Jaguar F Type (7)

Jaguar F-Type: exclusividade e sofisticação

Esportivo faz de 0 a 100 km/h na casa dos 5 segundos e a sua velocidade máxima é limitada eletronicamente em 250 km/h

    • Desempenho
    • Desempenho
    • 40,8/1500 kgfm/rpm
    • Consumo Gasolina
    • Consumo Gasolina
    • Cidade: 6,5 km/litro
      Estrada: 11,0 km/litro
    • Consumo Álcool
    • Consumo Álcool
    • Cidade: N/A
      Estrada: N/A
    • Porta Malas
    • Porta Malas
    • 310 litros
    • Câmbio
    • Câmbio
    • N/A
9.3

Overview


  • + Design
  • + Motor e câmbio
  • + Consumo
  • - Porta-malas
  • - Equipamentos
  • - Preço
 
  • 0.0 Estrela icone
  • 0.0 de 5 estrelas
  1. Home
  2. Testes
  3. Jaguar F-Type: exclusividade e sofisticação
Rodrigo Ferreira
Compartilhar
    • whats icon
    • bookmark icon

Quanto custa o superesportivo que você vê nestas fotos? Se você não é um assíduo frequentador do catálogo Webmotors muito provavelmente vai chutar algo na casa do R$ 1 milhão. Pelo menos este foi o resultado da enquete que fiz com quem viu o cupê durante o teste. E todos se enganaram. Este é um dos encantos do Jaguar F-Type, sua exclusividade e sofisticação dão um ar de carro milionário.

Jaguar F Type (10)
Jaguar F-Type entrega nada menos que 300 cavalos de potência e um torque de até 40,8 kgf.m
Crédito: Ricardo Rollo

Para espanto das pessoas que erraram feio o palpite, o F-Type da nossa avaliação custa R$ 478.950, nesta que é a versão de entrada (a P300). Claro que não é nenhuma pechincha, mas falamos de um esportivo que normalmente é comparado a modelos de Ferrari e Porsche.

Se você arregalou os olhos para o preço, vai cair da cadeira ao saber que embaixo do imenso capô está um 2.0L de quatro cilindros. Nada dos colossais V8 ou V12, que tanto marcaram a história dos Jags. Resultado dos novos tempos e de muita tecnologia. Isso porque o 2.0L turbo, com cabeçote em alumínio e injeção direta de combustível entrega nada menos que 300 cavalos de potência e um torque de até 40,8 kgf.m a meros de 1.500 rotações do motor.

Está torcendo o nariz, acha que o súdito da rainha, na sua versão mais plebeia, é manco? Hahaha... Ledo engano. Mais para frente eu te conto das peripécias do cupê, por enquanto se contente em saber que esse Jaguar faz de 0 a 100 km/h na casa dos cinco segundos e a sua velocidade máxima é limitada eletronicamente em 250 km/h.

Uma das curiosidades de ter sob o capô um propulsor quatro cilindros é que, segundo o Inmetro, este F-Type percorre 10,6 km com um litro de gasolina, na estrada. No nosso teste, porém, o esportivo foi ainda mais mão de vaca. Na rodovia chegou a marcar bons 11,3 km/l (média de 115 km/h). Ou seja, além de tudo o felino é econômico.

Traços de 007

Sem dúvida um dos pontos responsáveis pelo áurea de glamour do carro é seu desenho inconfundível, obra do designer britânico Ian Callum, que não por acaso foi também o responsável pela concepção do elegante Aston Martin Vanquish, celebrado carro do agente secreto mais famoso do mundo, mister 007. Agora que você sabe disse, talvez não ache mais que as semelhanças entre os dois carros são mero acaso.

Fato é que Callum fez bem o trabalho no Jag de capô monumental, faróis afilados, traseira curta de queda acentuada e gordas caixas de rodas. No começo do ano passado, o F-Type recebeu um belo facelift de meio de vida que deixou o modelo ainda mais charmoso. Olhos ainda mais puxados, uma grande saída de escapamento central, para-choques mais envolventes, um capô mais torneado e um belo interior que mescla, com sutileza refinamento e tecnologia.

Jaguar F Type (6)
Jaguar F-Type recebeu um facelift de meio de vida que deixou o modelo ainda mais charmoso
Crédito: Ricardo Rollo

Estes foram alguns aprimoramentos muito bem vindos ao felino. Sem dúvida, este Jaguar é hoje um dos mais charmosos, se não o mais, dentro de sua categoria.

E olha que a faixa de concorrentes na categoria e preço inclui nomes como o germânico Porsche 718 Cayman, que parte de R$ 439.000, um low profile Audi TT RS, por R$ 472.990, o exibicionista Chevrolet Camaro, que começa em R$ 403.000 ou o sólido BMW M2, por R$ 439.950. Te garanto que todos eles levam alguma vantagem sobre este Jaguar. Seja na velocidade máxima (280 km/h, no M2), no 0 a 100km/h (4,9 segundos, no 718) ou na quantidade de cavalaria (461 cv, no Camaro), mas é no quesito sedução que o inglês, feito no Castelo Bromwich, arredores de Birmingham, é imbatível.

A começar pela fechadura da porta, que fica escondida na carroceria e delicadamente salta para te dar as boas-vindas quando você se aproxima da porta. Já os bancos em formato concha são forrados com o aristocrático couro Windsor. Como manda o manual de etiqueta, as saídas do ar-condicionado ficam recolhidas e só aparecem se forem demandas.

Jaguar F Type (38)
Jaguar tem bancos em formato concha são forrados com o aristocrático couro Windsor
Crédito: Ricardo Rollo

O mesmo acontece com o aerofólio traseiro, que só se ergue se o condutor acionar um botão no console central ou em velocidades acimas de 110 km/h. Outro súdito disponível aos caprichos do seu rei é o ronco do motor, que pode ficar mais contido ou rugir alto, também pelo acionamento de um botão.

Mas nem tudo exala realeza neste F-Type de entrada. Os assentos, por exemplo, são elétricos, mas não contam com memória de posição, algo comum em carros muito mais baratos. Algumas partes da cabine contam com plástico de aspecto mais mundano do que poderia ser. Também não há carregador de celular por indução, como nos Chevrolet Tracker, e nem pense em piloto automático adaptativo, como no recém lançado VW Nivus. Quem disse que a realeza não comete deslizes?

Todos estes, porém, são meros detalhes. Porque o que importa mesmo para quem dirige este felino é a diversão. E neste ponto meus amigos (as) há pouco ou quase nada a se reclamar deste Jag.

Pelas curvas da Serra das Araras

A desculpa foi visitar os meus queridos sobrinhos, que moram fora do país, mas que estavam passando uma temporada no Rio de Janeiro. O desafio, fazer um bate e volta entre São Paulo e Rio, em um dia. Em tempos de pandemia de coronavirus, só mesmo uma visita rápida para ver a família e um F-Type como carruagem para justificar o impropério.

Faróis afilados e gordas caixas de rodas reforçam o visual agressivo F-Type
Crédito: Ricardo Rollo

A viagem, confesso, não começou bem. O súdito da rainha não foi feito para congestionamentos nas marginais de São Paulo. O cupê baixo e para duas pessoas se torna um lugar quase claustrofóbico em meio a um mar de caminhões, ônibus e centenas de olhares curiosos dos demais motoristas, que, assim como eu, não contavam com nenhuma distração, além, é claro, de observar o belo esportivo. Me senti um felino enjaulado em exibição no zoológico.

O meu 1.90 metro de altura também não gostou muito de ficar tanto tempo no anda e para do engarrafamento. Depois de algum tempo, foi difícil não ficar com algumas dorzinhas.

Outro ponto curioso em relação ao F-Type é o seu porta-malas. Que de forma alguma foi feito para receber malas. Explico. O volume anunciado pela fabricante é de bons 336 litros, porém, na prática, o estepe cobre todo o meio da área de carga e os espaços ficam reduzidos as extremidades. Para levar duas malas (minha e da minha esposa) mais dois presentes para os sobrinhos tivemos que apelas para sacolas para colocar as roupas, já que malas duras (como as que vemos em avião) não cabiam no formato do porta-malas.

Porta-malas deixa a desejar quando é preciso fazer uma viagem longa
Crédito: Ricardo Rollo

Enfim, passada a arrebentação, ou melhor, assim que saímos de São Paulo, o jogo virou. Ah meu amigo, e como virou!

O Jag soltou as garras já no tapete da rodovia Ayrton Senna. Como acelera, como roda solto, como ruge gostoso. O painel de instrumentos digital que pode ser configurado com um grande conta giros no meio, com o corte próximo dos sete mil giros. O centro de gravidade baixo, você sentado quase rente ao chão, sentindo a ondulação do asfalto e o câmbio pedindo marcha para cima, com fome, com vontade de quero mais. Nossa, não tem conexão melhor entre carro e você, de arrepiar, de fazer suar frio, de quer mais e mais.

E como num parque de diversões, o melhor estava ainda por vir. A famosa Serra das Araras, um conjunto de curvas para direita, esquerda, para cima e para baixo que liga o início do estado da Guanabara à Cidade Maravilhosa foi o ponto alto da viagem.

Jaguar F Type proporciona conforto e requinte, com direção sempre direta
Crédito: Ricardo Rollo

Foi no delicioso conjunto de curvas da serra que as suspensões dianteira e traseira double wishbone trabalharam como uma verdadeira orquestra. Apontaram o F-Type para cada curva, filtraram cada ondulação, mantiveram o felino na tangência certa, sem desgarrar, sem escapar e, além de tudo, pediam por mais. Que sentimento! O carro a mão, com a direção sempre direta, o câmbio ZF de oito marchas com precisão típica dos alemães, com o conforto e requinte das carruagens inglesas.

O resultado foi uma viagem inesquecível. Não só por ver os meus sobrinhos, mas muito pelo Jaguar.

Conclusão

Na ponta do lápis, o F-Type não será o superesportivo com os melhores números de aceleração, de tempo de volta numa pista, também não terá o melhor custo-benefício, a lista mais extensa de equipamentos ou o maior porta-malas entre os seus concorrentes. Mas fazia algum tempo que eu não me pegava procurando alguma pechincha de modelos usados a venda na Webmotors do carro que estou testando. E este mérito é todo deste Jag.

 

Ficha Técnica

JAGUAR - F-TYPE - 2019
2.0 P300 GASOLINA R-DYNAMIC COUPÉ AUTOMÁTICO
R$ 415588

Motor / Desempenho / Consumo +

  • Cilindrada (litros)
  • 2.0
  • Cilindrada cm³
  • 1999
  • Disposição dos cilindros
  • Linha
  • Número de cilindros
  • 4
  • Taxa de compressão
  • 9,5:1
  • Número de válvulas por cilindro
  • 4
  • Número de válvulas (comercial)
  • 16v
  • Comando de Válvulas
  • DOHC
  • Comando de válvulas variável
  • Sim
  • Alimentação
  • Turbo
  • Nomenclatura do motor (comercial)
  • Ingenium - P300
  • Potência (cv/rpm)
  • 300/5500
  • Torque (kgfm/rpm)
  • 40,8/1500
  • Velocidade máxima (km/hora)
  • 250
  • Aceleração 0-100 km/h (segundos)
  • 5,7
  • Consumo cidade (km/litro) - Combustível 1
  • 6,5
  • Consumo estrada (km/litro) - Combustível 1
  • 11,0
  • Fonte consumo
  • Montadora

Transmissão +

  • Transmissão
  • Automática
  • Número de marchas
  • 8
  • Nomenclatura da transmissão (comercial)
  • Automático
  • Localização do câmbio
  • Assoalho
  • Modo manual (p/ AT)
  • Sim
  • Tração
  • Traseira

Freios / Suspensão / Direção +

  • Freios dianteiros
  • Disco ventilado
  • Freios traseiros
  • Disco ventilado
  • Freio de estacionamento
  • Eletrônico
  • Suspensão - Dianteira
  • Double Wishbone
  • Suspensão - Molas dianteiras
  • Helicoidal
  • Suspensão - Traseira
  • Double Wishbone
  • Suspensão - Molas traseiras
  • Helicoidal
  • Direção - Assistência
  • Elétrica
  • Direção - Ajustes
  • Altura e profundidade

Dimensões e Capacidades +

  • Comprimento (mm)
  • 4482
  • Largura (mm)
  • 1885
  • Altura (mm)
  • 1311
  • Entre-eixos (mm)
  • 2622
  • Altura em relação ao solo (mm)
  • 100
  • Diâmetro de giro (mm)
  • 10660
  • Capacidade tanque de combustível (litros)
  • 70
  • Capacidade do porta-malas (litros)
  • 310
  • Peso líquido em ordem de marcha (kg)
  • 1525

Tecnologia / Conectividade +

  • Sistema de áudio - Tipo
  • Multifunções
  • USB
  • Sim
  • AUX-in
  • Sim
  • SD-Card
  • Sim
  • Bluetooth
  • Conexão com celular
  • Tela de entretenimento - Tamanho da tela (pol.)
  • 7"
  • Tela de entretenimento - Sensível ao toque
  • Sim
  • Tela de entretenimento - Navegação (GPS)
  • Integrado
  • Tela de entretenimento - DVD
  • Sim
  • Alto-falantes - Quantidade
  • 4
  • Alto-falantes - Tweeters
  • 2
  • Alto-falantes - Subwoofer
  • 1

Rodas e Pneus +

  • Tipo de roda - Tipo de roda
  • Liga leve
  • Tipo de roda - Design/cor
  • Customizada
  • Dianteira - Aro (pol.)
  • 19
  • Dianteira - Pneus (largura/perfil/aro)
  • 245/40
  • Traseira - Aro (pol.)
  • 19
  • Traseira - Pneus (largura/perfil)
  • 275/35
  • Estepe
  • Não disponível

Garantia +

  • Garantia total do veículo - Duração (meses)
  • 36
  • Garantia de motor e transmissão - Duração (meses)
  • 36
  • No Bolso7.8
  • Tecnologia9.1
  • Vida a bordo8.0
  • Desempenho9.8
  • Opinião do repórter9.5
  • + Design
  • + Motor e câmbio
  • + Consumo
  • - Porta-malas
  • - Equipamentos
  • - Preço
 
9.3

  • Rodrigo Ferreira
  • Editor, amante dos carros desde criança e colecionador de revistas automotivas. Seu passatempo preferido é viajar de carro ouvindo um bom rock. No mundo automotivo, tem uma queda pelas peruas e pelos esportivos. Quando não está fuçando sobre carros tenta a sorte nas quadras de tênis.
Compartilhar
Comentários