JAC já cogita trazer picape média para o Brasil

WebMotors avaliou modelo comercializado na China


  1. Home
  2. Testes
  3. JAC já cogita trazer picape média para o Brasil
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon


(Hefei, China) Quem acompanhou a cobertura do WebMotors no Salão de Xangai, na China, soube que a JAC Motors tem uma picape média com atributos suficientes para ser comercializada no Brasil. Agora, para completar ainda mais a informação – e comprovar que o modelo realmente reúne qualidades para rodar em solo tupiniquim -, trazemos a avaliação completa da T6 (mesmo nome do utilitário esportivo recém-lançado no Brasil).

Apesar de fora dos planos atuais, a picape cairia como uma luva neste atual momento da JAC, que planeja produzir em sua nova fábrica em Camaçari, na Bahia, veículos com maior margem de rentabilidade para recuperar o fôlego financeiro da operação. As picapes, tradicionalmente, têm um custo de produção baixo e um preço de venda bem mais elevado.

A T6 tem um porte ligeiramente mais acanhado que modelos consagrados, como Chevrolet S10, Ford Ranger e Toyota Hilux. Tem o ‘biotipo’ da Oroch, picape que a Renault irá lançar ainda este ano. O design, por sua vez, precisa apenas receber um ‘tapa’ para ficar mais ao gosto do brasileiro, mudando a grade frontal e os faróis dianteiros.

O conjunto mecânico também precisar de aprimoramentos. O motor 2.8 turbodiesel de 25,5 kgf.m de torque e 120 cv de potência necessita ser uma usina mais forte de rendimento. Durante avaliação na pista de testes da JAC em Hefei, na China, ficou evidente que o turbo entra um pouco tarde, deixando a T6 ligeiramente morosa – para o cliente brasileiro, quando mais cedo o torque máximo entrar, melhor.

A transmissão manual de seis marchas também precisa de um novo escalonamento. Para este propulsor, no entanto, um câmbio mais curto, com apenas cinco marchas, é a melhor pedida. Diminuir o nível de ruído das trocas e a precisão dos engates também ajudariam no refinamento do modelo.

Por dentro a configuração atende à picapes médias nacionais, que focam o conforto, tornando o modelo muito mais um carro de passeio do que um veículo para o trabalho pesado. Os bancos são revestidos em couro, o sistema de entretenimento conta com tela sensível ao toque e função GPS, e até câmera de ré estava instalada na unidade avaliada pelo WebMotors. Ficou faltando ajuste de profundidade da coluna de direção.

IMAGE

CONCLUSÃO

A picape T6 precisa de melhorias para chegar competitiva ao mercado brasileiro. No entanto, ao contrário de muitos produtos chineses que precisam ser completamente reconstruídos – digamos assim -, as melhorias são pontuais e aparentemente rápidas de serem feitas. O mais importante, porém, não está na configuração, mas no preço que será cobrado. Chegando com um valor competitivo, a picape média da JAC pode sim conquistar seu espaço e ajudar a marca a retomar o vigor financeiro, que hoje, infelizmente, não é dos melhores.

Viagem à convite da JAC Motors.

Comentários