Avaliação da BMW 328i: a inovação e os seus 245 cv de tração traseira

Praticamente isolado em sua área de atuação, sedã da marca bávara se destaca entre os concorrentes


  1. Home
  2. Testes
  3. Avaliação da BMW 328i: a inovação e os seus 245 cv de tração traseira
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


O WebMotors avaliou por uma semana o carro de maior volume da BMW, o Série 3. A versão emprestada para a nossa avaliação foi a 328i. Além desta opção, a BMW vende por aqui a 320i e a 335i. A opção topo é a única que manteve o motor seis-cilindros em linha, enquanto a avaliada inaugura um quatro-cilindros de 2,0L sobrealimentado com 245 cv. Vale lembrar que o nome TwinTurbo é em homenagem aos dois blowers, que trabalham com uma única turbina. Os principais concorrentes do BMW 380i são: Mercedes-Benz Classe C, Audi A4 e Volvo S60, este último lançado recentemente no Brasil.


Durante o teste, ficou bem claro que a sexta geração do Série 3 evoluiu bastante em relação ao modelo anterior. O melhor disso é que essa mutação aconteceu e os principais trunfos do modelo não se foram embora. Ou seja, a tração traseira e o comportamento do automóvel permaneceram. Para os mais puristas, talvez seja difícil arrancar aquele prazer de dirigir uma BMW sem aqueles maravilhosos seis caneco em linha.


Mas, apesar de usar um 2,0L em um sedã de “peso”, o novo conjunto é eficiente e consegue entregar um torque de “gente grande”, 30,5 kgfm a 1.250 rpm. Conforme dados de fábrica, o quatro-cilindros consegue empurrar o sedã do zero aos 100 km/h em apenas 5,9 s. Tal informação também foi ressaltada quando o portal AutoCosmo fez a primeira impressão do BMW 328i, em Barcelona, na Espanha.


De acordo com a BMW, o Série 3 avaliado faz 15,6 km/l. Com a gente, o BMW 328i apontou 13,2 km/l, utilizando o método tanque a tanque. Um número excelente para um carro de “tamanha cavalaria”. Vale destacar que o modelo bávaro usa a tecnologia Start-Stop e o sistema de Regeneração da Energia de Frenagem. Itens que contribuem para uma média favorável de consumo.


Transmissão


A transmissão automática de 8 velocidades da BMW consegue dar conta do recado e sem solavancos. Rápida e eficaz, ela permite que o usuário a programe de diversas maneiras de condução. O único senão é que ela não faz parte da lista de equipamentos de série. O usuário tem de comprá-la como um equipamento opcional.


Seguro


Se comparado com o seu maior rival, o BMW acaba perdendo no quesito seguro. O valor para garantir o bem da marca bávara, por um ano, para um homem casado que mora no Morumbi, em São Paulo, é de R$ 4.680. Já para garantir o Mercedes-Benz Classe C 250 é necessário desembolsar R$ 3.426. Com o BMW o consumidor precisa arrancar 2,2% do valor do carro, com a “Mercia” o motorista precisa separar 1,7%. A diferença de um para o outro chega a 27%.





Veja mais sobre a BMW Série 3





_______________________________


O melhor classificado de carros e motos do Brasil tem também a avaliação mais completa. Com a Tabela Fipe / WebMotors você sabe o menor, maior e preço médio do veículo no Brasil e em sua região. Avalie agora mesmo para fazer uma boa compra ou venda do seu carro ou moto.

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors