Logo WM1

O canal de notícias da Webmotors

Limpar buscar

BWM Driver Training dá dicas de pilotagem e segurança

Curso da marca bávara ensina o usuário a enfrentar situações de risco com total segurança
  1. Home
  2. Tecnologia
  3. BWM Driver Training dá dicas de pilotagem e segurança
Rodrigo Samy
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- Há mais de 30 anos a marca alemã oferece o curso de pilotagem denominado de BMW Driver Training. A idéia surgiu em 1977, no aeroporto de Munique, e até hoje permanece na maior parte dos países em que a empresa atua. Na época, o modelo utilizado para as provas práticas era um BMW 320i.

Mas a idéia da ação não é só ensinar o cara a pisar no acelerador em uma pista planejada. Todo o conteúdo é passado de uma forma evolutiva, fazendo com que o aprendiz utilize a prática do primeiro exercício em um próximo e assim por diante. Para ter uma idéia do tamanho do Driver Training, só na Alemanha foram organizados 1.000 eventos durante o ano de 2006, totalizando a participação de 18.000 pessoas. No Brasil, o Driver Training está presente há 10 anos com os programas Básico, Avançado e Protection. No ano passado o WebMotors foi convidado a participar da primeira etapa do Driver Training.

Básico

Chegamos ao Campo de Prova da Pirelli em Sumaré, interior de São Paulo, por volta das 8h. Após um café reforçado iniciamos as aulas teóricas. Durante esta fase, o instrutor, piloto profissional Augusto Urnhani, coloca os limites do automóvel e do ser humano. Por exemplo, mostrando como o motorista deve se comportar diante de uma situação de risco e como se familiarizar com os exercícios.

A idéia do curso que o WebMotors fez é “simular situações de extrema emergência, a que todos estão sujeitos no trânsito urbano”. “O curso visa ensinar procedimentos preventivos e principalmente educar as reações em condições de extremo perigo e descontrole”, explicou o instrutor.

Após a aula teórica, fomos à pista para iniciar o primeiro dos sete exercícios, de aproximadamente 50 minutos cada. A idéia é comprovar na prática a importância de itens como freios ABS e controles de tração e estabilidade. Tanto que o fato mais interessante do curso é a possibilidade de desligar, por meio de um interruptor, os componentes de segurança. A idéia é mostrar como o carro se comporta com ou sem os equipamentos eletrônicos. A diferença do arrasto de uma frenagem sem ABS, por exemplo, é enorme, cerca de três vezes maior.

Alguns detalhes das aulas:

1. O motorista deve sempre se posicionar corretamente no automóvel. O volante deve ficar no pulso, desde que o ombro esteja no encosto do banco. Nada de se pendurar nem de jogar o banco lá atrás para parecer um “malandrão”. A distância da perna deve ser medida com o apoio, situado ao lado do pedal do acelerador. Ela deve ficar levemente flexionada e nunca totalmente esticada. Em um choque, uma perna esticada tende a lesar o quadril.

2. Em situações de frenagem de emergência em um carro com ABS, o pedal do freio não deve ser solto em nenhuma hipótese. Em carros com esse equipamento, o pedal do freio se movimenta, parecendo trepidar, devido ao alívio das pinças. É preciso manter a pressão no pedal, apesar da sensação incômoda. O que o ABS permite é a potência máxima de frenagem sem o risco de as rodas travarem. Quando isso acontece, o motorista perde o controle do carro. Daí os três “S”, em inglês, de uso do ABS: Stomp pisar forte no freio, Stay continuar com o pé no pedal enquanto for necessário e Steer desviar dos obstáculos. Este exercício é feito com a pista molhada, em dois tipos de piso, e com cones simulando obstáculos.

3. Em situações de emergência em um carro sem ABS, o pedal do freio deve ser solto levemente quando o carro estiver saindo do percurso. Isso significa que a roda travou. Quando isso acontece, o motorista pode virar o volante para qualquer lado que o carro continua indo reto. É preciso soltar o freio para que o motorista recupere o controle do carro. Este exercício também é feito com a pista molhada, em dois tipos de piso, e com cones simulando obstáculos. É com ele que se vê como a vida com ABS é mais prática, desde que se saiba usá-lo.

4. Outro exercício que dá para notar a diferença de um equipamento é o do “drift” aquele que força uma aceleração para o carro derrapar. Com a pista encharcada, fizemos zerinho até o ponto máximo do escape do carro. Com o controle de tração acionado, o automóvel não saía do percurso. Com ele desligado, a traseira do carro escapava o tempo todo.

5. O grande trunfo do BMW Drive Training é que os exercícios são passados para todo o tipo de motorista, independentemente do automóvel que ele tenha. O formato do curso é o de conscientizar o motorista a dirigir de forma preventiva. Outro ponto interessante é que as dicas passadas podem ser aplicadas no dia-a-dia.

Gran Finale

Depois que todos os exercícios foram praticados, o piloto-instrutor levou todos os participantes para andar no limite do carro na pista de testes da Pirelli. Nesta hora você percebe que ainda falta muito para chegar ao patamar dele. O que fica é uma sensação única de emoção com segurança.

Serviço

O Programa Básico é oferecido aos sábados e domingos no campo de provas da Pirelli em Sumaré. O valor de R$ 1,4 mil por pessoa, com café da manhã e almoço. A inscrição pode ser feita através do www.bmwdrivertraining.com.br.

Instrutores

Dentro do quadro de instrutores estão Ingo Hoffmann, 12 vezes campeão de Stock Car, César Augusto Urnhani, Roberto Zapotoczny Costa, Diógenes Viegas Dalle Lucca, Helena Deyama e Rodrigo Hanashiro.

Siga a gente no Twitter! Novidades, segredos e muito mais: www.twitter.com/WebMotors

Gosta de esportivos?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas:

Aston Martin

Porsche

Ferrari

Lamborghini

Leia também:

Porsche Targa completa renovação do 911

FortuneSport Rt.S e Rt.R, as estrelas de uma nova marca

Maybach Exelero está à venda por € 5 milhões

D&H Falen, demônio escocês de 800 cv

Nissan Tiida SL

Lobini H1

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors