Renault confirma produção da Alaskan na Argentina

Picape entrará em produção em 2021 e suas chances de chegar ao Brasil no mesmo ano aumentam

  1. Home
  2. Segredos
  3. Renault confirma produção da Alaskan na Argentina
Fabio Perrotta Junior
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Especulada desde 2018, quando esteve nos Salões de Buenos Aires e de São Paulo de forma discreta, a picape Renault Alaskan enfim teve sua produção confirmada no país vizinho. A produção começará em 2021, na fábrica de Córdoba, onde é feita a Nissan Frontier. Apesar disso, não há data para o começo das vendas.

A informação é do site parceiro argentino Demotores. Produzida na mesma plataforma da Frontier, a Alaskan tem visual exclusivo, de acordo com a identidade da marca francesa. A produção terá início em janeiro de 2021, na mesma fábrica que já produz unidades do Sandero, Logan e Kangoo para o mercado argentino.

Renault Alaskan
icon photo
Legenda: Apesar das mudanças, a Renault Alaskan lembra muito a Nissan Frontier em algumas posições
Crédito: Divulgação

As unidades da picape que serão produzidas por lá serão utilizadas para abastecer o mercado local e também para exportação. O destino? Alguns países da América Latina e até mesmo o continente africano.

Renault Alaskan
icon photo
Legenda: Por dentro, o painel de instrumentos é exclusivo do modelo da Renault
Crédito: Renault Alaskan

É aí que entra o Brasil. Em tempos de pandemia e crise, não há qualquer confirmação de chegada da Alaskan ao Brasil. Sua produção no país vizinho, contudo, será um grande facilitador.

É bom lembrar que a Alaskan faz parte de um projeto conjunto que incluía a mesma plataforma para vários modelos. Além do Renault e da nova Frontier, dali nasceria também a Mercedes-Benz Classe X - a nova Mitsubishi L200 também estaria nos planos, mas essa, nada oficial. Porém, só o modelo da Nissan seguiu o cronograma, em 2018.

A Alaskan atrasou e teve sua produção no Mercosul até posta em xeque. A ideia inicial é que ela fosse ser produzida na sequência da Frontier, já em 2019. A Classe X, porém, teve destino menos nobre. Depois de fazer 8 mil unidades da picape em Barcelona (Espanha), a marca alemã encerrou a linha de produção do modelo - a fabricação na Argentina foi cancelada antes.

Por aqui, a Renault Alaskan chegaria para concorrer com as picapes médias. Além da irmã de plataforma Frontier, mira em modelos como Toyota Hilux, Volkswagen Amarok, Ford Ranger e Chevrolet S10 e também a futura Peugeot Landtreck.

 

 

Comentários