles 2019
Crédito: Rodrigo Ferreira/WM1

Ainda não sabemos qual será o pacote de equipamentos do sedã por aqui. Mas o novo Versa pode receber itens como frenagem de emergência automática com detecção de pedestres, inclusive à ré, além de faróis altos automáticos e alerta de de mudança de faixa de rodagem.

icon photo
Legenda: Segunda geração do sedã será maior, mais equipada e, obviamente, mais cara
Crédito: Paulo Hessel

Como opcionais, nos Estados Unidos, estão disponíveis outros dispositivos de condução semi-autônoma: controle de cruzeiro adaptativo, monitor de ponto cego e alerta de tráfego traseiro.

Era grande, mas ficou maior

Apesar de manter a plataforma atual, o sedã está 4 cm maior e chega aos 4,53 metros, além de de 4,5 cm mais largo e 5,8 cm mais baixo. O entre-eixos passa a ser de 2,62 m. O porta-malas diminui de 460 litros para 425 litros. O motor ainda é um mistério, mas é provável que mantenha o 1.6 de 114 cv com câmbio CVT.

Comentários