bronco

Como anda o Bronco Sport, novo SUV médio da Ford

Rodamos com o inédito lançamento da empresa, que tem proposta off-road, tração 4x4 e quer clientes do segmento premium

    • Desempenho
    • Desempenho
    • 38/3000 kgfm/rpm
    • Consumo Gasolina
    • Consumo Gasolina
    • Cidade: N/A
      Estrada: N/A
    • Consumo Álcool
    • Consumo Álcool
    • Cidade: N/A
      Estrada: N/A
    • Porta Malas
    • Porta Malas
    • 580 litros
    • Câmbio
    • Câmbio
    • N/A
9.4

Overview

SUV médio da marca norte-americana quer disputar segmento premium de utilitários com motor 2.0 turbo e tração 4x4. Em sua mira está o Discovery Sport.


  • + Proposta
  • + Acabamento
  • + Conectividade
  • + Versatilidade
  • - Preço
  • - Tamanho
  • - Falta de um motor a diesel
  • - Consumo
 
  • 0.0 Estrela icone
  • 0.0 de 5 estrelas
  1. Home
  2. Testes
  3. Como anda o Bronco Sport, novo SUV médio da Ford
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Você viu aqui no WM1 que o Ford Bronco Sport chega nos próximos dias ao mercado brasileiro, ao preço de R$ 256.900, para conquistar clientes do segmento de SUVs premium, que inclui a categoria de utilitários compactos de marca de luxo (como BMW X1, Audi Q3 e Volvo XC40), compradores de VW Tiguan e, pela proposta, consumidores do Discovery Sport.

Mas ele tem gabarito para isso? Vale a pena pagar quase R$ 260 mil em um modelo da Ford? Para responder essa pergunta, rodamos com o SUV por alguns dias, gravamos um vídeo, dissecamos o carro, detalhamos todas as suas virtudes e ainda registramos fotos exclusivas para você curtir aqui no WM1. Acompanhe.

Como é ter um Ford Bronco Sport

Recebo as chaves do carro na porta de casa. O SUV foi entregue por um motorista da Ford. Antes mesmo de eu entrar, os funcionários de uma loja de vidros automotivos vizinha de onde eu moro já me abordam: querem mais informações sobre o carro. É fato: o Bronco Sport chama a atenção por ser um SUV e, claro, por sequer ter sido lançado.

"Muito bonito, mas deve ser caro", me diz um dos rapazes. "Deve custar quase R$ 200 mil", afirma um outro que estava ao meu lado. Quando confirmo o valor da etiqueta, sinto aquele sentimento de decepção. "Mas aposto que vai vender bem, o carro é bonito, completinho e luxuoso", aponta um terceiro, mais consciente.

A Ford sabe que o Bronco será oferecido a um mercado de nicho que vende o que importa ao Brasil. Na apresentação, aliás, a marca fez questão de apontar que seu novo SUV chega para disputar um segmento que vendeu 1.614 unidades de Discovery Sport em 2020, 2.089 Audi Q3 e 3.169 BMW X1, por exemplo. Embora não defina ou divulgue uma meta, o objetivo da marca será algo próximo a isso.

Hora de acelerar

Pego a chave, ajusto o banco para minha posição pelos seletores elétricos (só para o motorista, nada para o passageiro), azeito o retrovisor e a coluna de direção, ponho o cinto e ligo o carro pelo botão de partida ao lado direito do volante e abaixo da central multimídia. Coloco o câmbio em "D" - ele é comandado por uma roldana giratória bem grande no console - e saio para dar a primeira volta.

A primeira impressão é ótima, o carro roda liso e o câmbio se mostra excelente, mesmo que a quilometragem no painel seja baixa, algo que possa interferir no desempenho devido ao lance de amaciamento do motor. O Bronco Sport não é um SUV esportivo como o Tiguan R-Line que testei recentemente, mas tem muito fôlego para um 2.0.

No campo de provas da Ford, alguns dias antes, também pude pôr em prova as capacidades off-road do carro e confesso que ele me surpreendeu, principalmente por não utilizar motor a diesel. Mesmo com gasolina, sobra fôlego para exercícios como subidas de terra em ângulos bem inclinados, trechos de areia e lama e até em situações mais complicadas para carros de uso extremo nesse tipo de situação, como Jeep Wrangler, Land Rover Defender e Mercedes Classe G.

Mas calma, o Bronco Sport não é um Troller e se você procura um carro somente para esse tipo de aventura, o T4 ainda é o mais recomendado. O Bronco é meio que uma mescla entre o poder lameiro e off-road do Troller T4 e luxo e conforto de um Territory, ainda que com personalidade própria.

Desempenho e consumo

O carro anda bem. Para pegar uma estrada aos finais de semana e rodar na cidade durante ela, é mais que suficiente. Segundo a Ford, o SUV consegue acelerar de 0 a 100 km/h em 8 segundos e atingir 180 km/h de velocidade máxima.

No campo de provas da Ford, a máxima que atingi foi de 174 km/h - no velocímetro, algo que se traduziria para pouco menos de 170 km/h na velocidade física real. Mesmo assim, garanto: retomadas de velocidade e espaço necessário para frenagens são muito bons graças às ações do eficiente e moderno câmbio automático de oito marchas e ao sistema de tração nas quatro rodas.

Em termos de consumo, a notícia não é tão boa, mas também não assusta. Os números divulgados pelo Inmetro afirmam que o Bronco Sport consegue fazer 6 km/l na cidade e 10 km/l na estrada. São baixos e isso não é tão legal - principalmente quando comparado a alguns concorrentes, que conseguem números melhores -, mas é reconfortante saber que em nossa medição, o carro atingiu os mesmos valores.

Ford Bronco Sport chega ao Brasil por R$ 256.900 e quer roubar clientes de SUVs do segmento premium
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

Conectado

Configuro meu celular para utilizar o CarPlay - que é só por fio, importante destacar - e volto a me impressionar com a central multimídia do carro. Como é bom o sistema Sync da Ford, que no Bronco está em sua terceira geração (a mesma utilizada pelo também recém-lançado Mustang Mach1).

Embora eu não tenha usado o app FordPass Connect, é importante registrar que o SUV oferece essa função, que permite que o carro possa receber comandos pelo celular, como travamento e destravamento das portas; partida remota para climatização da cabine e acionamento do alarme para localização, entre outras funcionalidades.

O app, segundo a Ford, também ajuda o carro a planejar o reabastecimento de forma automática, agendar revisões na concessionária e informar em tempo real situações de tráfego por meio de notificações, bem como oferecer a última localização do veículo no momento em que foi desligado e até verificar a pressão dos pneus.

Painel é muito bem resolvido e tem uma série de tecnologia embarcada, como a central multimídia com o Sync3
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

Carro de camping

Aproveitei, claro, para explorar também os recursos oferecidos pelo porta-malas do carro, que tem alguns features que poucos concorrentes oferecem. Imagine levar família e amigos para acampar e conseguir montar uma mesa no porta-malas, que tem luzes direcionais, tomadas e até um abridor de garrafa. Foi isso que fiz e muitos desses equipamentos surpreenderam quem estava comigo.

Outra coisa que agrada demais - e que precisa existir como item de série em um carro desse valor - são os equipamentos de condução semi-autônoma. O Bronco é mais um carro que tem assistente de permanência em faixa com alerta de escapadas; alerta de colisão frontal; câmeras 360º; sistema de frenagem automática de emergência e alerta e tráfego cruzado traseiro - e tudo funciona como deve.

Além disso, importante destacar que o modelo também vem com sistema de vetorização de torque, possibilidade de bloqueio eletrônico do diferencial para situações mais intensas no uso off-road e até com um controle de cruzeiro off-road, chamado pela empresa de "Piloto automático Off-road Trail Control", que remove o estresse do acelerador e maximiza a tração em subidas e descidas.

Nesse aspecto, o Bronco Sport demonstra aptidão, como falei. O SUV é capaz de atravessar inclinações laterais de até 20º e longitudinais de até 25º, coisa que muito utilitário esportivo dessa faixa de preço não consegue fazer, de acordo com a Ford. Para comprovar, levei o Bronco Sport até a região de Atibaia (SP) e encarei sem medo alguns obstáculos que já venci com um Wrangler. O carro da Ford sofreu um pouco, mas conseguiu.

Lá atrás, apenas o vidro pode ser aberto, já que uma das propostas do Bronco é se aventurar por trilhas
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

Conclusão

O resumo da história está dentro do que disse no teste: o Bronco é uma mistura de SUV que une um pouco das capacidades de aventura do Troller T4 com o luxo e a aptidão urbana do Ford Territory. Pela proposta que tem e por entrar em um segmento de nicho, que não deixou de vender muito bem mesmo com a pandemia, deve emplacar o que a Ford importar pelo ótimo produto que é.

Ancora: Conclusão Score

Ficha Técnica

FORD - BRONCO SPORT - 2021
2.0 ECOBOOST GASOLINA WILDTRAK 4X4 SELECTSHIFT
R$ 271307

Motor / Desempenho / Consumo +

  • Cilindrada (litros)
  • 2.0
  • Cilindrada cm³
  • 1999
  • Disposição dos cilindros
  • Linha
  • Número de cilindros
  • 4
  • Número de cilindros (comercial)
  • 4
  • Taxa de compressão
  • 10,0:1
  • Número de válvulas por cilindro
  • 4
  • Número de válvulas (comercial)
  • 16V
  • Alimentação
  • Turbo
  • Nomenclatura do motor (comercial)
  • ECOBOOST
  • Potência (cv/rpm)
  • 240/5500
  • Torque (kgfm/rpm)
  • 38/3000

Transmissão +

  • Transmissão
  • Automática
  • Número de marchas
  • 8
  • Nomenclatura da transmissão (comercial)
  • SELECT SHIFT
  • Modo manual (p/ AT)
  • Sim
  • Tração
  • Integral parcial
  • Com reduzida (4x4)
  • Sim

Freios / Suspensão / Direção +

  • Freios dianteiros
  • Disco ventilado
  • Freios traseiros
  • Disco sólido
  • Freio de estacionamento
  • Eletrônico
  • Suspensão - Dianteira
  • McPherson
  • Suspensão - Molas dianteiras
  • Helicoidal
  • Suspensão - Traseira
  • Eixo de torção
  • Suspensão - Molas traseiras
  • Helicoidal
  • Direção - Assistência
  • Elétrica
  • Direção - Ajustes
  • Altura e profundidade

Dimensões e Capacidades +

  • Comprimento (mm)
  • 4386
  • Largura (mm)
  • 2099
  • Altura (mm)
  • 1797
  • Entre-eixos (mm)
  • 2670
  • Altura em relação ao solo (mm)
  • 223
  • Ângulo de ataque (graus)
  • 30,4
  • Ângulo de saída (graus)
  • 33,1
  • Capacidade tanque de combustível (litros)
  • 64
  • Capacidade do porta-malas (litros)
  • 580
  • Peso bruto (kg)
  • 2159
  • Peso líquido em ordem de marcha (kg)
  • 1718
  • Carga útil (kg)
  • 441

Tecnologia / Conectividade +

  • Sistema de áudio - Tipo
  • Multifunções
  • Sistema de áudio - Nomenclatura (comercial)
  • SYNC 3
  • USB
  • Sim
  • Bluetooth
  • Função Streaming
  • Comando de voz
  • Sim
  • Tela de entretenimento - Tamanho da tela (pol.)
  • 8
  • Tela de entretenimento - Sensível ao toque
  • Sim
  • Tela de entretenimento - Espelhamento com smartphone
  • Apple CarPlay + Google Android Auto
  • Tela de entretenimento - Navegação (GPS)
  • Integrado
  • Controle de áudio
  • No volante
  • Alto-falantes - Quantidade
  • 10
  • Alto-falantes - Subwoofer
  • 1

Rodas e Pneus +

  • Tipo de roda - Tipo de roda
  • Liga leve
  • Dianteira - Aro (pol.)
  • 17
  • Dianteira - Pneus (largura/perfil/aro)
  • 225/65
  • Traseira - Aro (pol.)
  • 17
  • Traseira - Pneus (largura/perfil)
  • 225/65

Garantia +

  • Garantia total do veículo - Duração (meses)
  • 36
  • No Bolso8.5
  • Tecnologia9.7
  • Vida a bordo9.1
  • Desempenho9.6
  • Opinião do repórter9.3
  • + Proposta
  • + Acabamento
  • + Conectividade
  • + Versatilidade
  • - Preço
  • - Tamanho
  • - Falta de um motor a diesel
  • - Consumo
 
9.4

Compartilhar
Comentários