Ford Fiesta 2008 muda por dentro e por fora

Carro-chefe da Ford renova-se aos cinco anos e adota desenho moderno


  1. Home
  2. Testes
  3. Ford Fiesta 2008 muda por dentro e por fora
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

- O Fiesta é um carro importante para a Ford no mercado brasileiro. O compacto representa 50% de tudo o que a marca produz no Brasil atualmente, entre automóveis e comerciais leves. Além disso, foi o Fiesta o responsável em grande parte por tirar a Ford do buraco em que entrou no começo da década, quando chegou a apenas 6,4% de participação no mercado. Hoje, a fábrica acumula 11,2% de participação.

Lançado em 2002 e fabricado em Camaçari, na Bahia, o Fiesta já passou da marca de 550 mil unidades produzidas. É exportado para o México, Argentina, Chile, Venezuela, Síria, Caribe e África.

Aos cinco anos de mercado, carecia de uma reestilização. De acordo com o gerente de design da Ford, João Marcos Ramos, de duas possibilidades optou-se pela mais esportiva. “Não podíamos ser conservadores com esse carro, tínhamos que ousar”, afirmou Ramos. As novas linhas do Fiesta foram desenhadas no Brasil e seguem a linguagem mundial de desenho definida pela fábrica como Kinetic cinético, energia em movimento.

A ousadia, é verdade, foi comedida. A dianteira foi completamente remodelada e tornada mais imponente. Os faróis são agora de dupla parábola, separando fachos alto e baixo – o que melhora em 10% o campo de visão do motorista, de acordo com a Ford.

A traseira do hatch foi também alterada, com novas lanternas de ângulos acentuados e lentes translúcidas para ré e pisca. A lateral de ambas as versões – hatch e sedã – permanece inalterada, assim como a traseira do três-volumes.

O interior do veículo foi escurecido, com a adoção de novos tecidos. A mudança atendeu a sugestões de clientes ouvidos em clínicas, segundo a Ford. O painel foi redesenhado e agora traz novos difusores de ar, mais práticos e fáceis de usar. O quadro de instrumentos foi modificado e os mostradores de combustível e temperatura são analógicos, em substituição aos digitais. Diferenciam as versões de acabamento First, de entrada, e Trend, de topo, os instrumentos fundo preto na primeira, branco na segunda e os detalhes em prata no painel.

A engenharia mexeu no isolamento acústico do Fiesta, reduzindo em 5% o ruído no habitáculo, de acordo com a fábrica. Ao volante a diferença é imperceptível.

Alteração relevante foi a adoção de tanque de combustível com capacidade 9 litros maior. Com 54 litros, a autonomia do Fiesta 1-litro subiu para aproximadamente 470 km com álcool antes, 392 km ou 724 km com gasolina 603 km na versão anterior. A avaliação foi feita pela fábrica em percurso misto e de acordo com a norma NBR 7024. Rodando apenas em estrada os resultados podem ser ainda melhores.

Os preços da linha 2008 foram todos aumentados, sem obedecer a um porcentual fixo. A intenção foi aproximar as versões com motor de 1 litro das 1,6-litro. A hatch First, de entrada, sai por R$ 29.990,00 – aumento de R$ 670,00 em relação à linha 2007. Com motor de maior cilindrada, o preço vai para R$ 34.080,00, ou apenas R$ 10,00 a mais.

Com carroceria sedã e motor de 1 litro, o preço subiu para R$ 31.880,00 R$ 490,00 de aumento. Equipado com o 1,6-litro RoCam, o aumento foi de R$ 13,00, para R$ 36.020,00.

Complicado para o consumidor será definir o pacote de equipamentos a incluir no Fiesta. São 35 opções de catálogos, 16 para o hatch, 19 para a sedã, com várias combinações de equipamentos.

De série o Fiesta First hatch ou sedã é equipado com desembaçador, limpador e lavador do vidro traseiro, aviso sonoro de faróis acesos, rodas 14 pol com pneus 175/65 R14, iluminação do porta-malas e do porta-luvas, ajuste de altura para o cinto de segurança dianteiro motorista e passageiro e luz suplementar de freio. A versão Trend adiciona ajuste de altura para o banco do motorista, espelhos retrovisores e maçanetas na cor do veículo, console central com porta-objetos, cintos de segurança traseiros retráteis e detalhes em prata no painel. O Fiesta torna-se Class se equipado com ar-condicionado, direção hidráulica, trava e vidros elétricos, tanto na versão First como na Trend.

É possível, ainda, equipar o Fiesta com toca-CD, sistema de freios ABS, bancos de couro e retrovisores com controle elétrico. Na versão hatch 1,6-litro, somados os kits Trend, Class e os opcionais acima o preço vai a R$ 48.930,00.

Não houve qualquer outra alteração mecânica no Fiesta. Avaliado na versão hatch com motor de 1 litro, a mais vendida do modelo, exibe o mesmo comportamento do anterior. É um carro pesado para ter motor dessa cilindrada. Seus 1.076 kg são muito para a potência de 73 cv com 100% de álcool, atingida a 6.000 rpm e que só surge nas faixas acima de 4.000 rpm. Para guiá-lo com alguma agilidade, deve-se manter o giro sempre elevado, o que aumenta o consumo de combustível. Na versão sedã a situação é ainda pior, pois o peso chega aos 1.100 kg. Destaca-se pela boa absorção das imperfeições do piso, serviço a cargo das suspensões independente na dianteira tipo McPherson e por eixo de torção na traseira.

O torque máximo de 9,28 kgfm a altos 4.750 rpm tem 90% de seu total 9,21 kgfm disponível já a partir de 2.750 rpm. Aliado ao câmbio de marchas curtas, colabora para desempenho apenas adequado na cidade. Com gasolina, o motor desenvolve 71 cv a 6.000 rpm e torque de 9,12 kgfm a 4.750 rpm, entregando 9,09 kgfm a 2.750 rpm.

A fábrica aponta números de consumo razoáveis para o carro: 9,8 km/l na estrada e 8 km/l na cidade, com 100% de álcool. Abastecido com gasolina, o Fiesta roda 15,9 km/l e 12 km/l, também de acordo com a Ford.

Os bancos dianteiros ganharam maior apoio lateral, colaborando para conforto adicional. Melhor seria ter alterado também ou apenas o assento dos bancos, demasiado estreitos e côncavos. De toda forma, o Fiesta é espaçoso, um dos melhores nesse aspecto em seu segmento. Oferece conforto mesmo para passageiros altos no banco traseiro. Seu acabamento, embora tornado mais moderno, mantém as características do anterior, com bastante plástico. Mas aplicar muita sofisticação impactaria diretamente no preço do modelo, aumentando-o.

Viagem a convite da Ford


Gosta dos compactos premium?

Então veja abaixo as melhores ofertas dos veículos deste segmento:

  • Citroën C3

  • Chevrolet Corsa

  • Chevrolet Corsa Sedan

  • Ford Fiesta

  • Ford Fiesta Sedan

    Leia também:

    SEGREDO! - Classe C

    SEGREDO! - Peugeot 207 SW

    SEGREDO! – BMW M3

    SEGREDO! - Fiat Linea

    SEGREDO! – Novo Corolla
    ________________________________

    Receba as notícias mais quentes e boletins de manutenção de seu carro. Clique aqui e cadastre-se na Agenda do Carro!
    ________________________________
    E-mail: Comente esta matéria

    Envie essa matéria para uma amigoa

  • Comentários

    Ofertas Relacionadas

    logo Webmotors