HB20S Copa 'em campo' contra Voyage Seleção

Séries especiais se enfrentam em clássico de sedãs antes da Copa do Mundo


  1. Home
  2. Testes
  3. HB20S Copa 'em campo' contra Voyage Seleção
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


A Copa do Mundo começa nesta quinta-feira. Na Arena Corinthians, o já popular Itaquerão, a Seleção Brasileira de Neymar e companhia encara a Croácia no início da caminhada rumo ao hexa. E neste clima de Mundial que já envolve os brasileiros, o WebMotors resolveu promover um comparativo temático. Um clássico – que poderá, por ventura, acontece de quatro em quatro anos apenas – entre o Volkswagen Voyage Seleção e Hyundai HB20S Edição Copa do Mundo da Fifa em suas versões com transmissão manual e motor 1.6 bicombustível.

O representante da marca alemã, patrocinadora oficial do escrete canarinho, parte de R$ 44.340, enquanto o modelo da fabricante sul-coreana, parceira da Fifa na Copa, custa R$ 49.810.

A diferença inicial de R$ 5.470 pode causar certo espanto. No entanto, quando começamos a analisar as listas de itens de série, o HB20S, que não tem opcionais à disposição, justifica o custo mais elevado com a desenvoltura e categoria de um legítimo camisa ‘10’ das antigas. Assim como o Voyage, o Hyundai traz direção hidráulica, vidros e travas elétricas, computador de bordo, sistema de som com conectividade bluetooth, no entanto oferece a mais ar-condicionado, bancos revestidos em couro, central multimídia com tela de 7 polegadas sensível ao toque, TV digital (funcionamento incômodo), volante multifuncional, faróis de neblina e rodas de liga leve de 15 polegadas.

Para tentar equiparar as coisas, a Volks oferece como opcionais o ar-condicionado (R$ 2.680), volante multifuncional (R$ 284), rodas aro 15 (R$ 867) e faróis de neblina (R$ 421). Resumindo, o Voyage Seleção, completo, sai por R$ 49.130 – incluindo sensor de estacionamento traseiro (R$ 539).  Assim, a diferença despenca para realistas R$ 680.

 Importante ressaltar que o Voyage não tem à disposição revestimento dos bancos em couro, tela para central multimídia sensível ao toque, muito menos TV digital.

INTERIOR

Quando falamos de sedãs, a vertente espaço é fundamental. Preponderante. E neste quesito, o HB20S também leva vantagem. Não apenas por ser realmente maior – são 4,23 metros de comprimento contra 4,21 metros do Volkswagen, e 2,50 metros de distância entre os eixos frente a 2,46 metros -, mas por transmitir esta sensação. Ao deixar o Voyage e entrar no Hyundai, fica nítida a superioridade do sul-coreano feito em Piracicaba (SP).

No quesito porta-malas, porém, o Seleção vai ligeiramente além, com 480 litros – 30 litros a mais que o Copa. O sedã da Volks, aliás, oferece como opcional também o S.A.V.E., uma espécie de fundo falso para guardar objetos importantes e não deixa-los aparentes ao abrir a tampa.

O acabamento dos dois são muito bons. As peças são de materiais agradáveis ao toque e estão muito bem encaixadas – não há espaços ou rebarbas. No Hyundai, porém, por trazer couro nos bancos e detalhes cromados, sugere requinte superior.

RODANDO

Assim como em todos os quesitos até agora, o equilíbrio se faz presente quando os dois adversários ‘entram em campo’. No Voyage, o motor 1.6 8V Totalflex de até 104 cv agrada pelo torque de 15,6 kgf.m já a partir de baixos 2.500 rpm, quando abastecido com etanol. O Volks é esperto na cidade. Tem boas saídas e excelentes retomadas. E o câmbio manual de cinco marchas é a ‘cereja do bolo’, com engates curtos, precisos e suaves. A suspensão firme, mas não desconfortável, incita condução mais esportiva.

O HB20S também é extremamente agradável ao volante. E por ser um bloco mais moderno, o 1.6 16V bicombustível consegue gerar desempenho superior. A potência, por exemplo, é de 128 cv, quando consumindo álcool. O torque também acaba sendo mais elevado – 16,5 kgf.m -, porém entregue apenas em rotações mais elevadas (5.000 giros), o que faz do sedã com espírito asiático mais eficiente em altas rotações. O câmbio de cinco marchas da Hyundai também não faz feio, mas deve em comparação ao da Volks.

PLACAR FINAL

Trata-se de um duelo bastante equilibrado. É a tradição do Voyage frente à energia do HB20S. No entanto, com um custo-benefício melhor, espaço superior e desempenho que não deve em nada à concorrência, o Edição Copa do Mundo da Fifa da Hyundai leva a melhor sobre o Seleção, da Volkswagen, que tem boas qualidades, como preço inicial mais em atraente e bom desempenho.

 

Comentários

Ofertas Relacionadas

logo Webmotors