Roda promete melhorar frenagem em carros elétricos

Totalmente de alumínio, conceito da Continental quer reduzir manutenção e tornar recuperação de energia mais eficiente

  1. Home
  2. Tecnologia
  3. Roda promete melhorar frenagem em carros elétricos
Redação WM1
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

As grandes montadoras estão investindo bilhões de dólares no desenvolvimento de automóveis 100% elétricos e a próxima década será repleta de novos modelos com zero emissões de poluentes, especialmente em mercados como o europeu, o norte-americano e o japonês.

Além de serem silenciosos e amigos do meio ambiente, os elétricos compratilham outras características: precisam ser leves, bastante aerodinâmicos e capazes de reaproveitar a energia que seria desperdiçada nas frenagens e nas desacelerações e convertê-la em eletricidade, para ajudar a recarregar as baterias e ampliar a autonomia.

icon photo
Legenda: continental new wheel concept eletricos roda aluminio
Crédito: continental new wheel concept eletricos roda aluminio

De olho nesse futuro que não está nada distante, a fabricante de pneus Continental apresentou um conceito de roda que promete tornar a frenagem em carros elétricos mais eficiente, otimizar a geração de enegia elétrica e também tornar a manutenção dos freios mais fácil e barata.

A ideia concebida pela Continental, chamada de "Conceito de Nova Roda", consiste em um conjunto formado por aro de alumínio, um metal leve, com a parte central separada, feita com o mesmo material e em formato de estrela. Além disso, o sistema traz a pinça de freio fixada na parte interna do disco e não na externa, como o convencional.

De acordo com a companhia, o reposicionamento da pinça permite discos de freio (também de alumínio) com diâmetro maior, o que contribui para reduzir a distância de frenagem. Além de reduzir o peso da roda, o alumínio também é um material é imune à corrosão.

icon photo
Legenda: continental new wheel concept eletricos roda aluminio
Crédito: continental new wheel concept eletricos roda aluminio

A Continental informa também que o disco de alumínio não sofre desgaste como os discos tradicionais. Com isso, a manutenção ficaria restrita à troca das pastilhas.

Em carros elétricos, a própria desaceleração do carro, convertida em eletricidade, reduz a necessidade de acionar os freios como em veículos convencionais a combustão, gerando um efeito conhecido como condução com um só pedal - o do acelerador. Mas os freios seguem sendo cruciais e, quando precisam ser acionados com vigor, geralmente é em alguma situação de emergência. Daí a necessidade de respostas mais rápidas e menor distância de frenagem. Segundo a Continental, os discos de alumínio que não enferrujam proporcionam isso.

O conceito deve ser exibido em público pela primeira vez em setembro, no Salão de Frankfurt, mas ainda não há uma previsão oficial de quando será implementado em veículos elétricos produzidos em série.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors