Mercedes Benz Glb 200 Launch Edition 0475

GLB: o que entrega o Mercedes mais barato do país?

SUV de sete lugares carrega motor compacto, porém, econômico, além de diversos recursos semiautônomos

    • Desempenho
    • Desempenho
    • 25,5/1620 kgfm/rpm
    • Consumo Gasolina
    • Consumo Gasolina
    • Cidade: N/A
      Estrada: N/A
    • Consumo Álcool
    • Consumo Álcool
    • Cidade: N/A
      Estrada: N/A
    • Porta Malas
    • Porta Malas
    • 500 litros
    • Câmbio
    • Câmbio
    • N/A
9.4

Overview


  • + Consumo
  • + Itens semiautônomos
  • - Motor não empolga
  • - Design sem personalidade
 
  • 0.0 Estrela icone
  • 0.0 de 5 estrelas
  1. Home
  2. Testes
  3. GLB: o que entrega o Mercedes mais barato do país?
Lukas Kenji
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

O GLB não é só o mais novo SUV da Mercedes-Benz. É também o modelo mais barato da marca da estrela no Brasil. Mas engana-se quem pensa que falamos de um carro compacto e com poucos equipamentos. Pelo contrário. O utilitário esportivo tem sete lugares e tecnologias semiautônomas avançadas.

Mercedes Benz Glb 200 Launch Edition 0496
Mercedes-Benz GLB 200 em sete lugares e tecnologias semiautônomas avançadas
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

A opção de entrada é a Advance, que custa R$ 264.990. Mas o WM1 avaliou a configuração mais completa Progressive, tabelada a R$ 290.900. É verdade que a unidade fotografada é a Launch Edition, que não está mais à venda. Porém, a única diferença dela perante a Progressive é o acréscimo de soleiras iluminadas.

Por falar nas imagens, elas evidenciam um design no mesmo estilo dos SUVs maiores da Mercedes, como o GLC e o GLE. As semelhanças consistem em uma carroceria quadradinha, faróis separados da grade, além de lanternas traseiras divididas em quatro elementos. O diferencial mais emblemático do GLB se dá na linha de cintura, que cresce a partir da coluna C.

Outro destaque são as rodas, da AMG, divisão esportiva da montadora alemã. Elas têm acabamento preto e são de 19 polegadas. Outros itens de série externos são faróis full LED, faróis de neblina, escapamento duplo cromado, raque de teto, retrovisores com rebatimento elétrico e teto solar panorâmico.

O GLB 200 entrega ainda volante multifuncional revestido em couro com ajuste de altura e profundidade, ar-condicionado digital de duas zonas, bancos em couro com ajustes elétricos, carregador de celular por indução e chave presencial com partida por botão.

Interior primoroso

O interior, aliás, é um primor. Tem até elementos em madeira preta que decoram o painel. Já os itens em couro podem ser revestidos em preto ou bege, sem acréscimo de preço. O mesmo vale para as oito opções de pintura externa.

Enriquecem a experiência a bordo as telas digitais que compõem painel de instrumentos e central multimídia. Elas são unidas em um único acabamento e conferem um diferencial perante as rivais alemãs.

 

Mercedes Benz Glb 200 Launch Edition 0625
Telas digitais do painel de instrumentos e da central multimídia são unidas em um único acabamento
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

Ambas são de 10 polegadas e customizáveis. A central pode ser gerenciada pelo toque, pelo touchpad, e também por voz, graças ao sistema MBUX. No entanto, é preciso dar comandos muito exatos para que o assistente compreenda a função. Por exemplo, você deve dizer “Oi, Mercedes. Abrir a persiana do teto-solar”. Caso contrário, vai precisar mesmo usar o botão para abrir o compartimento.

Como falamos de um SUV de sete lugares, o interior do GLB também ganha destaque pela entrega de espaço. A segunda fileira tem bancos corrediços. Se estiverem posicionados completamente para frente, ainda abrigam com certo conforto adultos com estatura mediana.

Os dois últimos assentos podem ser levantados facilmente. Nesta situação, o volume do porta-malas é reduzido a 130 litros. Já no caso de a terceira fileira estar abaixada e a segunda fileira ajustada para trás, o volume sobe para 500 litros.

Grande, mas desenvolto

Apesar de oferecer espaço de sobra, o GLB não é daqueles SUVs grandalhões e desengonçados. Aliás, o modelo de 4,63 metros de comprimento e 2,02 m de largura passa até a impressão de ser menor, mesmo quando você está ao volante.

Mercedes Benz Glb 200 Launch Edition 0665
Os dois últimos assentos do Mercedes-Benz GLB podem ser levantados facilmente
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

A posição de dirigir é alta e um tanto inusitada. Como o painel não tem profundidade, o motorista fica mais próximo do para-brisa, o que remete a carros mais antigos.

Já a suspensão não tem pegada muito firme e é possível sentir que a carroceria oscila bastante em curvas de alta velocidade. No entanto, o acerto é confortável e minimiza o impacto em buracos ou o torcionamento demasiado em valetas e lombadas. É preciso ressaltar que o GLB tem tração apenas no eixo dianteiro.

Mas o ponto que desperta mais curiosidade do modelo é, sem dúvidas, o desempenho do motor 1.3 turbo de 165 cv. Projetado em parceria com a Renault, o propulsor vai bem no Mercedes-Benz Classe C Sedan e deve ser utilizado nas novas gerações de Captur e Duster.

O motor turbo 1.3 entrega 165 cv de potência, e leva o GLB a cumprir o 0 a 100 km/h em 9,1 segundos
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

Mas será que há fôlego suficiente para tracionar os 1.630 quilos do GLB? Bem, em termos de ficha técnica, não há motivos para empolgação. A aceleração de 0 a 100 km/h é cumprida em 9,1 segundos, marca pífia por se tratar de um Mercedes-Benz.

Os números mostram ainda que o motor entrega menos potência em relação a outro propulsor 1.3 turno lançado recentemente, o GSE da Stellantis, que desenvolve 185 cv.

Na prática

Mas, na prática, o GLB nem parece que é equipado com conjunto tão compacto. É extremamente ligeiro na cidade, e cumpre tranquilamente com os desafios da estrada, como retomadas e ultrapassagens.

Mercedes-Benz GLB 200 é extremamente ligeiro na cidade, e cumpre bem os desafios da estrada
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

É evidente que não transmite emoção. Aliás, os modos de condução, que poderiam apimentar a dinâmica do carro, são meros figurantes. Entretanto, o motor que proporciona ainda 25,5 kgf.m de torque entre 1.620 e 4.000 rpm é bem-sucedido na tarefa de transmitir conforto e agilidade aos passageiros.

Se o desempenho não chega a ser o forte do modelo importado do México, o consumo de combustível chega a impressionar. A autonomia ultrapassa os 700 quilômetros. Apesar de os dados da ficha técnica indicarem média de consumo de 10,1 km/l na cidade, e 11,7 km/l na estrada, a prática indica performance muito mais satisfatória. Sem esforço, é possível chega à casa de 15 km/l em trajeto combinado entre ruas, avenidas e rodovias.

Outro ponto diferencial do GLB é a oferta de diversas tecnologias semiautônomas que otimizam a experiência de comodidade e segurança. Há alerta de transição de faixa, assistente de estacionamento, sistema de frenagem de emergência, além de piloto automático que pode interferir na aceleração, frenagem e também no volante. Mas é sempre bom lembrar que o condutor deve manter as mãos na direção.

A central multimídia pode ser gerenciada pelo toque, pelo touchpad, e também por voz
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

Ainda em relação à segurança, o SUV dispõe de airbags duplos frontais, laterais e de janela.

Diante de todos esses predicados, é possível cravar que o Mercedes-Benz GLB 200 é uma ótima opção para quem procura um SUV de luxo equipado com os recursos mais avançados.

Na faixa de preço de até R$ 300 mil, o modelo consegue brigar com opções menores dos concorrentes, como Audi Q3, BMW X1 e Volvo XC40.

Mas o rival direto seria o Land Rover Discovery Sport, que também oferece variante de sete lugares. O inglês tem como ponto de destaque o motor 2.0 de 249 cv de potência, além de sistemas de tração voltados para a direção off-road.

Por outro lado, se o Mercedes não é tão potente, entrega maior diversidade de equipamentos, além de tecnologias semiautônomas.

Pós-vendas

O GLB tem como ponto positivo ainda o valor do seguro. No AutoCompara, a apólice mais em conta é de R$ 2.580,54, preço inferior ao praticado por muitos SUVs compactos de marcas generalistas.

Já as revisões têm valores na média da concorrência. A soma dos cinco primeiros serviços, que correspondem a 50 mil quilômetros rodados, chega a R$ 10.620.

Mercedes-Benz GLB 200 entrega diversidade de equipamentos e de tecnologias semiautônomas
Crédito: Ricardo Rollo/WM1

 

 

Ficha Técnica

MERCEDES-BENZ - GLB 200 - 2021
1.3 CGI GASOLINA PROGRESSIVE 7G-DCT
R$ 290900

Motor / Desempenho / Consumo +

  • Cilindrada (litros)
  • 1.3
  • Cilindrada cm³
  • 1332
  • Disposição dos cilindros
  • Linha
  • Número de cilindros
  • 4
  • Número de válvulas por cilindro
  • 4
  • Comando de Válvulas
  • DOHC
  • Comando de válvulas variável
  • Sim
  • Alimentação
  • Turbo
  • Intercooler
  • Sim
  • Start-Stop
  • Sim
  • Nomenclatura do motor (comercial)
  • CGI
  • Potência (cv/rpm)
  • 163/5500
  • Torque (kgfm/rpm)
  • 25,5/1620
  • Velocidade máxima (km/hora)
  • 207
  • Aceleração 0-100 km/h (segundos)
  • 9,1

Transmissão +

  • Transmissão
  • Automatizada DCT
  • Número de marchas
  • 7
  • Nomenclatura da transmissão (comercial)
  • 7G-DCT
  • Localização do câmbio
  • Console
  • Modo manual (p/ AT)
  • Sim
  • Tração
  • Dianteira

Freios / Suspensão / Direção +

  • Freios dianteiros
  • Disco ventilado
  • Freios traseiros
  • Disco sólido
  • Freio de estacionamento
  • Eletrônico
  • Suspensão - Dianteira
  • McPherson
  • Suspensão - Molas dianteiras
  • Helicoidal
  • Suspensão - Traseira
  • Multilink
  • Suspensão - Molas traseiras
  • Helicoidal
  • Direção - Assistência
  • Elétrica
  • Direção - Ajustes
  • Altura e profundidade

Dimensões e Capacidades +

  • Comprimento (mm)
  • 4634
  • Largura (mm)
  • 2020
  • Altura (mm)
  • 1659
  • Entre-eixos (mm)
  • 2829
  • Capacidade tanque de combustível (litros)
  • 58
  • Capacidade do porta-malas (litros)
  • 500

Tecnologia / Conectividade +

  • Sistema de áudio - Tipo
  • Multifunções
  • Sistema de áudio - Nomenclatura (comercial)
  • MBUX
  • USB
  • Sim
  • CD/MP3 player
  • Sim
  • SD-Card
  • Sim
  • Bluetooth
  • Função Streaming
  • Comando de voz
  • Sim
  • Tela de entretenimento - Tamanho da tela (pol.)
  • 10''
  • Tela de entretenimento - Sensível ao toque
  • Sim
  • Tela de entretenimento - Espelhamento com smartphone
  • Apple CarPlay + Google Android Auto
  • Tela de entretenimento - Navegação (GPS)
  • Integrado
  • Tela de entretenimento - DVD
  • Sim
  • Controle de áudio
  • No volante
  • Concierge - Segurança
  • Sim
  • Concierge - Emergência
  • Sim
  • Concierge - Navegação
  • Sim
  • Concierge - Diagnóstico técnico
  • Sim

Rodas e Pneus +

  • Tipo de roda - Tipo de roda
  • Liga leve
  • Tipo de roda - Design/cor
  • Dois tons
  • Dianteira - Aro (pol.)
  • 19
  • Dianteira - Pneus (largura/perfil/aro)
  • 235/50
  • Traseira - Aro (pol.)
  • 19
  • Traseira - Pneus (largura/perfil)
  • 235/50
  • No Bolso9.4
  • Tecnologia9.6
  • Vida a bordo9.7
  • Desempenho9.2
  • Opinião do repórter9.0
  • + Consumo
  • + Itens semiautônomos
  • - Motor não empolga
  • - Design sem personalidade
 
9.4

  • Lukas Kenji
  • Quando deixa um pouco de lado a carreira brilhante como piloto de Gran Turismo e Fórmula 1 (no Playstation), faz cobertura diária do setor automobilístico. Muscles cars e clássicos dos anos 1990 são as máquinas prediletas.
Compartilhar
Comentários