Agora cabine dupla, Saveiro desafia Strada

Confira as qualidades destas duas picapes e veja qual é a melhor opção para você


  1. Home
  2. Testes
  3. Agora cabine dupla, Saveiro desafia Strada
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


A Fiat transformou desconfiança em sucesso. Lançada em junho de 2009 e pioneira ao ter uma terceira porta do lado do passageiro (2013), a Strada cabine dupla se desvencilhou dos olhares receoso do mercado para cair definitivamente no gosto do brasileiro. Hoje é responsável por aproximadamente 50% do mix de vendas do modelo, que de janeiro a agosto deste ano soma 100.750 emplacamentos, segundo a Fcaptionação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores (Fenabrave). No entanto, este calmo mar pelo qual navegava solitária e soberana deve ficar mais revolto. Em agosto, a Volkswagen, tentando recuperar o tempo perdido (estamos falando de mais de cinco anos), apresentou a Saveiro cabine dupla.

Portanto, diante desta nova rivalidade, o WebMotors promoveu um embate entre as versões topo de linha: Strada Adventure 1.8 16V CD (R$ 59.950) e Saveiro Cross 1.6 16V CD (R$ 59.990).

E logo de cara, a picape pequena da Fiat leva importante vantagem com um fator decisivo no momento de compra: a terceira porta. Com abertura chamada de ‘suicida’ - no sentido oposto das portas dianteiras -, a Strada cabine dupla oferece maior praticidade para entrar e sair do veículo, e torna muito mais fácil a tarefa de instalar uma cadeirinha de bebê, por exemplo. Único empecilho é a necessidade de soltar o cinto de segurança do passageiro da frente para abrir a porta traseira, já que o item de segurança está fixado nela - a porta traseira também só abre com a dianteira aberta.

Em ambos, no entanto, o espaço para aqueles que viajam atrás é acanhado. Na realidade, apertado. Pessoas com mais de 1,70 de altura já sofrem com o desconforto, especialmente para acomodar os joelhos. Tanto Saveiro quanto Strada são boas opções para jovens casais com filhos pequenos ou para pessoas que esporadicamente transportam mais de dois ocupantes.

PREÇO E CUSTO-BENEFÍCIO

Em termos de preços iniciais, Fiat e Volks se equiparam – a Strada é irrisórios R$ 40 mais em conta. Por estes valores entregam ar-condicionado, direção hidráulica, travas e vidros elétricos, faróis de neblina, computador de bordo, air bag duplo frontal e freios ABS (antitravamento) com EBD (distribuição eletrônica da força de frenagem). As rodas são de liga leve e os pneus de uso misto, mas no caso da picape da Fiat elas são de 16 polegadas e na Saveiro, 15.

No entanto, o modelo da Volkswagen vai além na lista com equipamentos relevantes, como sensores de estacionamento traseiro, rádio CD player com MP3, conexão Bluetooth e entradas USB e auxiliar, capota marítima, assistente de partida em subida, volante multifuncional revestido em couro e retrovisores externos elétricos.

A Fiat, por exemplo, cobra por alguns dos itens acima. Para ter, por exemplo, rádio CD player com MP3, Bluetooth e entrada USB, capota marítima, volante multifuncional em couro e retrovisores elétricos, é preciso desembolsar R$ 2.323 (Kit Convenience 2). A fabricante de origem italiana, por outro lado, oferece como opcionais ‘mimos’ que não estão à disposição para a Saveiro, como teto solar elétrico (R$ 2.639) e Locker – bloqueio do diferencial (R$ 1.759).

Bancos revestidos parcialmente em couro são opcionais em ambos, custando R$ 501 no modelo da VW e R$ 2.354 no da Fiat – diferença significativa de R$ 1.853.

DESEMPENHO

Rodando, os concorrentes entregam bom desempenho. Porém, com motor 1.8 16V E.torQ de até 18,9 kgf.m a 4.500 rpm (etanol), as saídas da Strada transmitem vigor ligeiramente superior. Porém, a Saveiro, mesmo com os 16,8 kgf.m também a 4.500 giros do propulsor 1.6 16V, não faz feio por dois motivos: um melhor escalonamento do câmbio manual de cinco marchas e por pesar 140 quilos a menos. Prova disso são os números de desempenho oferecidos pelas fabricantes. Enquanto o modelo da Fiat demora 10,3 segundos para ir de 0 a 100 km/h, o da Volkswagen chega em 10,1 segundos – quando abastecidos com álcool.

A transmissão do Volks também é muito mais justa e agradável. A caixa da Fiat tem engates longos e ligeiramente imprecisos. O ajuste mais firme da suspensão da Saveiro é outro ponto que salta aos olhos em relação à Strada, que entrega um ajuste macio e focado no conforto, mas que promove uma inclinação maior da carroceria. No entanto, por ter uma suspensão mais elevada, a representante da Fiat desenvolve melhor em estradas mais acidentadas e de terra.

Apesar de os dois modelos oferecerem ajuste de altura do banco do motorista, a posição mais elevada ao volante da picape da Fiat agrada mais por deixar ‘menos pior’ a visão traseira – muito ruim nos dois modelos. Importante: ambos os rivais dispõem apenas de regulagem de altura da coluna de direção e ficam devendo profundidade.

VISÃO GERAL

Em termos de design, as duas picapes têm pontos positivos e negativos. Tem aqueles que gostam dos apliques robustos da Strada, que realmente as deixa mais musculosa. No entanto, o projeto já mostra rugas. A Saveiro tem linhas mais modernas e sóbrias, transmitindo sensação de ser mais atual.

Internamente, os acabamentos seguem linhas diferentes. A Fiat aposta em algo mais arrojado e ousado – os leitores de inclinações e bússola demonstram isso. A Volks, como uma legítima marca alemã, foca no básico-correto (poucos pliques, mas com peças muito bem encaixadas e sem rebarbas). Talvez o ideal fosse um meio-termo entre os dois estilos.

Por fim, a caçamba da Strada é superior. No quesito volume, com capacidade para 680 litros, a picape feita em Betim (MG) é 80 litros superior. Em termos de carga, o modelo da Fiat leva até 650 kg contra 607 kg da Saveiro. Ponto positivo para o sistema de abertura e fechamento da tampa da picape da Volks, que utiliza amortecedor e facilita demais o manuseio.

CONCLUSÃO

A Saveiro tem preço inicial apenas R$ 40 a mais, porém supera a concorrente com um melhor custo-benefício, oferecendo mais itens de série. E mesmo com motor menor e mais fraco, sua tocada é mais agradável graças a um câmbio de engates justos e de excelente escalonamento – o ajuste da suspensão também agrada. Porém, a terceira porta da Fiat Strada é, sem sombra de dúvidas, um fator de desequilíbrio. Preponderante para quem transporta mais de duas pessoas com frequência, especialmente crianças. É ideal para a família. Concluindo, o bolso e o prazer ao dirigir clamam por Saveiro. A praticidade não tem dúvidas: vai de Strada. portanto, veja o que para você é mais importante e faça sua escolha.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors