Fiat Strada Adventure, com Locker, fica mais robusta

Suspensão mais alta e bloqueio de diferencial eletrônico dão ar mais parrudo à picape da marca italiana


  1. Home
  2. Testes
  3. Fiat Strada Adventure, com Locker, fica mais robusta
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O segmento de picapes pequenas anda num marasmo de dar dó. O último produto realmente novo foi a Chevrolet Montana, lançada em outubro de 2003. E já vão quase cinco anos. Talvez seja por isso que 2009 será lembrado como o ano das picapinhas. Confirmadas estão a VW Arena, substituta da Saveiro, a derivada do 207, vem chegando também a derivada do Projeto Viva, da Chevrolet, mas possivelmente para 2010, e também há a chance de surgir uma picape sobre a plataforma B0, da Renault, com o jeitão do Sandero, assim como a substituta da Ford Courier. Só essa quantidade de novidades poderá abalar a sólida liderança da Fiat Strada, conquistada especialmente devido a suas inovações, como a cabine estendida. No ano que vem ela oferecerá cabine dupla, uma idéia que deve manter alguma vantagem à picape italiana, que já padece de um certo envelhecimento. Em todo caso, as renovações da Strada sempre conseguem dar a ela um ar jovial. Dessa vez, ela veio com mais do que apenas aparência. Veio também com o sistema Locker, que simula um bloqueio de diferencial por meio do bloqueio eletrônico da roda que fica sem tração.

Isso, em linhas gerais, transmite toda a força do motor para a roda que tem contato com o solo, o que pode ajudar a picape a sair de atoleiros, mas seu uso é muito limitado. Para que a Strada realmente pudesse ser considerada um veículo off-road, ou aventureiro, o mínimo que se esperaria da Fiat seria a adoção de um sistema de tração nas quatro rodas. É pedido antigo, que só a nova geração da picape, prevista para depois de 2012, deverá oferecer. Se oferecer, diga-se de passagem.

Por R$ 44.106, a picape já vem bem completa. Traz ar-condicionado, direção hidráulica e o sistema Locker. Para equipar a picape com toca-CD com entrada para iPod e capota marítima, o preço sobe para R$ 46.558. Ainda é bastante razoável em relação a um veículo pequeno com o mesmo nível de equipamentos, com a vantagem de haver a cabine estendida, que comporta compras e bagagens com mais segurança do que uma picape comum. Foi esse, aliás, o pulo do gato da Fiat: perceber que muita gente não precisava de um veículo com cinco lugares, mas queria continuar andando de carro. Na falta de um smart fortwo, uma picape serve bem ao mesmo propósito.

Ao volante

Se a aparência da picape está bem diferente da do modelo anterior, o interior transmite uma sensação de “já vi esse filme”. A posição de dirigir, que já foi boa, ficou relativamente pior diante de veículos de concepção mais moderna, como o VW Polo, o Chevrolet Corsa e, para não ir muito longe, o Fiat Punto. A posição de dirigir alta, que as mulheres adoram, continua alta mesmo com o banco em sua posição mínima de altura. Bom seria se ele abaixasse mais, e se o volante tivesse regulagem de distância.

Em movimento, o carro agrada. O bom torque do motor 1,8-litro fornecido à Fiat pela GM combina com o caráter utilitário da Strada, ainda que sempre soe estranho dirigir um carro italiano com um motor que resiste tanto em subir de giro. Esse é um transplante que tem data para terminar. O motor 1,9-litro 1,85-litro, na verdade do Linea deve ser adotado em breve em toda a linha Fiat, eliminando a necessidade de usar o 1,8-litro da GM.

Só não se deve esperar de uma picape comportamento esportivo em curvas ou frenagens. Acelerar ela acelera bem, com seu pouco peso e motor forte, mas o comportamento dinâmico, por melhor que seja, nunca chegará perto do de um carro de passeio comum. Na Strada, sempre sentimos uma reação de torque o volante puxa mais para um lado que para o outro em acelerações, mas é bem leve, nada que comprometa a dirigibilidade do carrinho.

No fim das contas, a Strada Adventure continua a ser o que sempre foi: uma boa opção para quem não tem família grande e quer um carro bem equipado para rodar por aí. Essa é, ao mesmo tempo, sua maior vantagem e seu maior pecado, já que a base do Palio já está envelhecida demais. A renovação que as concorrentes trarão ao mercado será mais do que bem-vinda.

FICHA TÉCNICA – Fiat Strada Adventure Locker

MOTORQuatro tempos, quatro cilindros em linha, transversal, refrigeração a água, 1.796 cm³
POTÊNCIA112 cv gasolina e 114 cv álcool a 5.500 rpm
TORQUE175 Nm gasolina e 181 Nm álcool a 2.800 rpm
CÂMBIOManual de cinco velocidades
TRAÇÃODianteira
DIREÇÃOPor pinhão e cremalheira; hidráulica
RODASAro 15” de liga-leve
PNEUS205/70 R15
COMPRIMENTO4,46 m
ALTURA1,65 m
LARGURA1,74 m
ENTREEIXO2,75 m
CAÇAMBA830 l
PESO em ordem de marcha1.160 kg
TANQUE58 l
SUSPENSÃODianteira independente tipo McPherson; traseira por eixo rígido, com lâminas longitudinais parabólicas
FREIOSDiscos ventilados na dianteira e tambores na traseira
CORES Azul Búzios, Branco Banchisa, Preto Vulcano, Vermelho Alpine, Azul Vitality, Bege Savannah, Cinza Cromo, Cinza Scandium, Cinza Tellurium, Prata Bari, Preto Vesúvio, Verde Lagoon, Verde Savage
PREÇOR$ 44.106


Siga a gente no Twitter! Novidades, segredos e muito mais: www.twitter.com/WebMotors

Gosta de picapes pequenas?

Então veja aqui no WebMotors as melhores ofertas para esse segmento:

Chevrolet Montana

Fiat Strada

Ford Courier

Chevrolet Pick-up Corsa

Volkswagen Saveiro

Leia também:

Citroën C3 Automatique mostra haver vida em automáticos de 4 marchas

Mercedes-Benz E 350 agora vem com kit AMG de série

Nova Fiat Palio Adventure Locker quase parece um SUV

Focus Sedan X C4 Pallas X Mégane: qual leva a melhor?

Se você quiser um Ford Ka, sua escolha é o Tecno

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors