Da Oficina: Honda Civic. Muitos reparos, mas boa avaliação

  1. Home
  2. Tecnologia
  3. Da Oficina: Honda Civic. Muitos reparos, mas boa avaliação
Oficina Brasil
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

– O Honda Civic é um dos carros que mais representam a nova era da indústria automobilística brasileira, inaugurada a partir da chegada de novas montadoras ao país durante a década de 1990.

Lançado em sua versão nacional em 1997, quando começou a ser produzido na fábrica da Honda de Sumaré SP, o modelo era importado desde setembro de 1992 e hoje é um velho conhecido do público e dos reparadores, que se acostumaram a receber em suas oficinas os modelos importados e nacionais da marca nipônica.

Com mecânica refinada e detalhes típicos da engenharia oriental, o Civic é um automóvel resistente, como comprovou nossa avaliação, que analisou a fundo o comportamento de um modelo LX com câmbio automático e motor 1.6 16V de 106 cv a 6.200 rpm e torque de 14,2 kgfm a 4.600 rpm fabricado em 2000.

Com exceção de algumas peculiaridades apontadas por nossa junta de reparadores convidados para opinar sobre os dados colhidos pelo engenheiro Paulo Aguiar, da Engin Engenharia Automotiva, o modelo mostrou bom comportamento após seis anos de uso, mas exige atenção na hora de lidar com certos componentes. Apesar dos problemas, foi considerado uma boa opção pelos reparadores. Confira.

Motor

Julia Gonçalves, proprietária do Civic, reclamou da luz de alerta de irregularidades na injeção eletrônica acesa no painel. Levado ao scanner para mapeamento de dados, o sedã apresentou funcionamento irregular da sonda Lambda, que já havia sido trocada duas vezes o valor da peça na concessionária é R$ 747.
A irregularidade já havia sido constatada por um dos consultores em uma experiência anterior. "Esse é um problema que eu já acompanhei em alguns modelos Civic deste ano após certa quilometragem", opina Cláudio Cobeio, da Cobeio Car.

Para checar qual a origem do problema, foi utilizada uma sonda lambda de reposição universal. "É importante esclarecer que esse tipo de dispositivo não funciona nos Civic de 2001 para a frente. Esses carros usam a sonda planar, não-compatível com esse modelo universal", esclarece o consultor Washington Mariano, da Washington Motores.

Analisando os dados obtidos, o engenheiro Paulo Aguiar foi direto aos pontos que estavam causando a irregularidade e inutilizando as sondas lambdas usadas na reposição. "Encontramos o filtro de combustível muito entupido, o filtro de ar saturado e os bicos injetores não-equalizados, o que forçava demais o trabalho da bomba de combustível e, conseqüentemente, colaborava para o problema na sonda lambda, que naturalmente já não tem uma vida útil muito longa", explica Aguiar. "Como este carro é de uso familiar, nem sempre é abastecido no mesmo posto e pode ter sido usada gasolina adulterada", esclarece.
Os filtros foram trocados, os bicos equalizados e o corpo de borboleta limpo.

Com essas alterações, a pressão da bomba de combustível subiu de 2,7 bar para 3,0 bar, e a vazão de gasolina foi de 1,4 litro por minuto para 1,8 l/m, ou seja, o sistema de alimentação trabalhava mais livre e não sobrecarregava a sonda lambda com muitas oscilações fora do padrão.

As velas haviam sido trocadas durante a revisão de 60 mil quilômetros e não precisaram ser substituídas. O modelo recomendado pela Honda é o NGK ZFR5F-11 com folga de 1,1 mm entre os eletrodos, mas o jogo de velas equivalente da marca Bosch, modelo FR7LCX, também com folga de 1,1 mm, pode ser utilizado.

O óleo lubrificante também foi substituído pelo indicado no manual do proprietário: SAE 20W50 SJ. A especificação SJ pode ser substituída por uma superior, se disponível. A capacidade total é de 3,3 litros de óleo quando substituído o filtro.

No modelo analisado foi necessária a troca da bateria de 55 amperes, que tem formato peculiar.

Freios

Os discos de freio dianteiros a traseira usa o sistema a tambor, com lonas estavam com 19,8 mm de espessura e foram trocados, já que o mínimo recomendado pelo fabricante é 21 mm. "Como o carro andou muito tempo com pastilhas gastas, danificou os discos", diz Paulo Aguiar. O par de pastilhas também foi trocado.

Para evitar sobrecarga nas novas peças, o sistema traseiro e o freio de estacionamento foram regulados.
Uma importante recomendação é o uso do fluido de freios da própria Honda. No Civic, ele deve ser comprado exclusivamente em concessionárias da montadora, já que as marcas encontradas no mercado de reposição não se adaptam ao sistema de freio do Honda.

Suspensão

A dona do Civic reclamou de barulhos na traseira do carro, que estava com as buchas do facão traseiro estouradas. As peças foram trocadas, o que exigiu a desmontagem de todo o conjunto de freios.
Os amortecedores do modelo já haviam sido trocados há poucos meses e não precisaram ser substituídos.

Dica 1: a bomba tem um acesso abaixo do banco traseiro, mas possui um lacre que precisa ser removido para isso.

Dica 2: não há um adaptador para o reparador acoplar o manômetro ao filtro de combustível, o que obrigará cada um a usar sua criatividade.

Dica 3: a Honda recomenda o ajuste da folga de válvulas a cada 10 mil quilômetros. As medidas devem ser de 0,18 mm na admissão e de 0,23 mm no escape. Os consultores concordam, no entanto, que o prazo dado pela montadora é curto e que as peças devem ser checadas para analisar se um ajuste é necessário nesse período.

Dica 4: O filtro de ar deve ser trocado a cada 20 mil quilômetros, e o de combustível, apenas a cada 40 mil quilômetros. Neste caso, porém, há um consenso para que o filtro seja analisado em quilometragem inferior e trocado antes dos 40 mil quilômetros, caso esteja saturado.

Dica 5: O óleo da transmissão deve ser substituído a cada 40 mil quilômetros. A especificação recomendada pelo fabricante é a Dexron 3.

Dica 6: A correia dentada necessita de troca apenas a cada 100 mil quilômetros, prazo considerado razoável pelos reparadores, já que o Civic praticamente não apresenta problemas nessa peça. Há uma ferramenta especial para soltar a polia da correia dentada.


______________________
Busque outras avaliações Da Oficina aqui!

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors